acompanhe o blog
nas redes sociais

23.10.17

Minha Vida (Não Tão) Perfeita [Sophie Kinsella]

Sophie Kinsella
Ed. Record, 2017 - 406 páginas
- "Cat Brenner tem uma vida perfeita: mora num flat em Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo – sem espaço nem para guarda-roupa –, seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida (não tão) perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo?"

Onde comprar:

Sophie Kinsella tem um estilo próprio de escrita, todos os seus livros seguem um mesmo padrão, Ok, só li até hoje 3 livros da autora, mas garanto que estes assim o foram: uma protagonista por volta de seus 25 anos, que ainda não se encontrou profissionalmente, possue alguns problemas familiares, engraçada e um pouco insegura, a autora foca no humor e o romance existe, mas acaba sendo somente um pano de fundo.

Como particularmente gosto muito de livros para rir, simplesmente me apaixonei por "O Segredo de Emma Corrigan", onde gargalhei o livro inteiro. Já em Minha Vida (Não Tão) Perfeita isso não aconteceu, o que me decepcionou um pouquinho, mas como a autora escreve muito bem e a história é interessante, a leitura não deixou de ser agradável. Não que o livro não tenha cenas engraçadas, tem sim, mas achei que a ela se perdeu em algumas cenas muito descritivas, fugindo um pouco do foco do livro.

Sophie Kinsella pretendeu abordar um tema que eu acredito ser um grande mal atual da humanidade, querer "ser" quem não realmente "é" nas redes sociais, onde todo mundo é bonito, bem sucedido e feliz, mas na verdade vivem através de avatares. Como tudo "isso" postado é somente fachada, leva o jovem a depressão por acreditar que a vida dos outros é realmente maravilhosa, sendo somente a dele "imperfeita". Esse recado já valeu a leitura.

Minha Vida (Não Tão) Perfeita

Toda a trama do livro está muito bem resumida na sua Sinopse, Katie é uma garota do interior que sempre sonhou morar em Londres. Quando se forma e muda-se para a cidade de seus sonhos ela quer ser a imagem da garota que sempre idealizou, por isso chega até a trocar seu nome para Cat Brenner. Mora em um quarto apertado, demora horrores para chegar ao seu insignificante trabalho, mas sonha que um dia tudo vai melhorar. Enquanto esse dia não chega, tira fotos de lugares bonitos, mas que não frequenta, e posta como se fosse parte da sua glamorosa vida em Londres.

"Tá bom, vou falar logo: eu vivo entrando em cafés caros à procura de fotos dignas de serem postadas no Instagram. Tem algum problema nisso? Não estou dizendo que bebi o chocolate quente. Estou falando que fiz assim: Olha, chocolate queeente! Se as pessoas acharam que é meu... Bom, aí é com elas."

É claro que as coisas vão ficar ainda piores do que já são, pois Katie é demitida pela sua chefe, uma mulher que é o espelho do que Katie deseja ser, aquela que ela julga ter uma vida de sonhos.

"Essa é a minha chefe. Demeter. A mulher que tem a vida perfeita."

Enquanto não arruma um novo emprego, Katie vai ajudar seu pai e sua madrasta a montar um negócio na fazenda da família, uma espécie de camping de luxo. Ela usa todo seu potencial de marketing para ajuda-los, e não é que dá certo...

Mas seu pior pesadelo acontece, sua ex-chefe vai passar férias justamente na sua fazenda. Katie tenta passar despercebida e ainda aproveita para se vingar. Mas a vingança não é tão doce quanto ela imagina e as duas mulheres acabam por se conhecer melhor, pois as "aparências" não tinha permitido isso anteriormente.

O livro é narrado por Katie e sua maneira de contar sua própria história é a graça do livro. Também tem um romance, e uma coisa que gosto na Kinsella é que seus personagens masculinos não são o tipo "senhor perfeito", eles tem sua graça, mas são homens ditos normais.

Leitura fácil e divertida para descontrair.


Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
Cortesia do Grupo Editorial Record
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "Minha Vida (Não Tão) Perfeita [Sophie Kinsella]"

  1. Oi Gisela, apesar desse livro ter te decepcionado um pouco, tô bem interessada em lê-lo, faz um tempo que li um livro da Sophie e eu gosto dessa fórmula batida mas que funciona comigo, Becky Bloom que o diga <3. Curti a resenha, gostei de conhecer um pouco mais da história e espero ter a chance de ler esse livro logo logo *__*

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nada da autora, porém ganhei esse livro de presente e pela sinopse fiquei com muita vontade de ler.
    Sei que esse não é o melhor dela, mas mesmo assim estou com vontade de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Heeey Gi!
    Adorei conhecer um pouco mais do enredo, parece realmente uma leitura agradável e bem fácil de se ler.
    Espero conhecer a autora e suas obras em breve.
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gi
    Adoro a escrita da Sophie Kinsella, é aquela autora que busco quando preciso de algo leve a engraçado.
    Pena que Minha Vida (Não Tão) Perfeita não te conquistou tanto assim, mesmo assim uma boa leitura, pretendo ler assim que tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  5. Gi!
    Que delícia poder ver a resenha de mais um livro da Sophie.
    Mesmo que não seja tão hilário quanto os outros, mas traz grandes ensinamentos que não podemos deixar de absorver.
    Temos de aprender a valorizar mais o que temos e não ficar olhando para o que os outros tem.
    E tem romance, ainda melhor, né?
    Quero ler e pronto!
    Semaninha de muita luz e paz!
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Oi Gi
    De fato, os livros da autora seguem o mesmo padrão, mas gosto mto da escrita dela, li mais de três e quase todos são assim, rsrs.
    Que pena não ter te conquistado tanto, eu gosto da escrita dela exatamente por conta das risadas que ela me arranca.
    Katie parece ser divertida, pela "mentira" ela deve ter uma vida bem atrapalhada. Ah, esse ponto dos mocinhos da Sophie serem homens - ditos - normais também né convence, apesar dos romances dela serem sempre clichês!
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Olá! Gosto demais dos livros da Sophie Kinsella, esse já esta aqui comigo, mas ainda não tive a oportunidade de ler, eu gostei da sinopse, achei super atual e sinceramente conheço várias Cats na minha vida, acho válido um pouco de choque de realidade para acordamos, por isso recomendei a leitura para várias amigas (risos).

    ResponderExcluir
  8. Oi Gi.
    Eu nunca vi nada da autora e confesso que o gênero chick-lit não é dono dos meus favoritos não porque o que mais me incomoda é o fato de que as mocinhas na maioria das vezes estão perdidas profissionalmente e na vida sentimental Isso me incomoda muito porém confesso que gostei da premissa do livro e quero saber o que acontece principalmente se ela vai se descobrir uma nova mulher.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gisela!
    O Segredo de Emma Corrigan é o meu livro favorito da Sophie Kinsella, me apaixonei tão completamente que fui correndo ler outros livros dela - Lua de mel e Lembra de mim? - mas apesar de ter gostado fiquei meio que decepcionada, não curti tanto como foi com O Segredo de Emma Corrigan, por isso desde então as minhas expectativas não são tão altas quando se trata de um livro da Sophie...
    Em relação a Minha Vida (Não Tão) Perfeita, não me interessei pela trama e nem fiquei curiosa para conhecer a história da Katie.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conheço a escrita da autora, ma tenho vontade, fiquei interessada em ler esse livro por se tratar de um assunto muito real as pessoas vivem de aparências assim como a personagem nas redes sociais, nem tudo é o que parece, mas pra algumas pessoas isso conta tanto passar uma imagem daquilo que não é real.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gi!!
    Gosto bastante dos livros da Sophie Kinsella. E estou lendo várias resenhas sobre essa estória dela, algumas são positivas e algumas falam que não é a melhor estória da autora. Como estou bem curiosa sobre esse livro vou querer ler sim essa estória!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  12. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da autora, mas sempre vejo que ela quer manter mesma trama em todos seus livros.
    Uma pena que este não tenha tido uma dose de humor também!
    Não sei se é uma leitura que faria, pois não é meu estilo

    ResponderExcluir
  13. Oi Gisela,
    Sophie Kinsella é considerada por muito leitores uma das melhores autoras da atualidade, mas como não leio muito o seu gênero de escrita mais característico, nunca li nenhuma de suas obras. Sei que a autora escreve comédias românticas e para quem é acostumado com seus livros espera encontrar muita diversão em suas histórias. Mas em Minha vida não tão perfeita Sophie explora um outro lado seu, uma lado mais dramático, pois o livro é o retrato da realidade de quem vive nas redes sociais diariamente e as consequências por trás dos atos e escolhas de uma vida imaginada e, isso, é um tema muito interessante de ser abordado. Ainda não me vi atraída para conhecer sua escrita, mas quem sabe isso mude no futuro.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir