acompanhe o blog
nas redes sociais

13.11.19

O Aprendiz do Assassino, Vol. 01 - Saga do Assassino [Robin Hobb]

Robin Hobb
Cortesia do Grupo Companhia das Letras

O Aprendiz do Assassino é o primeiro volume da Saga do Assassino, fantasia escrita pela autora americana Margaret Astrid Lindholm Ogden, mais conhecida pelo pseudônimo Robin Hobb.

A história foi publicada originalmente nos EUA em 1995. A Editora Leya publicou a trilogia completa aqui no Brasil entre os anos 2013 e 2014, mas a Editora Suma está relançando os livros com uma nova identidade visual. Tradução de Orlando Moreira.

“Uma história dos Seis Ducados¹ é, necessariamente, uma história de sua família governante, os Farseer.”
¹Ducado é um conjunto de terras que forma o domínio de um duque; jurisdição de um duque.

O Aprendiz do Assassino
Título: O Aprendiz do Assassino
Autor: Robin Hobb
Tradutor: Orlando Moreira
Série: Saga do Assassino
Editora: Suma de Letras
Gênero: Fantasia Épica
Páginas: 597
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon, Submarino, Shoptime

Fitz é filho bastardo do príncipe Chivalry Farseer, herdeiro dos Seis Ducados. Aos seis anos, o avô de Fitz entregou o garoto à guarda real dizendo que a partir daquele momento o pai teria que cuidar do próprio filho. Mas, Chivalry abdicou do direito ao trono e se exilou na Floresta Mirrada com Lady Patiance. O garoto é criado por Burrich, mestre dos estábulos, e cresce em meios aos criados e animais do estábulo.

“Não faça o que não pode desfazer, até ter considerado o que não poderá fazer depois de tê-lo feito.”

O bastardo possui uma rara habilidade que o permite se comunicar com os animais e ele cria um forte laço afetivo com Narigudo, um animado cachorrinho. Essa magia é chamada de Manha e deve ser mantida em segredo porque é considerada muito primitiva.

O Rei Shrewd sabe o quanto um bastardo pode vir a ser leal ao seu rei ou se virar contra ele, dependendo de como é tratado, por isso oferece um quarto confortável na torre da corte, treinamento e educação em troca de lealdade. Fitz passa a ser treinado, entre outras coisas, para se tornar assassino a serviço do rei.

“Quando considerar a motivação de um homem, lembre-se de que não deve julgar o trigo dele com a sua medida. Afinal, pode ser que ele não use o mesmo padrão que você.”

Quando saqueadores selvagens começam a atacar as regiões costeiras transformando parte da população em criaturas desumanas, Fritz recebe suas primeiras missões como assassino. Mas a última missão pode ser mais complicada do que todos imaginavam.

Gostei muito de O Aprendiz de Assassino, mas não senti tanta empatia pelo personagem principal. Só fui torcer pelo Fitz quando ele começou a ser treinado para o Talento, o poder de entrar na mente de outras pessoas. Mas isso só acontece lá pelo final da segunda parte, o que me fez tirar uma estrela da classificação. Entretanto, amei os cachorros Narigudo e Ferreirinho (animais sempre me cativam). O primeiro livro da Saga do Assassino é classificado com 4.14 estrelas no Goodreads, tendo sido avaliado por mais de 208.200 pessoas.

A edição da Editora Suma é excelente. Amei a nova capa, com o número do volume da série em destaque na lombada. A editora optou por não traduzir o nome dos personagens que, no universo da Robin Hobb, podem representam características dos personagens. Infelizmente, todo livro de fantasia tem uma diagramação mais apertada, com letras pequenas. É padrão. Neste caso, prefiro ler o e-book, onde a gente pode mudar o tamanho das letras e o espaço entre as linhas, deixando a leitura mais fluida. Na edição física parece que cada página vale por duas.

Em O Aprendiz de Assassino a autora americana Robin Hobb traz uma trama política muito bem desenvolvida, com algumas reviravoltas interessantes, porém previsíveis. O primeiro livro de uma saga costuma introduzir o universo e os personagens. Acredito que a trama deve se desenvolver mais nos próximos livros. Estou curioso para saber quais caminhos Fitz vai seguir depois dos últimos acontecimentos. Um clássico da literatura fantástica que merece ser lido, principalmente pelos fãs de alta fantasia.

Com amor, André

comentários pelo facebook:

17 comentários em "O Aprendiz do Assassino, Vol. 01 - Saga do Assassino [Robin Hobb]"

  1. Acredito que por ser apenas o primeiro livro, deva-se esperar mais dos livros seguintes.
    Mas mesmo com essa demora para o personagem ganhar simpatia e até a história ficar um pouco mais movimentada, eu quero demais poder conferir esse livro.
    Amo o gênero e sei lá, parece tudo tão na medida certa!
    Engraçado que até estes dias lia Robin Hood..rsrsrs
    Lerei!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Realmente a história de Aprendiz de Assassino é bem diferente das fantasias que vemos por aí sem deixar de ter os elementos clichês necessários.
    Não leio muito fantasia mas a história de Fitz me chamou a atenção.
    E a tendência é a história evoluir e se tornar mais instigante a cada livro.
    Não sabia que Robin Hobb é um sinônimo para uma autora.

    ResponderExcluir
  3. Olá André!
    Hobb já é um nome muito conhecido na fantasia, e a autora é famosa por focar bastante na formação dos seus protagonistas, algo que claramente acontece com Fitz ao longo dos livros da saga.
    O universo criado por Robin chama atenção pela peculiaridade envolvendo a magia e os poderes dos personagens, e embora algumas atitudes do protagonista sejam contraditórias (como essa devoção por um rei que pouco o considera), o primeiro volume consegue apresentar bem as peças do jogo político que permeia a trama.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Essa nova edição parece estar lindíssima, uma pena que as letras sejam assim tão miúdas, mas gostei bastante do enredo, amo uma boa história de fantasia e tenho certeza que não vou me decepcionar com essa.

    ResponderExcluir
  5. Criei o hábito de ler fantasia apenas no ano anterior, então conheço poucas obras, clássicas então eu desconheço.
    Gostei de saber desse livro, seu sentimento em relação a leitura é parecido com o meu quando li Nocturna - então acho que já sei o que esperar.
    Gosto de tramas políticas e reviravoltas, e se a sequência surpreender, vai valer a pena conhecer essa série.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. André!
    Interessante ver que a editora fez o relançamento dos livros com mudanças sutis e devo concorda que as capas antigas são mais bonitas.
    Quanto a história de Fitz, fiquei imaginando como deve ter sido a vida dele dentro do castelo onde todos o odeiam e ainda ser convocado para se tornar um assassino, mas o que me deixou mais intrigada, é para saber se ele aceita sua tarefa passivamente ou irá se rebelar...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. O enredo parece ser muito bom, vamos acompanhar a história de Fitz desde muito cedo hein, e apesar de ser um lançamento já publicado por aqui, ainda não conhecia, por isso fiquei bastante empolgada para conferir.

    ResponderExcluir
  8. Oi André,
    Este livro tem bem o tipo de trama que gosto de ler e sendo fantasia (que é um gênero que curto bastante) já fiquei interessada pela leitura. A ambientação no estilo medieval, sozinha, já renderia uma boa trama, mas gostei que a autora se utilizou da magia para trazer mais elementos para a história. Fitz tem uma jornada bem longa até chegar ao seu destino final. Uma criança abandonada e tratada de forma tão desprezível, com certeza, crescerá com suas marcas e fico imaginando como isso o afetará no futuro. Adoro enredos com animaizinhos, principalmente cachorros e para uma criança que vive sem a família é importante ter alguns laços tão leais como estes. Acho que a autora se saiu bem na criação desse universo que, já no primeiro livro, introduz bem o leitor na saga do jovem Fitz.

    ResponderExcluir
  9. Olá André!
    Gosto bastante de fantasia e histórias de assassinos desse tipo sempre me chamam a atenção. Os animais falantes são uma novidade, pois nunca vi nada assim fora dos contos de fadas. Fitz parece um protagonista cativante e com certeza tem muita coisa pra acontecer nos próximos volumes. Já estou doida pra conhecer essa história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Já vi várias resenhas sobre o livro, a maioria positiva, mas sempre vejo falarem que é meio maçante o primeiro livro por ter que apresentar todo o universo e os personagens, mas isso na minha opinião não é um problema.
    Espero que consiga fazer a leitura, já que gosto muito do gênero e por conta que ouvi vários comentários positivos em relação ao livro.

    ResponderExcluir
  11. Olá! ♡ Adoro fantasia, é um gênero que me fascina, por isso estou bem curiosa para conhecer o universo criado pela autora nessa saga.
    Achei bem legal essa habilidade que Fitz tem de conseguir se comunicar com os animais. Também quero muito ver ele utilizando o poder de entrar na mente de outras pessoas, é um poder bem interessante.
    Adoro essa capa, adoraria ter esse livro na estante! ♡
    Gostei bastante da premissa do livro, se tiver a oportunidade com certeza vou querer ler! Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Vi varias resenhas do livro e comentários positivos. Tenho uma certa curiosidade em relação ao livro, a premissa é muito boa e pretendo ler ano que vem, talvez né.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Oiii ❤ Que pena que o pai de Fitz não fez nada para ficar com a criança e que o rei só se interesse nele para transformá-lo num assassino.
    Achei legal que o personagem principal tem o poder de falar com animais, é um poder e tanto, estou curiosa para saber mais sobre o Talento.
    Quero saber exatamente o que o rei quer com Fitz e como foi para o garoto se tornar um assassino.
    Gostaria de fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  14. Olá, André
    Não conheço os livros antigos, mas eu gostei muito dessa capa.
    Gostei de Fitz ter poder e muitos talentos, mas é terrível o rei transformar um menino em guerreiro, assassino. Porque Fitz deixou ser transformado dessa maneira.
    Quero muito ler e estou ansiosa para o próximo livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, André!!
    Parece ser um livro bem interessante e como já tem um bom tempo que não leio nada do gênero fantasia acabei ficando bem curiosa para conhecer esse livro, principalmente por que gostei da ideia do Fitz ter o dom de falar com os animais.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Pelo jeito o livro demora a cativar, sendo um pouco lento até certo ponto. Mas curti o envolvimento com os animais. Pode ser que no segundo volume, a trama evolua logo no início.

    ResponderExcluir
  17. Oi, André
    Achei um livro bastante interessante.
    Amooooo fantasia, e tô louca para lê-lo.
    A vida do Fritz é bem diferente, e fico imaginando esses dons dele com os animais, mas também ele deve ser bem revoltado por não ter o apoio do pai e ser tratado como bastardo.
    Assim que der, lerei!
    bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir