acompanhe o blog
nas redes sociais

14.11.18

A Irmã da Pérola - A História de Ceci, Vol. 04 - Série As Sete Irmãs [Lucinda Riley]

Lucinda Riley
Ed. Arqueiro, 2017 - 528 páginas
- "Ceci D’Aplièse sempre se sentiu um peixe fora d’água. Após a morte do pai adotivo e o distanciamento de sua adorada irmã Estrela, ela de repente se percebe mais sozinha do que nunca. Depois de abandonar a faculdade, decide deixar sua vida sem sentido em Londres e desvendar o mistério por trás de suas origens. As únicas pistas que tem são uma fotografia em preto e branco e o nome de uma das primeiras exploradoras da Austrália, que viveu no país mais de um século antes. A caminho de Sydney, Ceci faz uma parada no único local em que já se sentiu verdadeiramente em paz consigo mesma: as deslumbrantes praias de Krabi, na Tailândia. Lá, em meio aos mochileiros e aos festejos de fim de ano, conhece o misterioso Ace, um homem tão solitário quanto ela e o primeiro de muitos novos amigos que irão ajudá-la em sua jornada. Ao chegar às escaldantes planícies australianas, algo dentro de Ceci responde à energia do local. À medida que chega mais perto de descobrir a verdade sobre seus antepassados, ela começa a perceber que afinal talvez seja possível encontrar nesse continente desconhecido aquilo que sempre procurou sem sucesso: a sensação de pertencer a algum lugar."

Onde comprar:

Seguindo a estória das Sete Irmãs, chegamos ao livro quatro da série. Ceci D'Aplièse é a Irmã da Pérola e assim como as outras irmãs, que receberam do pai recém-falecido cartas contendo pistas para descobrirem suas origens, ela parte em busca da sua descoberta, para enfim sentir-se completa. O desejo partira depois de se sentir perdida, já que sua irmã Estrela (personagem do livro anterior), do qual sempre fora apegada desde criança, meio que não precisava mais dela. A relação entre as duas se dera por Estrela sempre ter tido dificuldades de se expressar e de dar o passo adiante, enquanto Ceci tinha alguns problemas de dislexia e Estrela já a amparava com essas dificuldades. Ou seja, encontraram uma na outra o apoio necessário para se manterem bem. E tendo Estrela seguido sua vida e encontrado um novo estilo de vida, Ceci decidiu ir atrás de se conhecer, e poder enfim sentir-se em paz consigo mesma. E mesmo sua carta dando pistas para seguir para a Austrália, ela decidi ir para a Tailândia, local onde ela se sentira feliz em uma viagem junto com Estrela, mas agora seria como sentir novamente em casa e respirar um pouco melhor.

"Pela graça de Deus, sou o que sou..."

Na Tailândia, ela acaba conhecendo Ace, um rapaz muito misterioso que a tira de algumas enrascadas e que mesmo assim a transmite muita segurança, e acaba recebendo em sua casa. Este homem aparentemente esconde algo muito sério e esta ligado a estória da nossa protagonista.

"Aquele homem, por algum motivo, gostava de mim. Ele ria das minhas piadas – que eu mesma sabia que eram muito ruins – e até mesmo parecia achar “sexy” meu corpo pequeno e desajeitado. Mas, acima de tudo, ele me “compreendia” de uma forma que só Estrela conseguira antes e chegara à minha vida bem quando eu precisava dele. Estávamos à deriva naquele mundo e tínhamos ido parar juntos na mesma praia, sem a certeza do que estava por vir, e era reconfortante poder contar com alguém, mesmo que por pouco tempo."

Seguindo as pistas de Pa Salt, onde deveria seguir para a Austrália e encontrar Kitty Mercer, nós leitores seremos apresentados a estória dessa personagem enigmática na Escócia de 1906. Época onde a mulher ainda era vista como sexo frágil e que servia apenas para cuidar da casa. Sua função era basicamente encontrar um homem para ser mãe de seus filhos. Kitty, filha de um pastor sonha ser professora e mudar sua vida, querendo provar que mulher pode e deve fazer o que bem quiser.

Somos apresentados também a uma enxurrada de novos costumes e mergulhamos de cabeça numa cultura arcaica e deprimente, e nos alegramos de termos evoluído tanto. É então que seu pai a leva para a Austrália pela Sra. McCombrie, uma mulher de grande influência, para que lhe seja arrumado um casamento. Isso coloca os pensamentos de Kitty em confusão, pois sua fé começara a ser abalada há muito tempo quando lera sobre Darwin, e encantada sobre seus estudos, aceita ir para a Austrália (mesmo a contra gosto) pois fora lá que Darwin acabou desenvolvendo suas teorias.

“Sou a prova viva de que parentes encontram parentes, de que milagres acontecem. Não podemos perguntar quais são os motivos para as coisas extraordinárias que nos ocorrem. Eles estão lá em cima... os ancestrais, ou Deus, são os únicos que sabem as respostas. E não as saberemos até irmos para lá também”

Como se não fosse possível se aprofundar mais ainda na trama, somos apresentados as indústrias de exploração de pérolas, e vamos acompanhando um enredo cada vez mais rico, cheio de curiosidades e de momentos verdadeiramente incríveis. Como isso tudo irá se encaixar e chegar à história de vida da nossa protagonista? Leiam e descubra.

Série As Sete Irmã

Senti ao término da leitura o quão trabalhoso deve ter sido para Lucinda escrever este livro! Não que os outros não tenham sido, mas é notável a sensação do quanto fora difícil desenrolar uma estória como essa. É muito bem pensada, muito explorada, e muita dedicação foi depositada. Os núcleos e os subnúcleos foram bem escritos, sem deixar pontas soltas, então nota dez por isso. Geralmente um livro com diversos personagens, alguns autores acabam se perdendo no meio da escrita, mas Lucinda nunca. Temos em mãos um verdadeiro filme digno de Oscar, vamos sonhar com as adaptações! Arrisco-me a dizer que este superou todos os outros livros, e que talvez seja difícil ler algo a altura.

Sua escrita continua perfeita. E ainda quero descobrir o segredo e o poder que essa mulher tem. Fico abismado com tamanho talento.

Ela se aprofunda na cultura de cada país ao qual nos leva em cada livro, como se aquilo tudo já fizesse parte de sua vida. Isso torna a leitura mais ágil, mais próxima do leitor, e isso engrandece os olhos. Suas descrições de lugares são exuberantes, sempre nos fazendo suspirar. Indico muito que após lerem alguma cena com uma paisagem de fundo da Tailândia, Austrália, ou até mesmo a cidade do pai de Kitty, Leith, se permitam pesquisar sobre elas no google para melhor ficar a leitura.

Estou cada vez mais ansioso pelas sequências e ver como isso tudo vai ser encerrado!

Clique na capa para ler as resenhas dos livros anteriores:



Douglas Brandão
Geminiano, formado em Magistério e futuro professor de História. Mora na Bahia e louco por livros. Um pouco ciumento e orgulho. Fanático por Harry Potter e chegou a receber o apelido de "Vírgula" por sempre dar uma opinião ou comentário, porque sempre usa "Entretanto", "Contudo" e "Todavia" por ser sempre "Do Contra". Sincero ao extremo e venho para compartilhar meu gosto de leitura com vocês.
Cortesia da Editora Arqueiro
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "A Irmã da Pérola - A História de Ceci, Vol. 04 - Série As Sete Irmãs [Lucinda Riley]"

  1. Oi, Douglas,

    Podemos ver que esse é um livro completo, que vai além da jornada da personagem - focando também nessa questão da religião. Isso mostra o quanto a autora tem para entregar aos leitores.






    ResponderExcluir
  2. Pa Salt é um personagem que passaria horas só conversando sobre a vida.rs
    A maneira que ele desenhou o futuro das filhas e mesmo depois de partir, deixou tudo certinho para cada um é maravilhoso!!!
    Acabei lendo apenas o primeiro livro desta série e já gostei de cara, por isso não vejo a hora de conferir os demais livros e desvendar os segredos de cada irmã!!!
    Esse misturar passado e presente é algo que só Lucinda faz com perfeição!"
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da série, mas é bem interessante a forma como a autora desenvolveu cada enredo e construiu os muitos personagens, de forma que tenham sua importância e não pareçam supérfluos. Outra coisa que me anima a ler é saber que a autora consegue desenvolver cada cenário, envolvendo países e costumes diferentes. Eu também gosto de olhar tudo pelo google, é uma experiência ainda mais intensa.

    ResponderExcluir
  4. Amo Lucinda!
    Confesso que dos 4 da série, esse foi o que menos simpatizei.
    Achei bacana conhecer melhor a Ceci - parece outra pessoa- e ela tem uma linda evolução.
    O desfecho dela ficou em aberto, mas ainda tem mais alguns livros para saber detalhes.
    Ansiosa pela irmã da Lua.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Douglas,
    Eu já vi muita gente comentando sobre esses livros, mas confesso que não me sinto muita vontade de ler :/
    Talvez eu dê uma chance, mas é muito improvável.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Douglas!!
    Estou acompanhando as resenhas dos livros da série As Sete Irmãs e estou cada vez mais curiosa sobre o destino de cada irmã. E que bom ver que a autora está conduzindo as histórias da série de cada irmã de uma forma mais interessante do que a outra. Amei mais esse livro da Lucinda Riley.
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Caramba!! Confesso que fiquei um pouco confusa com relação ao enredo do livro. Talvez seja porque ainda não li nada a respeito dos livros anteriores. Mas, fiquei curiosa para saber qual ser o desfecho que a autora dará a essa série.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Douglas
    Acompanho as resenhas dessa série e fico muito admirada com cada livro.
    Quero muio poder ler os livros, pela sua resenha dá impressão que essa série pode ser lido muito rápido devido a escrita envolvente da autora.
    Gostei muito da premissa do livro que Ceci encontrou seu lugar no mundo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Douglas,
    Me sinto deslocada por nunca ter lido nada da Lucinda mesmo sabendo que ela é uma excelente autora.
    Confesso que por não conhecer tão bem as histórias fiquei meio perdida, pelo visto ela é bem complexa, mas eu também gosto bastante quando fala do passado dos personagens... Fiquei bem curiosa para conhecer os lugares citados na história, principalmente sabendo que a Lucinda teve todo o cuidado com os detalhes. Achei incrível, vou procurar mais sobre a série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Douglas!
    Não curto livros que possuem vários núcleos e subnúcleos, e sinceramente não gosto de livros com vários personagens, não por temer que o escritor se perca e sim por eu sempre me perco com histórias assim, sem falar que histórias escrita dessa forma me deixam enfadonha... Então, definitivamente A Irmã da Pérola não é pra mim.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Gosto bastante dos livros da Lucinda Riley, ela realmente tem uma escrita incrível e essa série vem aguçando a minha curiosidade há um tempinho, pois parece ser bastante intrigante e com aquele toque de mistério, sem dúvida espero começar a ler em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oi Douglas!
    Eu ainda não li nenhum livro da autora, por enquanto estou acompanhando resenhas da série e cada vez mais ansiosa para começar tbm um dos livros dela que está aqui na estante, O segredo de Helena, mas devido á essa correria de fim de ano ...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Também adoro os livros da Lucinda. Tô lendo esse, falta só 100 páginas kkkk e tô amando.
    A Ceci me surpreendeu um bocado. Eu tinha achado ela chatinha nos livros anteriores, mas nesse, achei ela simples, fofa e batalhadora. Tô ansiosa também pra saber dessa ligação dela com o Ace. Que susto ele me deu, espero que ele tenha uma boa explicação, rsrsrsrs
    bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir