acompanhe o blog
nas redes sociais

19.5.16

Essa Terra Selvagem [Isabel Moustakas]

Isabel Moustakas
Ed. Companhia Das Letras, 2016 - 120 páginas:
      Depois de presenciar a morte da testemunha ocular de um crime tenebroso, a vida do repórter João nunca mais foi a mesma. A jovem que assistiu à tortura e ao assassinato brutal dos pais, para depois ser abusada de todas as maneiras, deu fim à própria vida diante dele após relatar cada detalhe perturbador do que vivera. A partir deste terrível episódio, o jornalista irá seguir todas as pistas que possam levá-lo a um possível grupo racista que vem cometendo as piores atrocidades contra imigrantes, negros, judeus, nordestinos, gays e quaisquer pessoas que eles considerem impuras. Mas a única pista que ele tem são os cadarços verde e amarelo que eles usam nos coturnos. 

Onde comprar:


Complexidade, em cada página que lia, ficava cada vez mais de boca aberta com a complexidade que a escrita de Isabel Moustakas pode passar. Cada cena descrita, cada morte, cadê sensação. Da para sentir a angustia pulando da história. Uma trama arrebatadora, deixa o coração de qualquer um a mil por hora.

De cara, analisando só a capa já temos algo impactante, um sentimento quase palpável do quer o livro que passar. Pessoalmente tinha um certo preconceito com livros desse estilo, que fossem escritos por brasileiros, mas como podem ver, estou completamente arrependida. Isabel Moustakas me provou da maneira mais deliciosa possível o quão eu estava ERRADA!

Na trama temos João, um reporte policial, como uma vida bem monótona, até que assumiu um crime horroroso que foi cometido contra Marta e sua família descendentes de bolivianos. Quando Marta, a única sobrevivente, decide contar o que aconteceu em detalhes somente para João, é como se nós, leitores, vivêssemos cada minuto de angustia da vítima, podemos até sentir um gosto amargo na boca.

Quando Marta toma uma atitude para acabar com a sua dor, na frente de João, ele decide que precisa ir atrás de respostas. Não pode deixar mais crimes assim acontecer.

Preconceito puro, podemos sentir o ódio daqueles que cometem esses crimes, é repulsivo. Mas te prende do começo ao fim. Você não pode e nem quer largara mais o livro depois que começa.

Acredito que esse livro pode claramente fazer uma crítica aos dias de hoje, como os indivíduos não respeita mais uns aos outros, e como isso afeta nosso dia a dia. Será que não existe mais preconceito ou apenas não damos o devido foco para isso? Porque não dizer que tampamos o sol com a peneira?

Outro ponto que merece ser destacado, são as cenas mais impactante, descritas em trechos curtos em cada página, isso com certeza deu um Q a mais. Com uma linguagem do dia a dia, contado na perspectiva de João, foi outro ponto de me colocou inteiramente dentro da história. Era quase como um filme, aonde podíamos ver mesmo algumas cenas. Falando em filme, está aí uma ótima dica, esse com certeza seria uma adaptação de livro que irá render bilheterias.

Então fica a dica para quem curte livros desse gênero, é uma ótima leitura e indico completamente.
 Cortesia da Editora Companhia das Letras
Gabriele Machado
15 anos, paranaense, leitora compulsiva, apaixonada por cachorros, viciada em musica e seriados, junta todos esses adjetivos, PUM! Aqui estou eu, Gaby Machado. Uma sonhadora irreversível, desastrada, pavio curto, falo sem pensar, eclética para tudo! Apaixonada por uma boa dose de cafeína e minha princesa favorita é a Mulan, por quê? Mesmo sendo uma princesa não preciso do príncipe para se salvar.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "Essa Terra Selvagem [Isabel Moustakas]"

  1. Já vi muito esse título por aí,mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Não sabia que a autora é brasileira! Um bom motivo para dar uma chance ao livro que de cara não tinha me despertado muito o interesse em lê-lo. Gostei dessa crítica contida na obra. Se tiver uma chance, irei ler. :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sinopse e a resenha me deixou ainda mais curiosa. Gosto muito desse gênero e vou ler esse livro assim que tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu amei a premissa descrita no livro, achei bem legal esse suspense todo em relação ao crime, apesar de não gostar muito do gênero fiquei bastante curiosa, a relação com o preconceito e tudo mais.
    Irei ler com certeza
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  4. Livros do gênero costumam me atrair e ele parece retratar muito bem a violência que há nos dias de hoje devido ao preconceito. É a primeira resenha que leio desse livro e apesar de ser curto, parece que a autora consegue fazer o leitor se aprofundar e conectar-se com a história.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Olá, Gabriele.
    Ao contrário de você, eu já leio muitos livros desse estilo, principalmente os brasileiros, pois geralmente trazem uma crítica social bem palpável. Esse enredo, em especial, parece ser bem forte e tocar em um assunto que precisa ser debatido: o preconceito.
    Certamente fiquei com muita vontade de conferir.
    Ótima dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  6. Dá pra sentir que as cenas são fortes só de ler a sinopse.
    Aborda temas atuais do nosso país!120 páginas,que curtinho.

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Não conhecia o livro, o que me chamou atenção nele foi a história forte e mto bacana, preconceito hj em dia tá uma loucura, em nosso país precisamos mto debater esse tema...
    Adorei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia o livro, mas o enredo parece se bem impactante. Os escritores brasileiros estão surpreendendo cada vez mais. A temática do livro me pareceu bem intrigante, estou bem interessada na leitura. Adorei a capa.

    ResponderExcluir
  9. eu nunca li nada desse estilo escrito por brasileiros, mas mais por falta de conhecimento. adorei a temática do livro, bastante atual só deve ser um livro muito angustiante mas tb bastante reflexivo. por na minha lista do eu quero
    a capa realmente é muito impactante

    ResponderExcluir
  10. Esse livro parece ser bem intenso e forte, o que me deixou bem curiosa, mas não sei se teria estômago para ele. Preconceito é algo recorrente na nossa vida ainda e infelizmente muitas pessoas acabam morrendo por conta disso. Com certeza pretendo ler esse livro algum dia.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura || Participe do top comentarista de maio

    ResponderExcluir
  11. Esse livro parece ter um narrativa bem intensa, não sei se leria logo, pois ainda estou me acostumando a ler thriller, é um gênero que não leio muito, então acho que vou anotar pra ler mais pra frente. Mas gostei muito do que vi na sua resenha, esse livro chama muito a atenção por tratar de temas bem reais mesmo, como a intolerância e o preconceito, que infelizmente estão tão presentes em nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  12. Este livro esta sendo muito bem comentado, ele ta na minha lista de compras, adoro historias policiais esse clima de mistério que envolve os assassinatos, faz com que a leitura flua com uma rapidez para desvendar o assassino. A historia deve ser muito comovente perder os pais meche muito com a pessoa psicologicamente.

    ResponderExcluir
  13. Meu gênero favorito é policial/suspense então já me animei. Li a sinopse e me pareceu ser muito bom, além de ser nacional, o que eu gosto mais ainda. Adorei o que você disse e fiquei muito animada. Essa coisa de ser um grupo racista, se passar em SP e a única pista são os cadarços parece ser muito bacana. Já está na minha lista.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir