acompanhe o blog
nas redes sociais

12.7.17

Aqui Estou [Jonathan Safran Foer]

Ed. Rocco, 2017 - 592 páginas
- "Após onze anos de espera, Jonathan Safran Foer, um dos mais aclamados nomes da literatura deste século, retorna ao romance com Aqui estou. Assim como nos celebrados Tudo se ilumina e Extremamente alto e incrivelmente perto, o autor apresenta uma narrativa que, partindo do doméstico, transborda universalidade ao contar a história de uma família judia em Washington que vive um momento de crise, ao mesmo tempo que um terremoto de grandes proporções atinge Israel, gerando ainda mais instabilidade política e social na região e abalando também as convicções de cada um dos personagens e a própria estrutura familiar. Captando com precisão o espírito caótico de nosso tempo em uma trama pontuada por casamentos em xeque, cidades devastadas e opiniões polarizadas, Foer reflete sobre os conceitos de felicidade, tristeza, vida, morte, amor, intimidade, sexualidade, religião, ceticismo, tradição, tecnologia, cultura, passado, presente e futuro."

Onde comprar:

O ser humano é perfeito. De um jeito torto, cheio de pequenas imperfeições. Perfeito enquanto criatura única em seus defeitos e pecados. E assim também o é esse livro.


Os Bloch são uma família como qualquer outra: ligeiramente disfuncional, tragicamente engraçada, estranhamente real. Tirando o fato de serem judeus, poderia a minha ou a sua e, certamente você irá identificar algum personagem ou situação que lhe seja familiar durante a leitura. Aconteceu comigo. Algumas vezes. Temos aqui um grupo de pessoas tentando se encontrar e encontrar seu lugar no mundo enquanto lidam com tarefas corriqueiras como levar o cachorro pra passear, lavar a louça ou visitar a família.

O casal Jacob e Júlia, seus filhos Sam, Max e Benjy. Os pais de Jacob, Irv e Deborah. O avô de Jacob, Isaac. Todos reais de uma forma desconcertante, todos humanos. Cada um deles traçando uma jornada própria e, como disse o próprio autor, lutando para estarem prontos.


Há um fascínio pelo sagrado que permeia toda a história. Os Bloch não são uma família particularmente religiosa (na maioria das vezes, seguem as tradições consideradas convenientes da forma mais confortável possível). No entanto os livro é repleto de citações da Torá e do Talmude. Alguns textos a maioria de nós vai reconhecer da bíblia.


As questões da religiosidade e, antes disso, da identidade judaica estão muito presentes na narrativa, embora não sejam o tema principal. Esse livro trata dos pequenos colapsos, e das pequenas escolhas que moldam as pessoas e suas relações. Das crises existenciais/morais/religiosas que todos nós passamos vez ou outra na vida. De amor e autoconhecimento, de dores silenciosas e pequenas alegrias. Das tragédias do dia-a-dia. De relacionamentos que envelhecem e morrem aos poucos. De pessoas que envelhecem e morrem aos poucos. De hábitos insignificantes que se transformam em decisões irreversíveis.

“Disse para si mesmo: a vida é preciosa e eu vivo no mundo”

Esse é o terceiro romance de autor. Os dois anteriores, Tudo se Ilumina de 2002 e Extremamente Alto & Incrivelmente Perto de 2005, (ambos grades sucessos de crítica, ambos adaptados pro cinema, ambos publicados no Brasil pela Rocco) fizeram de Foer um autor aclamado e de Aqui Estou um dos romances mais aguardados dos últimos anos. E o intervalo de onze anos entre o lançamento do ultimo livro e a publicação deste, só fez aumentar a expectativa do publico e da crítica.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=y7R774bjDAs

Levei mais tempo que de costume para ler esse livro. Não só por que ele é um calhamaço de quase seiscentas páginas, mas por que às vezes ele se torna emocionalmente exaustivo e exasperadoramente real. De um jeito cru. De um jeito humano. Aliás poucas vezes na vida li algo tão humano. Foer constrói aqui uma narrativa visceral da vida, com suas pequenas ilhas de felicidade e tristeza, rodeadas pelo mar do cotidiano. E isso é lindo, de um jeito meio triste.


Espero que você leia (no seu tempo, do seu jeito). E espero que goste como eu gostei. Que se emocione, que sinta. Não é um livro fácil. Mas a vida também não é. Pessoas não são. Casamentos terminam, pessoas morrem, valores são questionados, abandonados e retomados, algumas escolhas difíceis são feitas, algumas decisões mais fácies são postergadas até o limite do aceitável, crianças crescem, as coisas mudam, tragédias acontecem. E a vida continua.


Andressa Freitas
Mineira, aspirante à escritora e estudante de cinema. Se pudesse moraria em uma biblioteca, como não posso, estou empenhada em transformar minha casa no mais próximo disso possível. Viciada em séries e filmes, adoro ler, comer e viajar. Nerd assumida, fotógrafa de profissão, amo aprender coisas novas e imaginar histórias alternativas pra absolutamente tudo.
Cortesia da Editora Rocco
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

19 comentários em "Aqui Estou [Jonathan Safran Foer]"

  1. Eu não conhecia este livro, geralmente não gosto de ler livros em que a história envolve religião, mas após ler sua resenha fiquei interessada em ler este livro, achei interessante que talvez possamos nos identificar com algum personagem ou algum acontecimento na história, achei interessante o livro se tratar as pequenas escolhas, da família, então eu leria ele, pois fiquei curiosa para conferir esta história.

    ResponderExcluir
  2. Oi Andressa, através da resenha deu pra perceber o quanto o autor conseguiu te tocar e emocionar e gostei do que você escreveu sobre o livro e sobre quanto a vida e as pessoas não são perfeitas e o autor parece apresentar todas as dificuldades que podem estar no cotidiano de qualquer um de forma muito competente. Ainda não li nenhuma de suas obras, mas achei a resenha interessante e assim fiquei curiosa ;)

    ResponderExcluir
  3. Andressa!
    Acredito que o fato de tudo relacionado no livro, trazer justamente situações possíveis de serem reais e o prórpio desfecho é sofrido e doloroso, como na vida, já é uma grande oportunidade de leitura, porque precisamos de um pouco mais de choque de realidade.
    E ainda traz esse lado mais religioso que completa toda trama e traz de alguma forma, mais aprendizado.
    “Bendito seja eu por tudo o que não sei, gozo tudo isso como quem sabe que há o sol” (Fernando Pessoa)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não cheguei a ler nada do Jonathan Safran Foer ainda,mas vi o filme Tudo se Ilumina baseado em seu livro,é muito bom!
    Interessante ter citações da Torá e do Talmude,gostei como você fechou a resenha,fiquei com vontade de ir mais a fundo nessa história com suas reflexões.

    ResponderExcluir
  5. cara Andressa, não quero me estender muito não. sua resenha está belíssima, menina. e ao me deparar com seu comentário "emocionalmente exaustivo e exasperadoramente real" creio que este livro é a minha cara. dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não conhecia o livro e gostei muito da premissa.
    Gosto quando o livro traz questões religiosas, é um tema que eu não costumo ver em livros e que é super interessante de se debater.
    O livro parece trazer várias reflexões e tocar bastante o leitor.
    Dica anotada <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Nunca tinha ouvido flar do autor, eu gostei do enredo, o que me chamou a atenção é essa emoção que trás para o leitor, que faz com que refletimos sobre o que lemos.
    Vai pra listinha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá! Nunca vi o título, mas eu já gostei muito só de ver a capa e ler a premissa, acho que sua resenha foi muito boa, você escreve super bem.


    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Andressa!
    Não tinha visto esse livro ainda. A premissa dele é interessante. Gosto muito de livros questionadores que mexe com temas como religião.
    Fiquei interessada pra saber sobre a família Bloch.
    Obrigada pela indicação!
    Abc

    ResponderExcluir
  10. Confesso que não me interessei pela trama de Aqui Estou, não fiquei curiosa para conhecer as "aventuras" dos Os Bloch, sem falar que livro emocionalmente exaustivo e cru não faz o meu estilo de leitura... por isso esse é um livro que eu não leria.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Oi, não conhecia o autor, nem os seus outros livros. Costumo optar por leituras mais fáceis e menos tristes, mas esse me chamou a atenção, principalmente pelos fatos religiosos.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bom?
    Eu nunca tinha ouvido falar do autor, mas fiquei super curiosa para ler o livro, ele não faz o estilo que tenho lido ultimamente, mas eu curto muito essa coisa de personagens reais sabe, e essa coisa de que o livro nos trás historias tão reais que fica até desconcertante, espero ler em breve e conhecer as obras desse autor que pelo visto é tão aclamado né.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  13. Fiquei até sem jeito agora de não conhecer o autor rs. A historia parece com a nossas vidas, acontecimentos corriqueiros do dia a dia parecem ser retratados no livro, tantos momentos de felicidades quanto de infelicidades, fiquei curiosa para conhecer.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Este livro foi a minha primeira leitura de Jonathan Safran Foer e foi muito bom! Não foi só pela sua escrita, que é maravilhosa, mas como seu enredo me afetou emocionalmente de uma maneira que nenhum outro livro tinha feito há um tempo, ele aborda os assuntos de uma forma tão intensa e real que me fez refletir a todo instante, espero ler os outros livros do autor, já que estou convencida de ter que ele possui muitos pensamentos e histórias impressionantes para nos oferecer.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Andressa!!
    Não conhecia essa obra do autor como também não tinha lido nada sobre essa obra. Achei bem interessante a estória e sem dúvida vou querer saber mais sobre essa estória.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Que interessante esse livro, tem frases que me fizeram pensar sobre ela e também sobra a vida. Achei bem interessante essa obra do autor, não tinha conhecimento sobre ele mas com certeza é uma leitura bem maravilhosa.

    ResponderExcluir
  17. Oi Andressa,
    Gosto de livros que trazem esta nostalgia, que abordam coisas rotineiras e reais, mesmo quando os personagens parecem não ter nada em comum comigo. Gostei do autor trazer, como protagonistas, uma família judia, que vive no século XXI de forma normal e humana, ao invés de retratá-los em um campo de concentração, por exemplo. Me parece ser uma história simples, mas com uma narrativa profunda e envolvente. Não conheço este autor, talvez por que suas obras não me parecem ser de gêneros que tenho costume de ler, mas gostei muito da indicação de Aqui Estou.

    ResponderExcluir
  18. Olá Andressa ;)
    Não conhecia o livro ainda, mas confesso que não é meu tipo de leitura, uma pena.
    Também não conhecia o autor, mas se ele é tão aclamado assim e tem romances de grade sucesso, posso dar uma chance a leitura.
    Mas que legal que você gostou tanto do livro e se emocionou com ele!
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Nossa, esse livro é tocante mesmo, né? Nao conhecia a obra, nem o autor, mas seus comentários sobre o conjunto de tudo me cativou. Irei pesquisar mais sobre.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir