acompanhe o blog
nas redes sociais

22.9.16

A Livraria dos Finais Felizes [Katarina Bivald]

Katarina Bivald
Ed. Suma de Letras, 2016 - 336 páginas:
      Sara tem 28 anos e nunca saiu da Suécia — a não ser através dos (vários) livros que lê. Quando sua amiga Amy, uma senhora com quem troca livros pelo correio há anos, a convida para visitá-la na cidade de Broken Wheel, Iowa, Sara decide se aventurar. Mas ao chegar lá, descobre que Amy faleceu. Sara se vê desacompanhada na casa da amiga, em uma cidade muito pequena, e começa a pensar que talvez esse não seja o tipo de férias que havia planejado.Com o tempo, Sara descobre que não está sozinha. Nessa cidade isolada e antiga, estão todas as pessoas que ela conheceu através das cartas da amiga: o pobre George, a destemida Grace, a certinha Caroline e Tom, o amado sobrinho de Amy. Logo Sara percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de alguma aventura, um pouquinho de autoajuda e talvez uma pitada de romance. Resumindo: a cidade precisa de uma livraria.

Onde comprar:

Confesso que quando vejo um título de livro com alguma palavra relacionada ao universo literário, minha curiosidade pra ler aumenta consideravelmente. Então, ao ver a palavra "Livraria" estampada na capa, não tive outra opção a não ser lê-lo.

"A Livraria dos Finais Felizes", conta a história da amizade entre Sara, uma sueca de 28 anos, e Amy, uma senhora que mora na pequena cidade de Broken Wheel, Iowa, Estados Unidos. Mas como elas tornaram-se amigas?! Justamente através desse amor em comum: os livros. Passaram anos trocando-os através dos Correios, até que Sara cria coragem e aceita o convite feito por sua amiga Amy, para passar alguns dias na pequena cidade onde mora. Ao chegar ao seu destino, Sara é surpreendida pela notícia do falecimento de Amy. Passado o choque inicial, Sara vai percebendo o quanto já conhece da cidade e seus moradores, pois Amy contava tudo o que acontecia nas cartas que enviava para a Suécia.

Sabe aquelas tramas que são lineares do começo ao fim?! Então, temos um belo exemplar aqui. É uma trama que tem seu próprio ritmo (devagar e sempre), mas que acaba funcionando de uma maneira surpreendente. É como se nós estivéssemos entrando na atmosfera da própria cidade, onde nenhum grande acontecimento surge, nem grandes reviravoltas. Afinal, estamos falando de uma pequena cidade com um pouco mais de 600 habitantes, onde todos se conhecem, se ajudam de alguma forma, e tomam decisões sempre pensando no bem comum.

Achei a escrita da autora um dos pontos fortes. Como a trama foi morna e clichê durante todo o desenvolvimento, a narrativa foi o que conseguiu me prender até a última palavra. Outra coisa que me agradou foram as personagens. Não as considero muito complexas, mas cada uma delas me cativaram em algum momento. Outro ponto alto foram as referências literárias espalhadas por toda a obra. Foram citados livros, personagens, gêneros, autores, manias de leitores, enfim, impossível não identificar-se com esses trechos.

Em relação a diagramação, mais uma vez, a Suma de Letras merece nota máxima. A capa é muito bonita e combina perfeitamente com a história. A revisão também está perfeita, pois não encontrei erro algum.

Encerro essa resenha indicando o livro para quem gosta de uma trama leve, clichê, com uma narrativa fluida, porém com um ritmo um pouco mais lento. E, como diz o título, com um final feliz.

Link no Skoob: http://www.skoob.com.br/a-livraria-dos-finais-felizes-591366ed592397.html

 Cortesia da Editora Companhia das Letras
Nardonio Almeida
Pernambucano, formado em Artes Cênicas e apaixonado por teatro e livros. Descobriu-se leitor depois de um empurrãozinho de uma amiga. Virginiano, pé no chão e que adora a calmaria. Leitor de quase todos os gêneros literários. Afinal, quando a trama é boa, o gênero é o que menos importa.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

13 comentários:

  1. Já fiquei com vontade de ler o livro pelo título também. E pela capa, que é linda. Mas a resenha me deixou com ainda mais vontade de ler, já fiquei super triste de saber que a Amy morre quando a Sara chega na cidade dela. Pretendo ler com certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  2. Eu vi algumas resenhas desse livro, mas não imaginava que era lento e clichê. Eu estou apaixonada tanto pelo título quanto pela capa, e quero muito conhecer. Mas que pena que tudo é muito previsivel. Gostei de saber a sua opinião.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nardonio! Vi esse livro em algum blog, que não me recordo agora, e fiquei encantada pela capa. Tbm gosto mto de livros que trazem algo relacionado ao universo literário e ficaria contente em poder fazer essa leitura. Normalmente não curto tanto histórias que possuem um ritmo lento e prefiro tramas mais densas, mas o fato de o livro possuir diversas referências literárias chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  4. Achei que esse livro deve ser bem interessante, mesmo tendo um certo clichê.
    A capa é linda!
    P.S.: Amei o livro que ganhei no sorteio do blog! ♥
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nardônio.
    A trama ser linear não me incomoda. Livros assim, se bem trabalhados, costumam ter um certo charme. O único problema da obra, talvez, seja o clichê. Apesar de não ter imaginado qual seja.
    Talvez acabe dando uma chance para o livro.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  6. O que me chamou a atenção foi o fato das duas trocarem livros pelo correio (lembrei das trocas via skoob que faço) e também me identifiquei com a protagonista que só viaja em livros e não vai pra lugar algum (só que no meu caso é falta de dinheiro mesmo).

    Talvez o ritmo lento seja para retratar justamente o cotidiano da cidadezinha, com seus personagens típicos, deve ser uma leitura light, sem muitas expectativas.

    ResponderExcluir
  7. Que título mais fofo!
    Parece bem leve,pegar uma leitura com final feliz de vez em quando faz bem :P

    ResponderExcluir
  8. Gosto de livros assim quando tenho ressaca literária, pois são leves e dão vontade de ler novamente. Vou adicionar a minha lista e espero ler.

    ResponderExcluir
  9. Oii Nardônio! Achei o livro uma fofura! O enredo apesar de ser leve me prendeu atenção...Qro ler com toda ctz!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Dom!
    Além do livro ter um título interessante e falar sobre livros, fiquei interessada também em saber sobre a amizade delas através das cartas, pois faço correspondência há mais de 35 anos e adoro o tema.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. Confesso que a trama de A Livraria dos Finais Felizes não despertou meu interesse, sem falar que não gosto de narrativas com o ritmo um pouco mais lento, então dificilmente eu leria esse livro...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Eu gostei da premissa do livro, mas acho que não leria,a coisa toda de troca de livros não me convenceu eu acho, mas em compensação achei legal o relacionamento dessas duas mulheres, e a capa é realmente bela, enfim gostei bastante da resenha.
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    A capa e o título já me conquistaram. Também gostei do fato de ter referencias literárias dentro do enredo e por ter personagens cativantes. O clichê não é problema, achei a premissa interessante e gostaria muito de ler. Ótima resenha. Abraços.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo