acompanhe o blog
nas redes sociais

4.11.19

A Padaria dos Finais Felizes [Jenny Colgan]

Jenny Colgan
Cortesia da Editora Arqueiro

Oi pessoal, “A Padaria dos Finais Felizes” é o primeiro livro que leio destas novas publicações da Arqueiro de romances contemporâneos ou como ela denominou, "Romances de Hoje" e como nunca tinha lido nada da autora confesso ter perguntado para minha irmã que já tinha lido o livro se era bom e a resposta de que a autora havia acertado nesta história todos os pontos que ela achou ruim no livro anterior me animou bastante. Então se você leu o primeiro livro desta autora publicado pela editora, se anime, este segundo é bem melhor.

A Padaria dos Finais Felizes
Título: A Padaria dos Finais Felizes
Autor: Jenny Colgan
Tradutor: Thaís Paiva e Stephanie Fernandes
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance Contemporâneo
Páginas: 330
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Posso dizer que eu gostei da escrita da autora, do desenrolar da história e até da trama desenvolvida, é uma história de superação, com drama, mas também com o alívio cômico que todo livro de romance necessita e que vai te emocionar. Eu confesso ter chorado em alguns momentos junto da personagem pois me senti no lugar dela. A empatia foi bem forte em algumas situações.

“Para além da janela, havia... o nada. Uma vista indevassável só para o vazio, ou, como percebeu em uma avaliação mais atenta, para o mar. No dia da foto, o mar e o céu estavam no mesmo tom de cinza, mesclados entre si. Formavam uma chapa enorme, sem gravuras. Polly encarou a foto por um bom tempo, fascinada. Ilustrava bem como se sentia: oca, vazia. Mas também era uma imagem estranhamente tranquilizadora.”

Polly Waterford se viu no fundo de poço aos 32 anos de idade, depois de um longo relacionamento e ter se tonado uma empresária, vê tudo se acabar, a empresa foi a falência, seu namorado a abandonou, o apartamento onde moravam terá que ser vendido para quitar as dívidas, mais o pior de tudo é que ela não consegue um emprego de forma alguma. Ela não vai voltar pra casa da mãe e não pode continuar dormindo no sofá da sua melhor amiga, sendo assim ela não pode desistir.

É quando procurando um apartamento barato para alugar, num bom lugar, é que ela se vê olhando para um anúncio de um espaço na ilha de Mount Polbearne, na Cornualha e sente que ali pode ser seu recomeço. Ela não contava com o estado deplorável do apartamento e ainda não tem ideia de como irá se sustentar, mas a vista do mar lhe atraia de tal forma que ela segue em frente e mesmo contra todos os argumentos de sua amiga, ela se muda.

Isto tudo e logo no comecinho do livro e não é nenhum spoiler, mas é a partir deste ponto que a história começa a realmente se desenrolar. Já estamos com uma carga dramática bem tensa, então começa a surgir os pontos de comédia, os novos personagens e um dos pontos que mais amei neste livro, o papagaio-do-mar que ela resgata. Sério, eu amei o que a autora fez colocando este animal na história, ficou realmente especial.

É na ilha então, buscando apenas compartilhar o pão que havia feito para fazer novas amizades, que a sua fama de excelente padeira se espalha e surge para ela uma luz no fim do túnel e a esperança renasce no seu coração. Porém não será “tudo flores” a partir deste ponto, a autora vai por mais alguns dramas na vida da personagem e muita coisa irá acontecer e cada novo rumo da história você fica mais preso na leitura e quer chegar ao final para saber como irá terminar.

“De repente, ali, na pequena padaria à beira-mar, começou a sentir que nada era impossível. No fundo do coração.”

Eu curtir muito os personagens da história, tem alguns em especial. Também gostei muito dos finais que a autora deu para os personagens, principalmente o final da personagem principal do livro. Fiquei com o coração apertado até o final do livro, mas valeu a pena a leitura. É uma história que nos ensina a superação e a nunca desistir.

O livro está com uma publicação muito linda, amei a capa e curtir os detalhes dentro da publicação, gostei também do desenvolvimento que a autora deu para a história até chegar ao seu final, você precisa ficar atento ao empoderamento e independência da personagem principal, é realmente impressionante o crescimento e desenvolvimento dela na história.

Recomendo muito.
Boa leitura e até a próxima.

Coleção Romances de Hoje:

comentários pelo facebook:

9 comentários em "A Padaria dos Finais Felizes [Jenny Colgan]"

  1. Olá! Essa coleção da Arqueiro deve ser maravilhosa mesmo, adoro esses livros com enredos mais leves, e que ainda assim, conseguem nos emocionar, divertir e deixar nossos corações mais aquecidos, Polly parece ser uma protagonista bem forte hein, vai ter que enfrentar muitas dificuldades até conseguir se reencontrar, acredito que vou adorar essa leitura, e o que falar dessas capas, uma mais linda que a outra.

    ResponderExcluir
  2. Não há como negar que a Arqueiro vem arrasando com sua coleção de Romances de Hoje!É um livro mais lindo que o outro e não falo somente em matéria de capas lindinhas não, enredos também!
    Este livro foi para minha lista de desejados desde que o vi pela primeira vez, mesmo sem ter lido nem a sinopse dele. Agora? Já li algumas resenhas e não vejo a hora de conferir a história de Polly e de seu recomeço quentinho!rs
    Lerei!
    Beijo

    Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. A Arqueiro está arrasando nessa coleção. Já li A Pequena Livraria dos Sonhos e ameiiii. (Li também A Casa dos Novos Começos e Desencontros Á Beira Mar).
    Gosto desse estilo que não é 100% drama nem 100% comédia. Curto uma mescla dos dois. E é claro com um pouco de romance.
    Vou ficar com água na boca lendo A Padaria dos Finais Felizes pois amooo pão.

    ResponderExcluir
  4. Olá Carolina!
    Esse é um daqueles romances de época perfeitos para ler depois de uma ressaca literária né?
    A protagonista, embora apresente um comportamento não condizente com a sua idade em algumas passagens da obra, consegue cativar o leitor, que torce fervorosamente para que esse recomeço na ilha seja capaz de fazê-la esquecer das mágoas do passado.
    Essa coleção da Arqueiro não poderia ser mais recomendada para os fãs de romance, e espero conhecer mais da escrita dessa e de outros autores em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Carolina,
    Estou achando tão lindo o trabalho dedicado pela editora a esta coleção e é engraçado que, apesar de eu gostar de romances, os neste estilo não me atraem tanto, mas com essas capas tão fofas fica impossível resistir. Tudo descrito na resenha me trouxe uma certa realidade, pois quantas mulheres já não se viram na mesma situação que a protagonista? Recomeçar requer um esforço muito grande que vai desde a necessidade até a coragem de se aventurar em algo novo e desconhecido. Acho essa uma mensagem muito valiosa que o livro pode passar. Polly em meio a tantas mudanças ira se redescobrir e talvez essa sua nova vida e nova versão de si mesma seja ainda melhor do que a anterior. Não conheço a autora, mas essa premissa, sem dúvida, me cativou e fiquei com muita vontade de realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler o primeiro livro, acho que por ser uma livraria, eu fico mais interessada. Mas amei saber que é melhor do que o anterior.
    Parece ser uma leitura linda, leve e prazerosa.
    Sua opinião me animou bastante.
    Ainda não li nenhum livro dessa coleção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Carolina!
    Achei a capa tão linda!
    Gosto quando as séries podem ser lidas de forma independentes.
    Tão bom quando lemos um bom livro no momento exato, trazendo uma montanha russa de emoções e riso frouxo.
    Já me apaixonei por Neil...kkkk Aliás, amo animais e fico sempre interessada quando eles fazem parte da trama.
    Mesmo que o romance não seja o foco, e sim a vida de Polly, é sempre mais um atrativo.
    Gostei.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Achei a capa bem bonita, digna daquelas histórias leves e fofos, mas cheias de superação.
    Gostei do fato do livro explorar as dificuldades que a protagonista se depara e o modo em que ela enfrenta e tenta dar a volta por cima, já que o romance em si não é foco.

    ResponderExcluir
  9. Ao que parece mesmo sabendo que teremos um final feliz ao término da história, Polly vai encontrar muitas pedras nesse seu caminho em busca da felicidade, acredito que vai ser, para ela, um momento de redescobertas e persistência, fiquei curiosa, também, para conhecer esse papagaio-do-mar.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir