acompanhe o blog
nas redes sociais

15.9.16

O Senhor da Torre, Vol. 02 - Trilogia A Sombra do Corvo [Anthony Ryan]

Ed. Leya, 2016 - 700 páginas:
      O senhor da torre é o segundo livro da série “A sombra do corvo”, uma fantasia épica que explora episódios de conflito, lealdade e fé. Vaelin Al Sorna, agora guerreiro da Sexta Ordem, é o maior guerreiro de sua época. Desiludido com seu Rei e pelo sangue de guerreiros derramado por causa de uma mentira, ele volta para casa, se isolando de tudo, e jura nunca mais matar. Porém, o Reino, que já está dividido entre os que apoiam o Rei Janus e os que preferem sua irmã como líder, será atacado por forças poderosas, e Vaelin, o Lâmina Negra, deverá lutar novamente. 

Onde comprar:




Anthony Ryan mais uma vez nos agraciou com uma excelente fantasia épica. Em O Senhor da Torre as descrições das batalhes estão ainda mais impressionares e mesmo sendo um livro de meio, ponte para o ápice final, trás para o leitor o desenvolvimento mais profundo de outros grandes personagens da trilogia, já que o primeiro foi todo focado em Vaelin Al Sorna.

Ryan também mudou sua narrativa, aqui ele dividiu o estrelato de Vaelin com mais três grandes personagens: Reva, Frentis e Lyrna. Os capítulos são alternados pelas visões dos quatro e vão criando núcleos de ação distintos. O Leitor vai notar também outra grande mudança, se no primeiro livro as mulheres fizeram papel secundário, aqui elas são as maiores protagonistas, dominando quase toda a ação.

O Livro é dividido em cinco partes e cada uma delas sempre inicia com o relato de Verniers, cronista do Império Alpirano, aquele que no primeiro livro ouviu toda a história de Vaelin.

Vaelin Al Sorna se consagrou como o maior guerreiro de sua época. Desiludido com seu Rei, com sua fé e com sua ordem, pretende nunca mais desembaiar sua espada. Na volta para casa, depois da grande derrota sofrida na guerra contra o império Alpirano, Vaelin sofre uma tentativa de assassinato, por uma jovem chamada Reva, que está em busca da espada de seu pai, assassinado por Vaelin. Nosso herói acaba acolhendo a jovem, ensinando-a a manejar o arco e a espada e levando-a consigo para casa.

Decidido a ajudar sua meia-irmã, Alornis, a ficar com a herança de seu pai, Vaelin mais uma vez cai nas garras do reinado, agora regido pelo filho do rei Janus, Príncipe Malcius, que nomeia Vaelin Senhor da Torre dos Confins do Norte. Contudo, ao chegar nos Confins do Norte, Vaelin percebe que lá será um bom lugar para viver em paz com sua irmã Alornis.

- Parece ser mais uma prova de que minhã mãe era uma mulher muito sábia. - Ele sorriu quando a irmã franziu o rosto, afastando os cabelos que caíram nos olhos dela. - Há sempre outra guerra."

Só que agora a guerra veio para o Reino Unificado, que está sendo atacado pelo Império Volariano e mais uma vez a lealdade de Vaelin Al Sorn fala mais alto, e este grande guerreiro parte em auxílio de seu Rei e também de seus amigos. Nesta nova jornada, Vaelin faz novos amigos e reencontra alguns de seus irmãos da sexta ordem, que tiveram um papel menor neste livro, a exceção de Frentis.

"- Lutaremos sozinhos - comentou Davoka.
- Não sozinhos - disse Frentis. - O Senhor da Torre dos Confins do Norte virá. E, quando vier, retomaremos este Reino."

A Princesa Lyrna que no primeiro volume é ambiciosa, manipuladora e nutre uma paixão por Vaelin, tem um crescimento muito grande neste volume, ela sofre muitos golpes e transforma-se numa grande mulher. Particularmente já gostava da princesa, pois ela também era inteligente e determinada. Agora estou torcendo para que Lyrna conquiste o coração de Vaelin, mesmo sabendo que ele é apaixonado pela Irmã Sherin.

- Anos atrás, eu senti isso, uma grande e profunda afeição. Senti isso o tempo todo. Por um homem que olhava para mim e via algo desprezível.
- Então ele era um tolo, e você está bem sem ele.
- Ele não era um tolo, era um herói. Não que ele soubesse disso. Poderíamos ter governado o Reino juntos, ele e eu, como meu pai ordenara. Teria sido tão fácil."

E enquanto as guerras assolam estes reinos, existe um mal maior, espreitando pelas sombras, com o intuito de destruir a todos.

"- Sei que aquilo precisa ser combatido, se você se importa com esse mundo e as pessoas que vivem nele."

Vale destacar que a Trilogia A Sombra do Corvo é composta de livros de difícil leitura, pois abusam dos detalhes, possuindo uma trama bastante complexa que necessita de extrema atenção (não achem que é só uma historinha de guerreiros medievais), além das descrições de muitas lutas e também ser bem extenso, por isso aconselho para fãs de livros de Bernard Cornwell ou mesmo Patrick Rothfuss, pois tem um estilo parecido.

Novamente Anthony Ryan surpreendeu, num livro movimentado por batalhas, intrigas, traições, lealdades, romances, profecias, magias, destacando os conflitos vividos por gente de diferentes religiões e pelas amizades nascidas entre aquelas pessoas menos prováveis. Uma leitura imperdível para os amantes do gênero.

Clique sobra a capa para ler a resenha do livro anterior:

 Cortesia da Editora Leya
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

15 comentários:

  1. Oi, Gisela!
    Sua resenha está ótima, muito bem detalhada! Apesar de não ser um dos meus gêneros preferidos para leitura, o livro tem uma premissa muito completa e rica. Não tinha conhecimento dessa trilogia. Apesar de ser muito interessante, no momento não pretendo ler, até mesmo por ser uma leitura mais complexa, estou, no momento, procurando leituras mais leves e simples. Mas a dica está anotada. Sua resenha está perfeita! Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Parece mesmo ser um livro com uma leitura difícil, só pela sua resenha eu já consegui capitar detalhes e alguns eu tive dificuldade de assimilar, principalmente porque não conhecia a série e como não li a resenha anterior... Vou dar uma olhada em seguida. De qualquer maneira, fiquei bem interessada, eu gosto muito de fantasia e acho que leituras assim sempre enriquecem o nosso vocabulário.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da premissa do livro. Já tinha colocado toda a trilogia na lista de desejados quando li a resenha do primeiro, e agora que li a resenha do segundo volume, estou ainda mais curiosa com a história. Não tenho problema em ler livros muito descritivos, então acho que valeria a leitura.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. querida Gi, enquanto acompanho a trilogia ellenium, você se esbalda na saga "a sombra do corvo". é bom demais quando nos deparamos com leituras de capa e espada, idade média e afins. continuo com desejo de ler esta saga também e o que mais me chamou a atenção desta vez foi Reva. será que Vaelin está criando cobra pra picá-lo? minha curiosidade está nível hard :D

    ResponderExcluir
  5. Olá, Gisela.
    O livro não me assusta, mesmo tendo uma leitura mais difícil. Na verdade, essa é uma característica que eu gosto nos textos épicos ou medievais. Essa boa descrição e trama complexa é o que chama a atenção.
    Vou colocar a trilogia nos meus desejados.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  6. Só de ler sua resenha percebi que a trama é bastante complexa, eu particulamente prefiro livros com tramas simples, de fácil  leitura... por isso essa trilogia não é pra mim...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Olá Gi! Estava ansiosa por essa resenha, não faz mto tempo que li do primeiro vol, eu gostei mto do enredo, da capa, da história em si tbm, qro mto ler essa triologia!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Gisela! Não conhecia a trilogia, parece fantástica. Vc citou o autor Bernard Cornwell e vou iniciar a leitura de Excalibur, o último livro da trilogia As Crônicas de Artur. E, nossa, estou fascinada pela escrita do autor, a forma como ele consegue descrever as batalhas, uma escrita rica em detalhes e que não deixa o leitor entediado. Certamente irei adorar essa trilogia tbm. Preciso ler sua resenha do primeiro livro. Curto mto o gênero e já vou logo acrescentar à lista de desejados.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, quatro personagens tendo seu ponto de vista, não ficou confuso? Por outro lado, interessante isso, assim ficamos sabendo os outros lados da história. Mas pela riqueza da trama acho melhor ler os livros de forma seguida, senão se esquece muita coisa pelo visto.

    ResponderExcluir
  10. Hum,avaliado com 5 estrelas,continua com qualidade,que bom.
    Gostei da resenha mostrar que nesse segundo livro as mulheres participam mais da ação,não ficando num papel secundário,fiquei com mais vontade de ler essa trilogia.
    Aconselhado para fãs do Bernard Cornwell,ainda não li nada desse autor,mas pretendo.

    ResponderExcluir
  11. Gi!
    Batalhas medievais são tudo de bom e como adoro todos os detalhes, fiquei encantada.
    Lutas, batalhas, intrigas, traições, lealdades, romances, profecias, magias, destacando os conflitos vividos por gente de diferentes religiões deve ser mesmo uma leitura imperdível.
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. Fantasia não é o meu forte. Livros desse gênero não costumam me animar a ler, mesmo que eu goste da resenha.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Eu adoro livros de fantasia e essa me parece ser uma ótima leitura, irei ler a resenha do primeiro dia com certeza, espero gostar da premissa.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  14. Oi..
    Nao conhecia a serie e nem o autor,e apesar de ser um livro de dificil leitura e que precise de bastante atençao,acho que vou me arriscar na leitura,gostei bastante da premissa e ainda mais por ter batalhas,romances,magias entre outras coisa..fiquei muito curiosa depois da sua resenha..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  15. Apesar de amar livros com historias medievais, ainda não consegui ser conquistada pelo enredo deste livro. Ele tem todos os elementos que curto em um livro, mas lendo os quotes não gostei da narrativa.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo