acompanhe o blog
nas redes sociais

23.3.20

Você, vol. 01 [Caroline Kepnes]

Cortesia da Editora Rocco

Sabe aqueles livros em que os título e capa não tem nada de tão extraordinários, mas, ao começar a ler, você é sugado completamente por seu conteúdo?! Pois é, “Você” consegue esse grande feito.

Título: Você
Autor: Caroline Kepnes
Tradutor: Alexandre Martins
Série: Você
Editora: Rocco
Gênero: Thriller e Suspense
Páginas: 384
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Toda a trama é narrada em primeira pessoa pelo Joe, que, de início, imaginamos ser mais um cara comum em meio a tantos outros. Mas, conforme a leitura vai avançando, começamos a tomar ciência do quão doentia é sua mente. E acreditem, quando imaginamos que ele chegou ao seu limite, ele vai, e o ultrapassa. O que mais me deixou intrigado é que suas atitudes não fogem em nada da realidade (medo). O grande ponto que nos faz despertar em relação a essa sua verdadeira personalidade, é quando ele se apaixona por Beck, uma linda jovem que entra na livraria a qual nosso protagonista trabalha.

“Você não entrou aqui por causa dos livros, Beck. Você não precisava dizer meu nome. Não precisava sorrir, escutar ou me dar atenção. Mas fez isso. Sua assinatura está no recibo. Essa não foi uma transação em dinheiro e não foi um débito. Isso foi real. Eu aperto o polegar na tinta fresca de seu recibo e a tinta de Guinevere Beck suja minha pele.” Página 14

A partir desse ponto, Caroline Kepnes vai nos guiando pela mente complexa de nosso protagonista, em busca de conquistar sua amada. E sim, ela fez um trabalho primoroso, pois é angustiante estar em meio a um mar de pensamentos e ideias completamente distorcidos.

“O milagre do amor é que ainda não estou com raiva de você. Eu lamento por você. Deve ser muito duro carregar toda essa raiva. Eu não tenho esse tipo de raiva em mim. Você foi muito agressiva, e eu gostaria de poder entrar dentro de você e sugar o veneno.” Página 342

Por outro lado, em algumas passagens comecei a ter uma certa simpatia por Joe, pois ele era o único que percebia o quão as pessoas próximas a Beck eram tóxicas. Algo bem conflitante quando se fala em alguém que age como ele. Aliás, o leitor fica oscilando durante toda a leitura entre amar e odiar todas as personagens: Beck, Peach (amiga de Beck), Benji (“namorado” de Beck), o próprio Joe, tem seus momentos de mocinhos e vilões.

A Kepnes tem uma narrativa tão envolvente e fluida, que faz as páginas virarem praticamente sozinhas. Quando me dava conta, dezenas de páginas já tinha sido devoradas (risos). Outra coisa interessante foram as citações de obras e autores que conhecemos bastante. Foi legal ler trechos em que nomes como Dan Brown e “O Código da Vinci” e Stephen King e “Doctor Slep” eram mencionados.

Em relação a parte gráfica, a Rocco está de parabéns mais uma vez. A capa é bonita, e a diagramação interna é simples e confortável aos olhos. Nota 10. Ainda na capa, há a informação que esse livro foi adaptado para uma série, porém, ainda não tive oportunidade de assistir. Só posso dizer que, se a série for tão boa quanto o livro, estou dando mancada.

Indico a leitura para que gosta de um belo thriller psicológico, com leitura fluida e personagens dúbios.

comentários pelo facebook:

13 comentários em "Você, vol. 01 [Caroline Kepnes]"

  1. Sério que você não viu a série?? Puxa, eu vi as duas temporadas, mas ouso dizer que gostei muito da primeira e não tanto da segunda temporada.
    Eu espero de coração, ler os dois livros lançados até o momento.
    Pelo que pude perceber no livro, há realmente(na série há) esse lance de simpatizar com Joe. E isso foi o que matou a segunda temporada. Eu comecei a ler comentários demais com meninas apaixonadas por Joe. E oh, o cara é um psicopata!rs
    Vai entender!!!
    Veja a série e eu?? Espero ler os livros!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Tentei assistir a série mas pra mim não rolou. Dan Humprey ainda está muito forte na minha memória afetiva.
    Por isso é que não devemos julgar o livro pela capa não é? Realmente essa capa e a original não dizem muito mas a história é de arrepiar e mostra o quão estamos vulneráveis pela exposição na internet

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nardonio
    A série já tem duas temporadas e não assisti porque quero ler o livro primeiro. Mas não sei, talvez acabe vendo a série antes de ler. Tem muitas pessoas indicando.
    Pelo jeito a autora soube bem escrever cada personagem por isso que podemos amar e odiar Joe ao mesmo tempo.
    Na vida real é o que os psicopatas fazem que deixam as pessoas cegas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Nardônio!
    Só conferi adaptação da obra, que pela resenha aparentemente é bastante fiel ao material original. Assim como na série, é impossível odiar totalmente Joe, que o tem tem de psicopata também tem de verdadeiro e sincero. Acompanhar tudo pelo ponto de vista do protagonista faz com que a leitura seja extremamente fluída, sem contar que o jeito que o personagem tem de avaliar Beck e os demais personagens dá ainda mais profundidade à história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Ainda não li o livro, (também não assisti a série), mas tenho certeza que a autora conseguiu desenvolver muito bem esse enredo para lá de perturbador, por tudo de positivo que já li sobre a obra.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite
    tudo bem? eu não li o livro e não vou ler
    assisti a primeira serie e empaquei no sexto episodio da 2 temporada
    não sinto essa empatia com esse personagem JOE
    Assisto mais pelo tema que é interessante

    ResponderExcluir
  7. DOM!
    Gosto dos livros que trazem essa personalidade mais doentia, porque nos mostra o quanto a ficção é bem próxima da nossa realidade e dá mesmo aquele medinho.
    Não sabia que tinha uma série.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Amo esse livro,assisti a série também. Joe nos ensinou algo bom,não devemos nos expor tanto nas redes sociais nem postar nossas localizações e conteúdos íntimos,pois ficamos vulneráveis.

    ResponderExcluir
  9. Parece ser um daqueles livros que não conseguimos largar hein, mesmo com todo o burburinho em torno da história, eu ainda não li, mas espero ler, até porque a escrita da autora deve ser maravilhosa.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não assisti a série. Joe parece ter sido muito bem construído, to bem ansiosa para saber mais sobre ele. Vou esperar para ver a série depois de ler o livro. Parece uma trama arrasadora. Já esta na minha listinha!!

    ResponderExcluir
  11. Olá Nardonio!
    Essa é mais uma obra que está em alta e eu ainda não li. Confesso que tenho um pouco de receio, vi alguns comentários sobre a série que achei bem pesados mas nao sei se com o livro é assim. Porém a obra abre nossos olhos para detectar comportamento obsessivo em pessoas aparentemente "normais". Essa ambiguidade de sentimentos em relação aos personagens é algo inusitado e estar na cabeça de Joe deve ser tanto perturbador como interessante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Nardonio,
    Acompanho o seriado, é muito bom sim, já está na segunda temporada. Preciso ler também para ver as diferenças e semelhanças entre eles.
    Não dá raiva os momentos em que simpatizamos com o Joe?! O cara é muito psicopata.

    ResponderExcluir
  13. Ainda não tive a chance de ler e nem de assistir, mas já li ótimos comentários em relação a série.
    Bom saber que a leitura fisga. E interessante essa simpatia com Joe. Me deixou até curiosa para ver como isso funciona.

    Abraços

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir