acompanhe o blog
nas redes sociais

10.7.17

Em Águas Sombrias [Paula Hawkins]

Paula Hawkins
Ed. Record, 2017 - 364 páginas
- "Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…"


Onde comprar:

Sabe aqueles livros que chegam pra você, mas você está com uma ideia pré-concebida de que a leitura não vai ser tão legal, por achar que a trama é de um estilo que você não gosta? Foi isso que aconteceu com esse. Mas, foi só ler as primeiras páginas para perceber que estava com um pré-julgamento muito errado (ainda bem).

Não sei muito bem explicar em qual categoria encaixar esse livro, talvez um drama, um suspense, um mistério, enfim, a única coisa que posso falar é que "psicológico" tem que estar incluído na categoria. A autora soube expressar o que se passava na cabeça de cada personagem, e a escolha em narrar quase todo o livro em primeira pessoa foi uma das mais acertadas. Além disso, a Paula Hawkins conseguiu diferenciar cada personagem-narrador, desde um garotinho apaixonado pela melhor amiga da irmã, até um idoso ranzinza e com atitudes extremamente suspeitas, de maneira que os nomes de cada narrador ao começo de cada capítulo tornou-se mera formalidade.

Em Águas Sombrias

A atmosfera criada pela a autora é bastante sombria como as águas turvas de um rio. São muitas dúvidas para poucas certezas, e isso faz com que a leitura avance a passos muito rápidos. Afinal, a narrativa fluida, visual e milimetricamente encaixada, junto a trama magistralmente conduzida pela Paula, faz com que as páginas virem sem nem darmos conta do passar das horas.

"O negócio é que, de vez em quando, depois de uma forte chuva, por exemplo, o nível do rio sobe. Desordeiro que é, ele suga a terra e a revira e revela algo que já foi perdido: (...) Coisas importantes ou sem importância. E, tudo bem, assim são as coisas, assim é o rio. O rio pode votar ao passado, trazer coisas à tona e cuspi-las na margem diante dos olhos de todos, mas as pessoas não podem. As mulheres não podem." Pág. 95.

Outro ponto interessante é que a autora tocou em pontos bastante debatidos nos dias atuais, principalmente no que diz respeito as diferenças entre gêneros. A abordagem em nenhum momento soou como "levantamento de bandeira", mas serviu como belas propostas para reflexões.

"(...) É igual a quando uma mulher tem um caso. Por que a esposa sempre odeia a outra mulher? Por que não odeia o próprio marido? Foi ele quem a traiu, foi ele que jurou amá-la e cuidar dela e não sei o que para sempre (...)." Pág. 313.

Em relação a parte gráfica, a Record está de parabéns. A capa é muito bonita e condiz com a trama, a diagramação interna é simples e confortável para leitura, e a revisão está impecável. Indico o livro para quem aprecia uma trama com um teor psicológico bem forte, e que também nos tráz reflexões acerca de assuntos atuais.

Link no Skoob: https://www.skoob.com.br/em-aguas-sombrias-664356ed666644.html


Nardonio Almeida
Pernambucano, formado em Artes Cênicas e apaixonado por teatro e livros. Descobriu-se leitor depois de um empurrãozinho de uma amiga. Virginiano, pé no chão e que adora a calmaria. Leitor de quase todos os gêneros literários. Afinal, quando a trama é boa, o gênero é o que menos importa.
Cortesia do Grupo Editorial Record
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

19 comentários em "Em Águas Sombrias [Paula Hawkins]"

  1. Leio muitos comentários positivos sobre os livros da Paula Hawkins, e já li diversos comentários positivos sobre Em Águas Sombrias, gostei muito da sua resenha e que bom que você julgou o livro errado, e acabou gostando da história, gosto muito de livros de suspense, drama, mistério, então acredito que irei gostar da história deste livro.

    ResponderExcluir
  2. opa... caro Nardonio, um livro 5 estrelas. que coisa boa. não conheço esta autora, mas as resenhas são muito positivas, desde "a garota no trem" que vou acompanhando atentamente. duas palavras só corroboram o que se vem comentando, ela é um espetáculo no desenvolvimento das personagens. dica anotada amigão, porque tudo o que revolve o psicológico faz parte da minha praia.

    ResponderExcluir
  3. Li várias resenhas em relação a este livro, e a sua foi uma das melhores, parabéns!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Nardonio ;)
    Sempre quis ler A Garota No Trem então Em Águas Sombrias também me chamava muito a atenção.
    Mas confesso que ganhei o livro, e só consegui ler umas 50 páginas, achei a quantidade de narradores muito confusa.
    A autora traz mesmo um suspense bom nos livros dela, mas essa forma de narrativa não me agradou!
    Como você disse que vale a pena, pode ser que no futuro eu dê uma outra oportunidade ao livro, mas por agora não me interesso em voltar a ler.
    Abç

    ResponderExcluir
  5. Oi Nordonio, as resenhas que tenho lido desse livro são positivas e a autora já é conhecida por ter tido uma obra anterior também muito elogiada e apesar de ainda não ter lido nenhuma de seus livros, a cada resenha que vejo fico curiosa. O que me preocupa são os muitos narradores pois posso acabar não conseguindo me conectar com a história, mas isso pareceu ser algo positivo pra você e além disso vc destacou pontos importantes na leitura. Fiquei sim interessada e espero ter a oportunidade de ler futuramente, se não esse, o anterior da autora ;)

    ResponderExcluir
  6. Dom!
    Sempre bom não julgarmos o livro antes da leitura, né?
    Já gostei que os capítulos são pequenos, porém muitos narradores, por vezes me deixa bem confusa.
    A ideia de várias histórias paralelas, aparentemente sem conexão, para depois se interligarem, foi genial, porque de certa forma nos desligamos do tal Poço e ainda temos vários segredos a serem desvendados.
    Pena que o final foi um tanto previsível, mas ainda assim, quero poder ler.
    Uma maravilhosa semana!
    “Todo homem, por natureza, quer saber.” (Aristóteles)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Acredite, as vezes também cometo esse pecado ao pré julgar um livro, seja pela capa ou pela sinopse kkkk, mas felizmente a maioria das vezes estou errado. Ainda bem!
    Mas enfim, ótima resenha. Ainda não li nada da autora, mas quero que isso mude o mais rápido possivel!

    Rodolfo

    ResponderExcluir
  8. Oi Nardonio,
    Eu já li A Garota no trem da mesma autora e digo, com muita convicção, que sua escrita é surpreendente e cativante. Acredito que Em águas sombrias a autora segue com a criação de protagonistas femininas ( e também alguns outros como mencionou em sua resenha), que mesmo com seus conflitos internos e problemas do passado, precisam se mostrar fortes e saber lidar com os conflitos sem se perderem em meio a trama principal do livro. Estou muito ansiosa para fazer esta leitura e espero ter uma grande surpresa com o enredo.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gostei muito da sua resenha! Já li A Garota no Trem e não gostei muito, achei um pouco fraco pra tanto falatório. Já vi bastante crítica negativa sobre esse livro, mas suas opiniões são bem plausíveis e estou me animando a dar mais uma chance pra autora. Espero gostar <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Nardonio :)
    Eu não gosto quando o livro tem muitos narradores, mas esse extrapolou o número. Acho que vou ficar perdida e confusa quando for ler.
    Adoro dramas e suspenses psicológicos e achei a capa desse livro linda. Claro, que também tem a fama da autora com A Garota do Trem, que eu sempre quis ler.
    Essa estrutura do enredo não me motivou tanto a ler agora, mas quem sabe no futuro.
    Abc

    ResponderExcluir
  11. Oi Nardonio, tudo bem? A Marise colaboradora do blog que leu esse livro e comentou coisas bem parecidas com as suas, parece ter uma mescla de alguns gêneros em uma narrativa que prende bastante. A trama parece ser muito boa, gostaria que tivesse uma adaptação também.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Olá Nardonio!
    Parabéns pela resenha, tá linda, gostei mto de saber sua opinião, estou bem ansiosa pra ler e conhecer esse livro, cada vez que leio sobre ele a curiosidade aumenta, a escrita tá linda e parece bem agradável, espero conseguir ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Olá! Eu não o achei tão bom quanto A garota do trem, mas no geral, é um bom livro, eu particularmente gostei que a narrativa é contada por vários pontos de vista, sendo cada capítulo dedicado a um personagem diferente, pois deu a eles mais profundidade, para mim ele teve um início lento, mas ganha força na segunda metade e teve um final perfeito.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Nardonio
    Já conheço a escrita da Paula Hawkins por ter lido A Garota no Trem.
    Em Águas Sombrias está na minha lista de leitura,adoro um suspense,especialmente com foco psicológico.

    ResponderExcluir
  15. Sei bem como é; estou com um livro faz um tempão na minha estante que eu fico sempre adiando a leitura por não fazer parte do meu estilo, mas vez ou outra sinto vontade de pegar para ler pensando que pode acontecer o mesmo que aconteceu com você em relação a Em águas sombrias: um pré-julgamento errado... Quem sabe eu me aventure como você fez?!...
    Em relação a Em águas sombrias, a trama não me interessou, não fiquei curiosa para saber o que aconteceu com a irmã da Jules... Por isso, dificilmente eu leria esse livro...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Oi, gostei bastante da sua resenha mas ue vi várias resenhas desse livro dizendo que o final deixou pontas soltas - coisa que eu odeio - agora fiquei confusa se realmente tem, ou se não importa muito no desfecho, queria ler mas tenho medo de me decepcionar.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bom?
    Gostei da resenha, parece ser um livro bem interessante que nos prende, essa é a primeira resenha que leio dele, e fiquei curiosa para ler, mas o livro não faz o tipo de leitura que tenho o costume de fazer, quem sabe eu venha a dar uma chance a ele, achei interessante essa coisa de muitas dúvidas, e poucas certezas.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    já li varias resenhas desse livro e me deixou muito encantada com a historia, a trama do livro e muito envolvente. Sendo um suspense, drama e misterio ao mesmo tempo torna o livro maravilhosos e muito encantador.Gostei muito desse livro e quero poder ler já.

    ResponderExcluir
  19. Quero ler esse livro, adoro mistério, suspense e quando mexe com o nosso psicológico e com o dos personagens, fiquei muito curiosa em saber o que esta por trás das mortes. A historia parece que foi muito bem trabalhada e que nos envolve até a última página.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir