acompanhe o blog
nas redes sociais

18.3.20

Lágrimas de Amor e Café [Babi A. Sette]

Babi A. Sette
Cortesia do Grupo Editorial Record

Babi A. Sette está no topo das minhas escritoras prediletas. Li todos os seus livros lançados e com Lágrimas de Amor e Café não podia ser diferente. A autora já escreveu romances contemporâneos e de época e agora lançou este prazeroso romance histórico.

Lágrimas de Amor e Café
Título: Lágrimas de Amor e Café
Autor: Babi A. Sette
Editora: Verus
Gênero: Romance Histórico
Páginas: 376
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Babi A. Sette tem uma escrita que encanta a gente, seus livros contêm personagens inesquecíveis, e Lágrimas de Amor e Café, em especial, me encantou por basear sua trama na imigração italiana, e eu, como neta de italianos, acabei vivenciando um pouco das dificuldades que meus avós devem ter passado ao imigrarem para o Brasil.

Quem protagoniza nossa história é a bela Angelina, uma jovem italiana que encantou com sua beleza um barão do café brasileiro que estava na Itália. Moça pobre, que acabou de perder a mãe e cujo pai não tinha quase mais como sustentar a ela e sua irmã, acaba aceitando o inesperado pedido de casamento do abastado barão, afim de evitar mais miséria para sua família, que ela tanto ama.

Já na igreja, Angelina percebe que seu noivo é muito frio, além de ser bem mais velho do que ela. Sua vontade é de fugir da cerimonia, mas a devoção para com a sua família fala mais alto e a moça se casa.

No navio que a transporta para o Brasil, ela tem a constatação que seu casamento com Pedro não será fácil, pois seu marido é um homem frio e não a considera uma igual. Neste mesmo navio, viajando com o irmão, encontra-se Vincenzo, um jovem e sonhador italiano que está imigrando para o Brasil, com todas as economias familiares, atrás de uma oportunidade, montar seu próprio restaurante, melhorar de vida e depois trazer os seus para cá viverem. É no navio que numa noite Vincenzo vê Angelina ao longe e se encanta com sua beleza quase etérea.

“- Non, não é possível. O inalcançável Vincenzo não fica vermelho nem perde a linha por causa de uma moça bonita. Elas é que perdem a linha e outras coisas por ele.”

Logo na chegada à tão sonhada terra, Vincenzo é assaltado, perde todas as suas economias. Ele e seu irmão são obrigados a trabalhar na fazenda de café do marido de Angelina, para sobreviverem.

Angelina deseja mais que tudo ser uma boa esposa e viver em harmonia com seu marido, mas sua situação não é nada favorável, Pedro é um homem duro, chegando até a ser um pouco cruel. Ela também descobre segredos do seu passado, que a deixam assustada. Sua única amiga é dona Isabel, governanta da casa, que lhe instruí a como se portar perante seu marido, para aplacar sua ira.

Após uma tempestade, que destrói grande parte da colônia de italianos que trabalham na fazenda, quando seu marido estava viajando, Angelina e Vincenzo acabam se conhecendo melhor. Ele logo reconhece nela a garota do navio, ela encontra nele o conforto de estar entre os seus.

“- Você não tem culpa de nada, Angelina... Você sabe disso, não sabe?
Ela concordou com um movimento discreto de cabeça.”

Neste seu novo livro, Babi A. Sette trabalha um tema difícil, o adultério, e se o assunto não for tratado com muita maestria, corre-se o risco do público antipatizar com os protagonistas. Entretanto ela consegue desenvolver muito bem sua história, mostrando a luta da personagem para agradar a um marido cruel e insensível.

Para viver seu romance proibido, Angelina e Vincenzo vivem em constante perigo, arriscando literalmente suas vidas, o que mantém o leitor num estado de permanente apreensão, torcendo para que nada de mal lhes aconteça.

Cada capítulo inicia com o registro de imigração de uma família italiana. Fiquei na expectativa de ver a minha (Menicucci), mas não apareceu, a última bateu na trava com meu sobrenome de casada, Bortoloso, no livro: Bartolozzi, sobrenome da solteira de Angelina.

O livro vai agradar aos fãs da autora, aos descendentes de italianos e a todos que gostam de um bom romance.
Leiam e divirtam-se.

comentários pelo facebook:

20 comentários em "Lágrimas de Amor e Café [Babi A. Sette]"

  1. Morro de vontade conhecer as letras da Babi e não vejo a hora de me jogar nos seus livros. Este lançamento tem tudo para ser meu favorito, pois trata não só do romance e nesse caso, do lance da traição, que sim, se não for bem abordado, incomoda, sempre incomoda.
    Mas pelo que pude perceber, a autora conseguiu dosar tudo tão lindamente, que o enredo ficou perfeito!!!
    A parte da imigração também me agrada muito, pois é história.
    O livro já está na lista dos mais desejados e espero ter e ler em breve!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Babi é fantástica. 
    Lágrimas de Amor e Café fala de amor, romance, esperança, recomeçar. Tudo permeado pela história do nosso país

    ResponderExcluir
  3. Olá Gisela!
    Esse livro daria uma ótima adaptação para uma novela das seis, não é mesmo?
    A autora parece saber muito bem como conduzir a história, de modo que trabalha o adultério de uma forma cuidadosa e nem um pouco vulgar ou apelativa.
    Os personagens secundários, como Izabel, tornam a história ainda mais enriquecedora, de modo que aos poucos o leitor vai conhecendo um pouquinho de cada um.
    Babi parece ter acertado mais uma vez, mostrando que consegue sair da sua zona de conforto e escrever os mais variados gêneros.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gi
    Conheci a escrita da autora por esse livro, se soubesse teria lido algo dela antes.
    Babi soube abordar adultério, relação abusiva, violência, amizade, amor, realidade dos barões do café no Brasil, o que os imigrantes passaram aqui.
    Homenagem às famílias que vieram para o Brasil.
    A edição está lindíssima com detalhes em cada capítulo e diagramação perfeita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Faz um bom tempo que não visito este blog e fico tão feliz de ainda existir e ainda mais por continuar com essas resenhas apaixonantes e bem escritas.
    Babi A. Sette é a rainha da literatura brasileira, pq acho que até a lista de compras dela deve ser maravilhosamente escrita kkkk
    Este é daqueles livros que quero na minha estante de tão lindo e que com certeza vou me apaixonar.
    Já leu Amor nos tempos do ouro da Marina Carvalho? É um romance histórico que tem essa mesma vibe de Lagrimas de amor e café. É lindo de mais.

    Beijos, amo o seu blog.
    Garota, Era uma vez

    ResponderExcluir
  6. Olá Gisela!
    Ainda não li nada da autora, mas sempre anoto as dicas que você dá, pois sei que vc é uma grade fã. Esse livro encanta com a capa e gostei bastante da premissa histórica, é lago bem diferente do que estamos acostumados. Já fique apreensiva com os perigos que o casal irá viver, mal poso esperar pra conferir o desenrolar da trama. Sem dúvida é um grande presente para os descendentes de italianos e para odos os leitores que buscam saber mais sore o Brasil os tempos do café.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Até hoje eu li apenas um livro da Babi, mas posso dizer que me encantei pela escrita dela.
    Estou com esse livro aqui e muito ansiosa para iniciar.
    Acho que vou gostar. Fico feliz que ela tenha abordado um tema difícil com maestria.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Gisela,
    Amo histórias com um quê de história rsrs, mas nunca li um livro da Babi.
    Esse é um livro que quero ler, primeiro porque já me simpatizei com Vincenzo, segundo porque trabalhar o tema adultério com maestria é algo que devemos conferir por nós mesmos rsrs, enfim, é uma leitura que quero fazer para conhecer a narrativa e a escrita da Babi.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Também gosto muito da escrita da Babi, apesar de ainda não ter ido todos os seus livros, suas histórias, tem essa tendência de nos prender, e nos faz querer terminar o livro o mais rápido possível, nesse livro ela lida com um tema bastante delicado, por isso estou bem curiosa para conferir, essa capa é linda.

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto muito dos livros da Babi, ela escreve muito bem e nos deixa imersas na leitura. Fiquei muito curiosa para ler os romances de época dela e Lágrimas de Amor e Café já esta na minha listinha. Adorei a premissa. Parece ser uma história fascinante, cativante e repleta de sensibilidade. Estou bem ansiosa para fazer essa leitura!!

    ResponderExcluir
  11. Gi!
    Sou grande fã dos livros da Babi, acredito que ela é uma das melhores autoras nacionais que temos.
    E ver que nesse livro ela permite ao leitor ter uma montanha russa de emoções, que poderemos saborear a cada página as emoções vividas pelas personagens, já me dá aquela vontade imensa de querer fazer a leitura.
    Excepcional!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. boa noite
    gosto muito de romances historicose de epoca e ainda não conheço a escrita da autora ´
    só vejo otimos comentarios a respeito de sua obra e quando puder vou adquirir algum livro dela
    adorei a capa do livro é linda

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada da Babi,mas desse eu já não gostei da resenha,sou romântica incurável então não concordo com adultério,nem mesmo nos livros,eu ainda acredito no amor.

    ResponderExcluir
  14. Eu estou com esse livro aqui na fila para ser lido, eu gostei bastante do enredo, e estou bem animada para, finalmente, conhecer a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  15. A capa desse livro é tão linda! Nunca li nada da Babi A. Sette, mas não posso dizer que seja por falta de indicações, pois sempre vejo muitos elogios a autora e suas obras. Preciso ser sincera e dizer que até hoje realizei apenas a leitura de um livro de romance de época/romance histórico, mas gostei muito e quero ler mais desse gênero. Algo que acho que nunca vou achar normal é o casamento arranjado, com esses caras bem mais velhos que as mocinhas são obrigadas a passar ou quase passar. Muito estranho saber que isso foi real, pois parece tão fora da minha realidade. Achei super interessante o livro retratar a imigração e mesmo sem ler o livro não gostei do Pedro, seria o tipo de personagem que eu ficaria querendo entrar no livro e bater. Imagino que a Angelina e o Vincenzo sejam daqueles casais que deixa a gente torcendo para que nada de mal aconteça mesmo, afinal os dois parecem já terem passado por tanto. Espero que caso eu leia esse livro minhas lágrimas sejam de alegria no final e não de tristeza.

    ResponderExcluir
  16. Ólá!
    Tenho muito vontade de ler algo da autora, ouvir muitos falarem bem dela. A trama é bem envolvente e ainda mais que se passa no Brasil. Espero ter a oportunidade de ler logo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  17. Oi Gi,
    A capa é tão charmosa.
    Que interessante cada capítulo iniciar com um registro de imigração de uma família italiana, parabéns para a autora por esse trabalho.
    Gostei de ver uma trama histórica no contexto brasileiro.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Gi
    Ele foi um dos melhores que li em 2019.
    Achei lindo, muito triste e emocionante.
    Apesar de não gostar de livros com adultério, entendo a Angelina, porque o que ela viveu com aquele escroto do marido, meu Deus, não é qualquer um que aguenta.
    O final foi muito bom!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Esse livro esta na lista de livros para comprar. Todas as resenhas que li foi perfeita, o que chamou muito a minha atenção. Tem uma capa linda, título interessante e uma história linda.

    ResponderExcluir
  20. Acho que esse foi um dos meus primeiros contatos com a Babi a Sette e eu fiquei muito surpresa com a qualidade da história e com a ambientação brasileira presente nela Apesar de que para mim ele é mais um romance histórico Mas de qualquer forma ele não deixa nada a desejar

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir