acompanhe o blog
nas redes sociais

18.10.16

O Outro Lado da Memória [Beatriz Cortez]

Beatriz Cortez
Ed. Novo Século, 2014 - 232 páginas:
      Luíza Bedim, uma jovem talentosa e cheia de sonhos, sofre uma grande decepção com a pessoa que mais ama. Depois desse período, é perseguida pelo medo e pela dor profunda do ocorrido. A garota acredita que nunca mais será feliz, e vive alimentando-se de sua solidão. Anos depois, ela conhece Arthur, um aluno novo que chama a atenção de todos por se tornar o capitão do time de basquete da escola. Luíza o ignora no início, porém, por conta de uma confusão, é obrigada a passar uma hora com ele em alguns dias da semana. Entre muitas brigas e discussões, o garoto mostra-se alguém que Luíza não esperava: uma pessoa capaz de fazer com que ela reflita sobre seu passado. Luíza, então, descobrirá que só é possível encontrar a felicidade se lutar por ela.

Onde comprar:


Apesar de ser um livro com pouco mais de duzentas páginas e uma história que pode ser considerada “simples”, não me recordo de um livro que me deixou com mais dificuldade para escrever uma resenha e dar minha opinião.

Quando comecei a ler, fui preconceituosa, confesso! Achei que seria tudo muito clichê e mais do mesmo.

O livro conta a história de Luíza, uma garota de 18 anos que tem duas melhores amigas e vê seu mundo ser chacoalhado pela chegada de um novo garoto na escola, Arthur, o novo capitão do time de basquete. Ela antipatiza com o menino logo de cara (e de forma gratuita, eu achei!) e a partir daí vai se desenrolando o enredo porque, de uma forma ou de outra eles acabam se envolvendo e então vamos descobrindo mais do passado de Luíza e como ela lida com as pessoas à sua volta.

Concordam comigo que parece o tipo de história que já lemos milhões de vezes? Pois bem, no início do livro foi difícil de aguentar a nossa protagonista, que é extremamente irritante com suas atitudes que não faziam nenhum sentido para mim. Sim, é um romance adolescente com uma pitada de drama, um pouco de humor, um vilão também adolescente e nada de muito diferente do que estamos acostumados a ler.

Mas algo na história começou a me envolver e simplesmente não consegui parar até chegar ao final. Não quero contar muito da história nem dar dicas do que acontece para não estragar a surpresa para aqueles que pretendem ler, mas não esperem nada de fantástico, não é isso. O enredo é simples, mas de uma delicadeza incrível. O livro é escrito em primeira pessoa e é como se você estivesse lendo o diário de alguém e alguém de muita sensibilidade.

Os personagens poderiam facilmente ser pessoas do nosso convívio e acredito que muita gente vai se identificar com algum deles. Luíza, nossa protagonista, é uma garota de muita personalidade, suas amigas são “amigas” mesmo e Arthur (o garoto novo na escola) é aquele garoto dos sonhos, melhor do que príncipe encantado e eu me peguei desejando que existam muitos dele por aí. Não me considero uma pessoa romântica, mas em alguns momentos a história me fez suspirar, sim.

Outro ponto que achei bem interessante é que a narrativa não se foca em descrições detalhadas, como o ambiente em volta ou a roupa que determinada personagem está usando. Na verdade, nem sei qual o tipo físico da Luíza ... tudo fica por conta da imaginação do leitor.

Então, cheguei à conclusão de que a história trata de emoções e sentimentos: bons, ruins, intensos ou não. Tudo gira em torno de sentimentos, em uma linguagem muito acessível e com uma forma de escrever que faz o leitor chegar ao final sem nem perceber. Já aconteceu com vocês de se verem sorrindo ao terminar um livro, mesmo sem saber o porquê? Pois aconteceu comigo com “O outro lado da memória”.

Não é uma história mirabolante, é algo que pode acontecer com você ou com seus amigos, mas é escrito de uma forma muito envolvente. Para os românticos de plantão é um prato cheio. Para os jovens que estão iniciando no mundo da leitura, creio que é um excelente começo e para aqueles que, como eu, querem ler algo leve e de bom gosto é uma excelente opção.
Vanilda Procópio
Paranaense, administradora financeira e mãe. Não consigo imaginar minha vida sem os livros e leio por puro prazer, vivendo histórias e conhecendo novos lugares e pessoas a cada página aberta.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "O Outro Lado da Memória [Beatriz Cortez]"

  1. Concordo com você, parece mesmo o tipo de livro que lemos várias e várias vezes, mas com a sua opinião, fiquei bem interessada sobre os personagens. Achei bem legal você ser sincera, acho isso super importante em uma resenha. Gosto muito de livros que me fazem sentir várias emoções, e acho que iria me apaixonar por esse.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Confesso que apesar de ter gostado da premissa, a história não me convenceu não, a coisa toda da antipatia imediata, da drama sem sentido, afs tudo isso já se tornou cansativo, fico feliz que a história lhe agradou, mas esse com certeza não é um livro para mim.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanilda!

    Realmente parece ser uma história comum, que a gente já leu várias vezes. Bom saber que depois muda, pra assim não desistir rsrsrs Gosto de leituras leves!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Eu já li o livro e que gostoso, realmente no começo a Luíza nos estressa muito, e a historia por mais simples que seja nos encanta, recomendo o livro, e ele é tão curtinho né, mas uma leitura que vale a pena na minha opinião.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Simmm. Concordo com tudo que você falou.
    Quando li a sinopse eu pensei: pô, já li isso várias que me cansei.
    Mas tipo depois que eu realmente comecei a ler com vontade a leitura me pegou super rápido.
    Amei a história. Achei muito envolvente.
    Eu estava com medo, mas esse livro me deixou apaixonada.

    ResponderExcluir
  6. Oie!! Que lindo Vanilda! A história eh excelente, qro conferir com toda ctz!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Vanilda!
    E as surpresas dos livros comuns vem justamente na variável em que mexem com nossos sentimentos através da profundidade de seus personagens.
    Deve ser um ótimo livro para leitura.
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Vanilda!
    No início pensei o mesmo que você, que seria só mais um romance clichê ambientado em uma escola. Fiquei feliz em saber que ele foge dos pontos óbvios e busca desenvolver mais os sentimentos dos personagens, parece muito mais interessante assim.

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Sua resenha está muito bem escrita. Que bom que foi uma boa leitura para você. Alguns romances me conquistam, mas esse, não senti interesse. Deixo passar a dica. Mas para quem procura uma leitura leve, com certeza será uma ótima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Gostei da capa do livro e a historia parece ser interessante, mas por essa antipatia da personagens logo de cara com o menino, acho que ira acabar me irritando pois peguei alguns livro para ler que isso aconteceu e acabou que não me convenceu deixando a historia sem muita coerência e ainda mais com as atitudes sem sentido da personagens !!

    ResponderExcluir
  11. Também tive a impressão ao ler a sinopse que a história seria mais um clichê e mais do mesmo, mas isso não foi o que causou meu desenteresse por O Outro Lado da Memória - amo clichê!! - e sim por se tratar de um romance adolescente, não curto esse tipo de história... por isso não leria esse livro...

    ResponderExcluir
  12. Sempre tive uma visão bem diferente do que se tratava o livro, mas lendo a resenha vi que me enganei e a vontade de ler o livro passou um pouquinho... personagens irritantes sem um motivo aparente não me animam em ler o livro. :/

    ResponderExcluir
  13. Amo romances assim, com pegadas clichês e alguns pontos diferentes. Entendi que o livro fala mais do sentimentos, do que de fatos em si. Gostei muito da resenha e da dica.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir