acompanhe o blog
nas redes sociais

9.7.18

Os Portais da Casa dos Mortos, Vol. 02 - Série O Livro Malazano Dos Caídos [Steven Erikson]

Os Portais da Casa dos Mortos
Ed. Arqueiro, 2018 - 816 páginas
- "Já se passaram dez anos desde que Laseen tomou o trono com um ardil traiçoeiro, mas, à medida que o Ano de Dryjhna se aproxima, o Império Malazano se vê à beira da anarquia, enfraquecido pelos acontecimentos na cidade de Darujhistan. Muitas das regiões controladas pelo punho de ferro da imperatriz ameaçam acender a fagulha da revolução. No meio do vasto domínio das Sete Cidades fica o Deserto Sagrado Raraku, onde estão os resquícios de incontáveis civilizações extintas há muito tempo. Nesse lugar repleto de segredos e magia, a Vidente Sha’ik e os seguidores do Apocalipse preparam um levante contra o poderoso império, conforme previsto nas antigas profecias. Enquanto as forças convergem contra Laseen, ela reúne um exército de assassinos, feiticeiros e espiões para combater a rebelião e ampliar seu império cruel. Em meio a uma fúria e um poder jamais vistos, o mundo está prestes a mergulhar em uma guerra sangrenta, capaz de mudar os destinos de homens e civilizações, criando lendas que atravessarão os séculos."

Onde comprar:

"Massacres não precisam de motivos, senhor, pelo menos não dos que possam resistir a um desafio. A natureza diferente é a primeira das razões, a única necessária, na verdade. Terra, dominação, ataques preventivos… Todos são desculpas, justificativas mundanas que estão ali apenas para disfarçar a simples distinção: eles não são nós; nós não somos eles."

É muito difícil mencionar quantos autores extremamente bons temos ou não em nossas estantes. Você consegue? Acredito que com muita dificuldade assim como eu! O problema não seria as estórias repetidas, como vemos atualmente, sempre temas do mesmo, vampiros, medievais, heróis, romance, etc., mas a forma como são contadas, a narrativa usada, a caracterização dos personagens, ambientes usados, e quão original possam ser. Concordam? Posso ler um conto de fadas milhões de vezes, mas sempre poderão existir versões melhores uma das outras. Steven Erikson é um desses autores que vale muito a pena deixar um espaço reservado na estante só para seus livros, e um daqueles bem limpos e arrumados!

Desde que terminei Jardins da Lua, primeiro livro da série O Livro Malazano dos Caídos, já resenhado aqui no blog, fiquei absurdamente admirado com tamanha inteligência, originalidade, visão e, acima de tudo, maravilhado com tanta imaginação! Encontramos um livro completo em todos os sentidos, perfeito do início ao fim, sem meias pontas ou capítulos cheios de linguiça. Um livrão! A única ressalva seria o que mencionei na primeira resenha, de que o autor não chega a dar explicações satisfatórias, como se fossemos previamente comunicados sobre tal, e quando vamos ler nos deparamos com coisas novas ao qual não ha explanação sobre e temos que saber e pronto. Mesmo com apêndices vagos que não transmitem sequer algo que nos satisfaça. São cidades, seres e criaturas que vão sendo apresentados, por exemplo. Não se chateie com isso se não irá ti atrapalhar. Eu meio que fui me acostumando já com isso! Vamos a trama.

Steven Erikson

SPOILERS

“Eu me lembro de um homem desarmado, a falta de armadura em suas mãos virou minha lança no último momento. lembro-me da espada de Dujek, que roubou minha beleza enquanto meu cavalo mordia seu braço, estraçalhando lhe o osso. Lembro que Dujek perdeu aquele braço para os cirurgiões, corrompido como estava pelo hálito do meu cavalo. Cá entre nós, sai perdendo naquela interação, pois um braço a menos não acabou com a carreira gloriosa de Dujek, enquanto a perda da minha beleza me deixou apenas com a esposa que eu já tinha.”

Anos depois que Laseen tomou o trono, uma nova era se aproxima. Tudo por causa do Ano de Dryjhna, que ameaça todo o Império Malazano. As Sete Cidades estão prestes a serem libertadas, e todos irão sofrer até a chegada de resultados. Mortes brutais e muito sangrentas acontecem o tempo todo, levando-me a ter a convicta certeza do que já havia mencionado antes: Essa série não é para qualquer um, mas para aqueles que são fortes em descrições tão reais e possuem estômagos de ferro.

Este segundo livro irá nos apresentar mais um extenso leque de personagens totalmente novos e alguns já conhecidos. Por se passar em outro continente diferente do primeiro livro, a estória vai proporcionando uma visão ampla de tudo clareando e aguçando a imaginação do leitor. Não apenas isso, se passaram anos depois dos acontecimentos do primeiro livro, o que resulta ainda mais numa espiral de confusão inicial até reordenar os fatos atuais.

Entre as Sete Cidades possui o Deserto de Raraku, repleto de “lendas” antigas, como também nos traz históricos de diversas cidades existentes há muito tempo. É neste deserto que uma antiga profecia fará morada e nos revelará que a Vidente Sha’ik está preparando algo tenebroso. É então que vemos Laseen preparando e formando seu exército para se defender da rebelião, ao ponto que uma sequencia de cenas sangrentas vão acontecendo, deixando nós leitores boquiaberto, assustados, admirados, aflitos... Um misto interminável de sentimentos conflituosos.

“Mostre um mortal que não esteja sendo perseguido e eu mostrarei o cadáver. Todo caçador é caçado, toda mente que conheci a si mesma possui perseguidores. Nós conduzimos e somos conduzidos. O desconhecido persegue o ignorante, a verdade assola cada acadêmico sábio o bastante para conhecer a própria ignorância, pois esse é o significado das verdades que não podem ser conhecidas.”

FIM SPOILERS

É sensacional a forma como tudo ocorre, assustador até, mas confio muito no que Erikson está fazendo, sei que virá muito mais coisas boas por vir, assim como mais sangue, destruição e muita coisa ruim para acontecer (risos)! Os personagens continuam num elogio só, impecáveis! É incomparável o talento de Steven, ele consegue bagunçar a cabeça do leitor, arrumá-la logo em seguida e de imediato embaralhar tudo de novo. Suas descrições muito cruas e próximas à realidade tornam a leitura, assim com a ambientação, muito palpáveis, como se ao lermos projetássemos uma cena de cinema em nossas mentes, daquelas dignas de ganhar Oscar! Pra entender esse homem e tudo que ele vem representando para milhares de fãs, só lendo essa série maravilhosa. Não perca mais tempo!

"A sordidez cresce como um câncer em toda e qualquer organização, humana ou não, como você bem sabe! E a sordidez se torna ainda mais sórdida. Qualquer maldade que você deixe cavalgar acaba se tornando trivial. O problema é que fica mais fácil se acostumar a ela do que extirpá-la."

Clique na capa para ler a resenha do livro anterior:



Douglas Brandão
Geminiano, formado em Magistério e futuro professor de História. Mora na Bahia e louco por livros. Um pouco ciumento e orgulho. Fanático por Harry Potter e chegou a receber o apelido de "Vírgula" por sempre dar uma opinião ou comentário, porque sempre usa "Entretanto", "Contudo" e "Todavia" por ser sempre "Do Contra". Sincero ao extremo e venho para compartilhar meu gosto de leitura com vocês.
Cortesia da Editora Arqueiro
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "Os Portais da Casa dos Mortos, Vol. 02 - Série O Livro Malazano Dos Caídos [Steven Erikson]"

  1. Oi Douglas, super empolgada sua resenha, é mesmo muito bom quando encontramos um autor que nos anima tanto assim com seus livros nos proporcionando experiências maravilhosas :D Pelo que li na resenha personagens novos aparecem e o que já tava bom, melhora ;) Ainda não tive a oportunidade de conferir esse autor mas sai animada da resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Douglas.

    Pra quem já se acostumou com o modo do autor conduzir a narrativa, é com certeza mais fácil digerir tudo o que é reformulado ao longo do ano.

    Essa série de acontecimentos só reforça a importância dos personagens nessa guerra travada.

    Enfim, não sei é uma série que eu leria, mas com certeza renderia bons momentos de guerra e ação.

    ResponderExcluir
  3. Nossa concordo muito com você de que o modo de escrita do leitor pode fazer uma história já conhecida se transformar em algo novo.
    Essa série não seria pra mim kkk não gosto muito dessa coisa das mortes, muito sangue e uma descrição das cenas tão ao pé da letra. Fico super agoniada. Mas com certeza pra quem curte esse gênero esse livro realmente é um grande presente. A premissa dele é muito boa.

    ResponderExcluir
  4. Oi Douglas,
    Você apontou algo muito interessante no começo de sua resenha que é o quanto o mercado literário está cheio de histórias repetidas. Eu, particularmente, havia dado um tempo nas fantasias em função de não encontrar nada de diferente. Entendo que muitos elementos irão se repetir de livro e em livro, principalmente dependendo do gênero, mas quando a narrativa também segue um padrão fica ainda mais difícil se interessar por uma trama. Por isso fico muito feliz em receber uma indicação como esta, pois se Steven Erikson é um autor que tem algo a mais a oferecer a nós leitores vou querer conferir. Essa sequência vem para alimentar mais a imaginação de quem já ingressou nesse universo. Com novos personagens inseridos e uma nova ambientação, não consigo imaginar que esta história caia na monotonia, pelo contrário, trás mais aventuras sem perder o ritmo já estabelecido.

    ResponderExcluir
  5. Douglas!
    Não li o anterior, mas fico feliz que foram inseridos novos núcleos, trazendo vários acontecimentos inéditos e dando mais dinamismo ao livro.
    Amo livros com mapas e glossários, ficam bem mais fáceis de nos ambientarmos.
    Desejo uma ótima semana!
    “Se você realmente quer algo na vida, tem que lutar por isso.” (Homer Simpson)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  6. Oi Douglas,
    Não conhecia os livros, e mesmo não sendo tão minha cara, gosto demais quando os fatos assustadores são narrados vivamente, isso é um ponto bem legal em fantasia, sou medrosa mais gosto, vai entender, rs. A ambientação também parece bem chamativa ...
    Tem autores que conquistam mesmo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Mesmo que ainda não tenha lido o primeiro livro, estou aqui fascinada com a resenha deste segundo volume e claro que na maior expectativa para conhecer os livros.
    Tão gostoso quando um autor apresenta algo novo, que sai realmente desta mesmice que por muitas vezes, a literatura acaba nos pregando.Não, isso não é totalmente ruim,mas inovar é sempre bom!
    E pelo que li acima, há inovação demais, ação demais e com certeza, uma história que prende do começo ao fim.
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá Douglas!
    Realmente é difícil citar qtos autores bons tem né...
    Eu ainda não conheço a escrita do autor, mas parece que as obras são boas, li a resenha do primeiro e agora conhecendo um pouco do segundo tenho interesse em ler, gosto mto do gênero tbm o que ajuda...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro ou mesmo o seu antecessor, mas o que mais me chama atenção nessa fantastica aventura é que mesmo com a quantidade de personagens eles se mantém únicos. Fiquei curiosa para conhecer esse universo, então voou anotar esse nome e procurar saber mais dessa série.

    ResponderExcluir
  10. Acho que assim como o anterior, eu iria ficar bem perdida tentando me adaptar novamente a leitura.
    Mas gostei da inserção de novos núcleos e personagens, isso é sempre importante para continuação de uma trama.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  11. Eu não conhecia essa série, mas parece bem interessante. Eu gosto de narrativas realistas, daquelas que mudamos a expressão ao ler, imaginando cada detalhe como uma cena. Concordo que não importa de onde surgiu a ideia e sim como o autor consegue desenvolver o enredo a partir delas.

    ResponderExcluir
  12. Oi Douglas,
    Caramba, 800 páginas...mas como você descreve a narrativa do Steven Erikson parece valer a pena, o talento do autor de cativar faz toda a diferença.
    Pulei a parte dos spoilers XD

    ResponderExcluir
  13. Oi, Douglas!
    Eu não consigo dizer quantos autores extremamente bons tenho ou não em minha estante, acho isso muito difícil de fazer...
    Quanto a Os portais da casa dos mortos, continuo não me interessando em conhecer esse universo que o Steven Erikson criou, sem falar que eu não possuo um estômagos de ferro... por isso esse é um livro que eu não leria. Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Olá! Muito bom que a continuação tem a mesma força do livro anterior, mas acho que eu ficaria um pouco perdida com tantos personagens e informações novas que o autor nos apresenta.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir