acompanhe o blog
nas redes sociais

17.8.15

Almanegra, vol. 2 - Incarnate [Jodi Meadows]

Ed. Valentina, 2015 - 336 páginas:
      Ana sempre foi a única. Marginalizada. Apartada. E, para piorar, após o Escurecimento do Templo causado por seu pai, vários cidadãos de Heart a culpam pela perda definitiva de algumas almas, as almasnegras e pelas almasnovas que nascerão em seu lugar. Muitos temem a presença de Ana, um lembrete constante das mudanças irreversíveis. E quando as sílfides começam a se comportar de maneira diferente em relação a ela, Ana terá que aprender não apenas a se defender como àqueles que não podem fazer isso por si mesmos. Ana aprendeu desde cedo que os sem-alma não podem amar. Mas, e as almasnovas? Mais do que tudo, ela deseja ter a chance de viver e amar como qualquer outro cidadão de Heart. 

Onde comprar:


Almanegra é o segundo volume da trilogia Incarnate e a autora Jodi Meadows encantou-me exatamente como fez no primeiro volume. Por se tratar de um mundo fantástico, com muitos mistérios, o livro, além de ser uma leitura extremamente agradável, é também instigante. Jodi tem um jeito diferente de escrever, sua narrativa não é acelerada, ela trabalha com os sentimentos dos personagens e consegue transmiti-los muito bem através das percepções da Ana, a narradora da história.

Ana é uma almanova, nasceu em Range, um lugar onde as almas reencarnam em um processo contínuo, evolutivo, conservando as memórias e experiências de vidas passadas, até que ao nascer Ana rompeu este ciclo, deixando os habitantes de Range preocupados e temerosos, a ponto de não a aceitarem como igual. Apoiada por Sam, Ana está determinada a descobrir todo o mistério que envolve seu nascimento e a romper com os preconceitos contra as almanovas.

Depois de um experimento causado por seu pai, vários habitantes Heart morrem e suas almas são perdidas, estes mortos passam a ser chamados de almanegras e a maioria dos cidadãos de Heart culpam Ana pelo acontecido. Fica também a incerteza do que estar por vir, novas almanovas irão nascer e em que isso mudará a vida em Range.

Ana também se preocupa com seu relacionamento com Sam. As pessoas estavam estendendo seu preconceito a ele, pois agora, ele não era mais reconhecido por sua música, e sim por viver com uma almanova, até seus amigos achavam que o relacionamento deles era algo inapropriado, afinal Sam, apesar de fisicamente aparentar ter a mesma idade de Ana, tinha cinco mil anos de vida e ela somente dezoito. Essa diferença de experiência algumas vezes também incomodava a Ana, saber que antes dela, ele já tivera inúmeros relacionamentos afetivos.

"Pressionei a boca com as mãos como se isso pudesse aplacar a fisgada de dor. Por que Sam não podia ser um garoto da minha idade, com tanta experiência  quanto eu? Sem vidas passadas, amores passados. Por que ele não podia ser apenas meu?"

Neste clima de mistério e descobrimentos, Jodi encanta ao mesmo tempo em que entretêm o leitor com sua trama inovadora. E as capas dos livros são deslumbrantes.

Clique sobre a capa de Almanova para ler sua resenha:



 Cortesia da Editora Valentina
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "Almanegra, vol. 2 - Incarnate [Jodi Meadows]"

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. cara Gi, é interessante o quão criativo ainda podem ser os autores. tratar do tema reencarnação já seria, por si só, espinhoso. e não é que alguém consegue tratá-lo saborosamente em uma ficção? pois é, resenha e livro me chamaram demais a atenção e vou acompanhar miudinho cada leitura sua desta saga, depois vamos prosear mais! ótima dica!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Realmente as capas são deslumbrantes. Ainda não tinha lido nada referente a esse livro (ou o primeiro). Li a resenha sobre o primeiro livro e vi que gostou muito. E tão bom quando o livro além de uma capa muito bonita, também tenha uma história assim. Apesar da premissa e sua resenha terem me interessado, não seria um do tipo que leria. Acho que por tratar de um tema (reencarnação) que não costumo ler tanto. Mas muito legal a indicação para quem gosta de livros assim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gisela! Curto bastante esse estilo de livro, que une fantasia e mistério. Porém, a história não conseguiu me atrair, nem sei dizer ao certo o porque. No entanto, não descarto a possibilidade de ler, afinal é um gênero que gosto muito e sua resenha foi super positiva.

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha.
    Acho linda demais as capas dos livros da trilogia Incarnate, seria aquele livro que eu compraria pela capa em uma livraria haha.
    Como adoro fantasia, super me interesso pela série e pretendo ler, já está a algum tempo em minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  6. Sou apaixonada por essas capas dessa trilogia, pena que não tenho nenhum ainda =/
    Ainda não tive a oportunidade de ler, espero poder fazer isso logo. E sei que só falta oportunidade e que logo entrarei de cabeça nessa história também, pois curto demais fantasia ;)
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. Gisela!
    Estou com alma Nova aqui para leitura e é uma série que muito me interessa por ser ficção fantasia.
    As capas são realmente lindas!
    Bem essa continuação deve ser no mínimo excitante, saber sua origem e o que aconteceu no seu nascimento.
    Muito boa premissa!
    “A vida é muito importante para ser levada a sério.”(Oscar Wilde)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. As capas são belíssimas e pelas resenhas vejo que o conteúdo as merece. Sua resenha me deixou curiosa e apesar de fantasia ser um gênero que pouco leio, essa pitada de mistério que este livro aparenta ter me deixou curiosa e como pretendo desafiar a mim mesma a ler mais livros do gênero, creio que essa trilogia cairia muito bem nesse teste que me proponho.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. As capas dessa série são lindas, mas as estórias contadas nos livros não me animam tanto. Gostei da resenha, porém não leria o livro; já que não me conquistou ao ponto de dar uma chance.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conheço a escrita dessa autora, mas tenho certeza que vou gostar bastante da forma que ela conta a história pois curto as escritas iguais a dela. Todo o mistério e universo que ela criou parece ser bastante interessante. Mas confesso que essa insegurança de Ana em relação a idade do Sam é um pouco infantil, mas acho que dá pra relevar, afinal ela tem apenas 18 anos...
    Mais uma vez valeu pela dica!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  11. Gisela, a trilogia Incarnate com os livros Alma Negra e Alma Nova já lançados, não me intriga em nada, apesar dos enormes elogios que vejo, não só na sua resenha, mas em muitas outras também, não me desperta um interesse pela proposta do livro. Mas, logo darei uma chance à ele.

    ResponderExcluir
  12. Oie
    Eu tenho o primeiro livro dessa trilogia desde o ano passado mas até agora não iniciei a leitura.Adorei essa história das almas novas e estou curiosa pra saber o por que desses nascimentos.E será que Sam vai continuar com a Ana mesmo com toda essa pressão que vem sofrendo dos outros.A capa está linda mesmo,assim como a do primeiro.Espero que o próximo não demore muito para sair.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Li a resenha do primeiro livro e gostei bastante da historia que me deixou muito curiosa ainda não tive oportunidade de ler o primeiro livro mas lendo essa resenha fiquei ainda com mais vontade de ler logo o primeiro, gostei bastante das capas da serie e o livro está na minha lista de leitura !!!

    ResponderExcluir
  14. As capas dos livros são encantadoras mesmo.
    Eu achei estes livros com um "Q" de A Hospedeira, mas bem mais interessante.
    Eu não atentei muito para a resenha por medo de spoilers, visto se tratar do 2 livro.
    Mas gostei de saber que a leitura foi prazerosa e quero ler os livros.
    Ana sofre injustiças eu diria, afinal ela não é culpada dos fatos, mas de qualquer forma algo há de errado, né?
    Quero descobrir!!

    ResponderExcluir
  15. Ainda bem que esse livro não sofreu da maldição do segundo volume, não é?!?! Pelo contrário, a autora conseguiu continuar com o nível lá em cima, com uma trama interessante e narrativa agradável. E também concordo com você, as capas dessa série são muito bonitas.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir