acompanhe o blog
nas redes sociais

21.9.16

A Redenção, Vol. 02 - Série The Travis Family [Lisa Kleypas]

Lisa Kleypas
Ed. Gutenberg - Brasil, 2016 - 256 páginas:
  Herdeira de um verdadeiro império, Haven é uma mulher obstinada e que não tem medo de bater de frente com o pai, Churchill Travis, um dos homens mais ricos do Texas. Mas ao cortar relações com ele para se casar com um homem que sua família desaprova, Haven vê sua vida se transformar num verdadeiro inferno... Dois anos depois, Haven volta para casa, com a alma abatida e o coração fechado. Mas Hardy Cates e seus irresistíveis olhos azuis cruzam seu caminho. Hardy é o mais novo magnata da indústria petroleira de Houston, um homem de sangue quente que aprendeu desde muito cedo a não confiar em ninguém e que nunca mediu esforços para chegar aonde quer: ao topo! Em sua jornada alimentada pela ambição desmedida, ele conquista poder e inimigos, incluindo os homens da poderosa família Travis. O que ele não esperava era sentir suas defesas serem abaladas pela herdeira da família.

Onde comprar:

Se Lisa Kleypas já tinha me conquistado no primeiro livro desta série, com o excelente "A Prometida", agora em "A Redenção" ela deu seu tiro de misericórdia e me ganhou de vez. Com um talento impressionaste e uma escrita que expõe o íntimo de seus personagens, Lisa transforma um simples romance em algo que toca fundo o leitor, porque expõem de maneira visceral problemas sociais como a violência domestica e o bullying no trabalho.

Convivemos diariamente com psicopatas do cotidiano, que causam muito mal aqueles que estão ao seu redor, pois se camuflam disfarçados como pessoas normais. Este tipo de gente é muito nociva à sociedade e existem em todas as classes sociais, inclusive entre os mais privilegiados. É o que a autora nos mostra ao contar a trajetória da filha caçula de um bilionário americano, Churchill Travis.

Haven sempre se sentiu sufocada por seu pai e seus três irmãos, Gage, Jack e Joe, todos decididos a protegê-la, sem considerar a sua opinião. Além do mais sua família a ironizava com delicadeza sobre sua consciência social, vindo de uma herdeira bilionária, "a pobre garota rica imersa em um sentimento de culpa liberal". Misturado a isso tudo, Haven achava que nunca iria ser verdadeiramente amada por um homem. Quando conheceu Nick e acreditou que ela a amava, desafiou seu autoritário pai e casou-se com ele. Churchill Travis então a deserdou, fazendo com que os recém-casados vivessem com o seu próprio sustento.

Isso incomodou Nick, sem a ajuda financeira que ele espera receber de seu sogro, tornava-se cada vez mais agressivo, culminando em agredir fisicamente a Haven. É aí que fui atingida com um raio. Eu sempre sentia desprezo pelas mulheres que aceitavam apanhar dos maridos, até perceber o jogo psicológico que estes psicopatas aplicam sobre suas vítimas, de modo que elas pensam serem as culpadas pela agressão, afinal essa agressão veio do homem que ela confia e ama.

Haven apanhou uma, duas, varias vezes, até que finalmente pede a ajuda de seu irmão Gage e se separa de seu marido agressor. Mesmo longe de Nick e protegida novamente por sua família, sentimos que somente com muita ajuda psicológica Haven pode se desatar das garras de Nick.

"Para mim, deixar o Nick não trouxe alívio. Quer estivesse ou não com ele, eu continuava enterrada em um sentimento de inutilidade. Ele tinha me culpado por ser responsável pela agressão que sofri, e a convicção dele me contaminou como um vírus. Talvez eu tivesse provocado. Talvez eu tivesse feito por merecer."

Foi então que Hardy Cates surgiu no seu caminho, um homem determinado e ambicioso, capaz de tudo para atingir seus objetivos, inclusive se indispor com a família Travis, que o odiavam. E Haven mesmo sentindo uma imensa atração por aquele homem carismático, seu corpo grande e calejado a assustava, pois Hardy podia matar uma pessoa normal com um gesto de mão. E alguém como ela, com toda sua bagagem de agressão, não tinha nada a fazer perto de Hardy Cates.

"Quando eu reunisse coragem para tentar de novo, não poderia ser com uma criatura tão excessivamente masculina. Mas talvez isso fosse parte da atração, saber lá no fundo que sentimentos reais, uma ligação real, nunca seria possível com Hardy."

Sua família também é radicalmente contra aquela relação, acham que Hardy tem algum plano maligno para se vingar dos Travis e pretende usar Haven para conseguir isso, pois ele é um homem duro, predador e impiedoso, que saiu de um gueto e chegou onde chegou na indústria do petróleo.

"Ele queria respeito, poder, sucesso, todas as coisas que deve ter ansiado quando o mundo o considerava um zé-ninguém. Mas a opinião do mundo não o oprimiu. Havia algo nele, um instinto impulsionado por orgulho e raiva, que o fazia acreditar que merecia mais."

Lisa Kleypas mais uma vez me encantou, com um texto denso, expondo todas as dores de seus personagens, cruzando o caminho de duas pessoas tão diferentes, mais igualmente sofridas. A Redenção não é um simples romance clichê, ele trata de força de vontade, determinação e principalmente de superação. Recomendadíssimo.

Clique sobra a capa para ler a resenha do livro anterior:

 Cortesia da Editora Autêntica
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

17 comentários:

  1. Oii Gi!
    Assim como gostei do vol 1, este não seria diferente, mta vontade de conhecer a obra, tdos flando super bem, achei o enrendo bem bacana tbm, assuntos tão reais que me atraíram bastante.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Esse livro parece ser ótimo, assim como o primeiro. Aguardo ansiosamente poder ler essa série!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 3 KITS

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Esse livro parece ser ótimo, assim como o primeiro. Aguardo ansiosamente poder ler essa série!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 3 KITS

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que trama pesada essa hein? Não curto esse assunto de violência doméstica, acho triste até quando leio sobre isso nos jornais, imagina acompanhar em um livro essa tortura. Desaprovo qualquer tipo de tortura, essa de marido violento então, nem se fala. Ainda bem que essa moça arranjou outro cara, coitada, além da família ser um pé no saco, teve que se casar com um homem violento e ainda voltar para casa? Pelo menos parece que ela conseguiu a redenção, assim espero.

    ResponderExcluir
  5. Segunda resenha da série e a resenha continua apaixonada,a Lisa Kleypas te conquistou mesmo.
    Gostei dos temas abordados,são importantes.

    ResponderExcluir
  6. Oi Gisela!

    Só por ser da Lisa Kleypas eu já fico interessada. Bom saber que é uma história densa e mais do que um romance clichê. Não vejo a hora de poder conhecer a narrativa de romances contemporâneos da autora!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Tenho lido várias resenhas dessa série, e eu por ser uma grande fã de dramas e principalmente de romances, não poderia deixar de me sentir atraída. Recentemente conheci o primeiro livro e percebe-se que a história vai ficando cada vez mais densa e intensa. Fico super curiosa pra saber como a autora trabalhou todos esses problemas.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Tendo lido as duas resenhas já vi que o Hardy era o antigo amigo da protagonista do primeiro livro. Fiquei bem curiosa por conta disso, pois ele conseguiu subir na vida como desejava. E a Haven com certeza é uma personagem interessante, com todo o problema de agressões pelo ex-marido. Quero muito ver os dois ficando juntos!

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  9. Olá, Gisela! Essa parece ser uma leitura de intensa carga emocional. A autora aborda temas importantes e complicados e, pelo visto, fez-se de maneira convincente, dando uma atmosfera realista ao livro e aos conflitos vividos pelos personagens. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Gisela.
    Esse livro me interessou bastante devido à carga psicológica que ele deve carregar. Afinal, tratar de assuntos como a violência doméstica não é nada fácil. Ademais, a protagonista parece ser bem interessante.
    Daria uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  11. Os livros dessa autora não me animam muito. Esse gênero não me anima ao ponto de ler.
    Até lia alguns e gostava, mas desanimei geral. Talvez mais para frente isso mude, porém não me vejo lendo tão cedo.

    ResponderExcluir
  12. Os livros dessa autora não me animam muito. Esse gênero não me anima ao ponto de ler.
    Até lia alguns e gostava, mas desanimei geral. Talvez mais para frente isso mude, porém não me vejo lendo tão cedo.

    ResponderExcluir
  13. Gi!
    Gosto demais dos livros da autora e esse me parece um enredo daqueles que nos faz ficar presos do início ao final da trama e viver todo drama junto com a protagonista.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  14. cara Gi, quando a violência (seja física, emocional ou um coquetel das duas) parte da pessoa que você ama a coisa muda de figura, porque normalmente esta pessoa sabe como manipulá-lo, sabe seus pontos fracos, tanto pela convivência, quanto pela intuição. o pior é que pessoas superprotegidas atraem explosivos, malucos e afins como açúcar atrai insetos. sabe que senti vontade de ler esta saga? gosto de traçar o perfil psicológico das personagens, de me inserir em seu mundo e esta me parece ideal.

    ResponderExcluir
  15. Gostei mais da trama de A Redenção do que da trama do primeiro volume dessa série, achei mais interessante os temas abordados nesse livro - violência domestica e o bullying no trabalho... Vou esperar os outros volumes dessa série, quem sabe eu me empolgue e decida ler a série...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Oi, Gi.
    Eu estou lendo A Protegida agora e já estou achando um pouco estranho esse segundo livro falar sobre o Hardy, já que ainda não saiu da minha cabeça que a Liberty é apaixonada por ele. Estou entrando nesse novo universo que a Lisa criou agora e ela dar tanto foco a vida dos personagens e não tanto no romance é algo completamente novo para mim, mas estou adorando.
    Beijo, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  17. Oi.
    Eu quero muito ler essa série, principalmente por conter um tema tão polêmico que é agressão a mulher, ao ponto de faze-la se sentir culpada, algo que ela não tem absolutamente nenhum controle, enfim eu amei a premissa do livro, tenho certeza que irei amar.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo