acompanhe o blog
nas redes sociais

9.12.16

[Bookserie] Engenharia Reversa: Parte XXIV - Num Piscar de Olhos

André Luis Almeida Barreto


Engenharia Reversa


Parte XXIV - Num Piscar de Olhos


O flymob negro voando a baixa altitude é quase imperceptível sob a luz das estrelas. Suas turbinas de última geração vibram levemente enquanto impulsionam a nave, produzindo um som tão baixo que apenas os morcegos poderiam escutá-lo. O codinome da nave, "Fantasma", não foi escolhido por acaso.

Dentro do veículo, Amanda observa o contador numérico flutuando no ar, a cada metro percorrido pelo Fantasma ele fica menor.

- Tamo perto, chefe? - Questiona Rat Bones, olhando por trás do ombro de Amanda para os gráficos projetos no ar pelo gerador holográfico.

- Bem perto. É melhor checar sua arma. - Responde ela sem mover um músculo.

Yuri se aproxima mastigando um tablete de proteínas, ele não exita em falar com a boca cheia.

- Só quero saber de uma coisa, nosso acordo tá de pé ou não?

Amanda não responde, permanecendo focada nas holo-imagens.

- É logico que tá, Yuri, ou você acha que a chefe não tem palavra? - Grita Jonas, sentado mais atrás e encarando um dos agentes da VNR. Rat Bones se cansa de olhar para os gráficos e vai para perto de Jonas, tomando o lugar vago ao lado do amigo.

- Reparou que esses caras nunca falam nada? E nunca tiram esses capacetes! As vezes me pergunto se são gente ou algum tipo de robozinho!

- São gente, Rat, é que eles não tem culhões! Só tiram o capacete se a Amanda deixar! - Responde Jonas, provocador.

- Como é que tu sabe? Porra, as vezes me dá vontade de meter uma bala neles. - Rat Bones ergue o rifle e faz mira conta um dos agentes, então, imediatamente, uma dor brota em sua cabeça provocando uma reação involuntária em seu exoesqueleto recém concertado, fazendo a máquina perder potência; ao mesmo tempo, um formigamento intenso atinge suas mãos, o rifle estatela no chão.

- Merda, essa coisa na minha cabeça... Merda!

Os agentes permanecem completamento imóveis e calados, como verdadeiros manequins. Yuri se aproxima, ainda com o tablete nas mãos.

- Você é mesmo muito burro, cara. É a enésima vez que faz isso e, de novo, deixa a porra da arma cair no chão, vai quebrar e esse troço custa caro! - Ele enfia o resto do tablete na boca de Rat Bones, então pega o rifle, checando se aconteceu algum dano. Satisfeito, coloca a arma sobre uma bancada de serviço.

- Tu não sacou ainda, né? Estamos "grampeados", os putos colocaram um troço nos nossos CND's.

O mercenário magricela cospe o resto da barra proteica na direção de um dos agentes mudos; em seguida tenta flexionar os dedos das mãos, mas a dormência ainda o impede.

- Ai! Porra, eu sei, eu sei da droga do bioprograma! Mas, chefe, eu não consigo me controlar! Olha só esses caras! Nunca abrem a boca, não comem, não xingam, não usam o banheiro, não tem reação nenhuma! Como é que vou confiar num cara desses para cuidar do meu rabo no campo de batalha?

- É, não usar o banheiro é estranho... Tô começando a concordar com você, Rat. - Responde Jonas, pensativo.

Yuri se volta para os agentes corporados, apontando o indicador para eles.

- Isso aí, rapazes, isso aí se chama disciplina! Algo que falta em vocês! - Ele olha para os dois com reprovação.

Jonas responde com um sorriso amarelo, mas Rat Bones se levanta aos trancos, com os lábios finos serrados e cólera nos olhos.

- Disciplina uma ova! Como você fala uma merdas dessas, Yuri? Nós que levamos chumbo desses caras te ajudando lá no ataque, e agora você defende eles? Que porra é essa? A Amanda cortou suas bolas, foi ?

Num movimento brusco, o Coveiro empurra Rat bones para trás, provocando um som estrondoso quando o exoesqueleto se choca violentamente contra as placas de alumínio do interior do Fantasma.

- Mas o que vocês estão fazendo aí? - Grita Amanda, se levantando e encarando os mercenários. Imediatamente ela ativa um comando mental que inunda os cérebros deles com uma dor que cresce progressivamente, os fazendo perder o equilíbrio, em um instante começam a gritar.

- Chega, por favor, pare com isso! - Suplica Jonas com as mãos nas têmporas e olhando para a mulher-ciborgue.

"Apagar", ordena Amanda mentalmente. Em segundos os gritos cessam, e os três mercenários entram em um sono profundo como se nada tivesse acontecido. Os dois agentes permanecem imóveis, completamente alheios ao acontecido. A Rainha de Fogo observa os corpos caídos. "Instáveis, loucos, selvagens, mesmo sob o controle do RMC, ainda assim, muito previsíveis", pensa ela, então se volta novamente para a holografia. Com um movimento da mão faz a tela girar no eixo das ordenadas e sumir, como se fosse a face de um cubo. A nova face, que é a nova tela, agora exibe uma listagem de arquivos. Amanda toca levemente em um deles, o arquivo nomeado como 'omega342.memo.inf'.

Um parágrafo escrito com caracteres criptografados ganha a tela, mas sem mudar para outra face do cubo. É a quinta vez que Amanda decodifica a mesma mensagem: "MSG BEGIN] Desative a EBC25 e traga o seu corpo synth-nat de volta. Um tiro preciso entre os dois olhos, com munição disruptiva, vai danificar o cérebro sem comprometer o núcleo lógico. Naturalmente, todos os que tiverem ciência da existência da bio-computador devem ser eliminados. Eis a sua missão; conclui-lá com êxito é imperativo [MSG END]."

Então as lembranças invadem a mente de Amanda: o templo no subterrâneo, a onda de energia destruidora e a morte de centenas de agentes e policiais; o medo que se espalhou por seu corpo quando seus sistemas foram misteriosamente invadidos e sobrecarregados. A lembrança do marido e do filho. Não fosse o shutdown, o comando especial que poucos possuem acesso, ela estaria morta como seus agentes. "Eu seria apenas mais um corpo desovado na lixeira da corporação, os urubus removeriam tudo que possui valor e deixariam a carne apodrecendo, lá, no meio dos vermes", imagina ela. Então fecha o arquivo, mas a lembrança de Bel permanece em sua mente, carimbada em suas memórias biodigitais.

"Como é possível alguém ter tanto poder assim?"

***

Maestro está de pé olhando para o horizonte, observando um pequeno ponto luminoso verde que vagarosamente vai ganhando tamanho, ficando cada vez mais próximo. Atrás dele, deitando sobre um pedaço de tecido encardido, Thiago está desacordado e suando frio, com Marcela ao seu lado. Ela tenta limpar o suor do rosto do jovem usando um pedaço de tecido que arrancou da parte interna de sua jaqueta. Bel está ao lado dela, ajoelhada, porém com o olhar fixo na luz verde que antes não passava de um ponto.

Saindo de dentro do Lobo do Deserto, Davi se aproxima do grupo. Ele olha para Thiago de relance e termina a caminhada ao lado de Maestro.

- São eles, né? Estão chegando.

- Correto. Samuel está pronto?

- Sim, tá tudo pronto, Maestro. Mas eu acho que deveríamos ter seguido viagem, eu e a Marcela. Vocês três poderiam ficar aqui e negociar com a Amanda, afinal, o problema dela não é comigo ou com a Marcela, você sabe, eu e ela somos vítimas das circunstâncias!

Maestro apenas olha para Davi, que percebe a seriedade por trás dos olhos do deletador. Então o biohacker devolve um sorriso forçado, coça a nuca e volta a observar a luz verde, percebendo os contornos de um veículo.

Bel se levanta e se dirige para perto dos homens, parando ao lado de Davi, porém, num ato inesperado, ele tenta abraça-la, mas é bruscamente repelido. Ela o encara, franze a testa e cerra os punhos.

- Tá bom, desculpa. Desculpa! - Diz Davi, se afastando de Bel.

"Tudo bem, Yagami?" - Pergunta Maestro através do link biodigital.

"Não suporto mais esse cara, não sei como pude ficar tanto tempo com ele."

"Te entendo. Mas agora você precisa focar no nosso objetivo."

"Sim, eu sei, eu estou tentando deixar a mente limpa. Você tem certeza que será possível quebrar o controle?"

"Pelo que Thiago disse, eu suponho que seja alguma variação do RMC, você acessou o SaturNmini, certo? Tá tudo lá, centenas de milhares de terabytes de como quebrar os aplicativos de segurança da VNR."

"Pois é, por sorte o drone não danificou o Saturn quando invadiu o Thiago. Mas sei lá, Maestro, acho que eles devem ter feito um upgrade na Amanda e nos softwares, eles sabem o que eu posso fazer..."

"Sabem, mas não tem ideia de como seu poder evoluiu." - Maestro volta a atenção para o mundo físico por um segundo, então contacta Bel novamente: "Chegou a hora!"

A conexão mental se desfaz. O flymob negro de aspecto intimidador está flutuando bem na frente do grupo; um pouco menor que o Lobo do Deserto, a nave impressionada até mesmo Maestro.

- Que coisa é essa? - Indaga Marcela, se colocando de pé.

- É só mais um brinquedo da corporação. - Responde Bel.

Então uma rampa se abre na parte de baixo do Fantasma, como uma grande mandíbula. Novas luzes se acendem na fuselagem da nave, amarelas e fortes, elas iluminam a rampa e tudo ao redor. A luz verde, agora o grupo percebe, são reflexos no vidro da cabine.

Amanda desce à frente. A nova armadura, toda negra e com apenas alguns leds verdes, se parece com uma extensão do próprio Fantasma, ficando camuflada quando ela passa rente as placas de metal da nave. Atrás da Rainha de Fogo, o Coveiro, Jonas e Rat Bones se fazem notar; os três portam armas de última geração, nunca antes vistas. Ao final, dois agentes da VNR, também em armaduras negras, mas diferentes da que Amanda usa, terminam de descer a Rampa tomando posição na retaguarda, são os únicos que usam capacetes, que escondem completamente seus rostos.

- Estou aqui. Remova o vírus do Thiago que irei com você. - Diz Bel, altiva.

Os mercenários e os agentes apontam suas armas para Bel e os demais. Em resposta, Maestro e Davi sacam suas pistolas, mirando em Amanda.

- Olhá lá, chefe, um striker! - Diz Rat Bones entusiasmado.

- É! Podemos ficar com ele! - Responde Jonas, sorrindo.

- Amanda, remova o vírus. Agora! - Ordena Maestro.

A Rainha de Fogo encara o deletador com um pequeno sorriso nos lábios.

"Ela vai nos matar, Maestro!" - A tensão na voz de Bel ecoa na mente de Maestro.

"Samuel!" - Transmite Maestro.

As armas do Lobo giram em seus eixos mirando o Fantasma. O som agudo dos motores elétricos corta o ar por um segundo, e então os canos disparam sem parar contra o flymob negro.

- Railguns! Cuidado! - Vocifera Jonas se jogando no chão.

Amanda, Rat Bones e Yuri fazem o mesmo, mas os dois agentes corporados apontam para o Lobo e respondem ao fogo. Bel sai correndo e se junta a Marcela, as duas se jogam no chão ficando ao lado de Thiago.

Os projéteis das railguns não chegam até o alvo, eles se chocam contra um escudo de força invisível, produzindo círculos amarelos brilhantes em pleno ar com um som tilintoso.

Em um salto Amanda se coloca de pé e aponta seu rifle para Bel, porém, rápido como um felino, Maestro dispara contra ela, as balas recocheteiam na armadura, mas a fazem retroceder um pouco, então ele corre até ela, salta e gira o corpo no ar, produzindo um chute e acertando o rifle da oponente, a arma gira no ar.

Maestro não consegue manter o equilíbrio ao atingir o chão, e logo Amanda o acerta com um violento chute. Davi descarrega sua pistola contra o peito da Rainha de Fogo, mas incrivelmente rápida, ela corre e salta sobre Maestro, atingindo o rosto de Davi com um soco de direita. O impacto faz o jovem voar e bater no chão com violência.

- Eu poderia ter deixado alguns de vocês vivos, mas agora vou ter que matar todos! - Vocifera Amanda.

- Você não vai ter chance! - Grita Maestro, cuspindo sangue. - "Acaba com eles, Samuel!".

Enquanto uma das armas do Lobo continua atirando contra o Fantasma e mantendo os mercenários no chão, a outra muda seu ângulo, atingindo em cheio os dois agentes corporados; os corpos explodem em mil pedaços, espalhando fiações, engrenagens e placas de circuito por todo lado, então, rapidamente, a arma mira em Amanda e cospe fogo contra ela, que se esquiva no último segundo, mas as rajadas atingem seu braço, provocando um dano na couraça que flameja incandescente. Amanda se joga no chão com uma cambalhota, muito mais rápida que a mira de Samuel; um capacete se forma ao redor de sua cabeça, então ela pega seu rifle e dispara em passos largos na direção do Lobo, perseguida pelas rajadas de tiro que levantam uma cortina de terra atrás dela. Como uma lince, a Rainha de Fogo salta sobre a carcaça do striker, atingindo uma posição onde a metralhadora não pode mais acertá-la, um ponto cego.

- Desgraçada! - Grita Samuel.

Amanda se aproxima da cabine de comando, então começa a socar o vidro reforçado. No lado de dentro, Samuel arregala os olhos e pega sua escopeta.

Enquanto isso, entre o Lobo e o Fantasma, Thiago apresenta espasmos, Marcela pega em seu pulso e, assustada, sente a pulsação do jovem acelerar.

- Ela ativou o vírus! Ela vai matá-lo! - a loira fecha os olhos e encosta sua cabeça no peito do hacker. Bel acessa o sistema de Thiago, percebe o deadlock se conectando em várias áreas do cérebro do rapaz, fica ansiosa.

Maestro se levanta e então saca outra pistola, mira em Amanda, se conecta com Bel.

"Chegou a hora, Yagami! Vai!"

Então ele puxa o gatilho disparando sem parar. As balas explodem contra a couraça da Rainha de Fogo, fazendo-a perder o equilíbrio.

Bel fecha os olhos. Usando toda sua energia ela entra nos CND's de Rat Bones, Jonas e Yuri. Vê uma profusão de códigos binários e fluxos de informação multicoloridos. Um túnel de cristal se forma, onde, ao final, um pequeno sol atrai todo o volume de dados. Em instantes ela chega ao sol, então uma parede de linhas quadriculadas e vermelhas como brasa se levanta, bloqueando o acesso. "Um novo tipo de firewall corporativo ? Não interessa!" Ela força sua mente, imediatamente a parede se desmancha, mas outra surge em seu lugar, Bel repete o esforço e destrói a nova barreira. Uma dor que nunca sentiu antes emerge em sua cabeça, fazendo-a gemer, mas enfim está dentro dos sistemas dos mercenários, dos três ao mesmo tempo.

Em uma velocidade incomensurável ela percorre a tabela de alocação de programas; um pequeno aplicativo cujo o ícone é um besouro estilizado chama sua atenção. Ela o amplia, entrando no programa e examinando suas conexões bioneurais. Ele está ligado fisicamente ao Lóbulo Parietal. "Decodificar, agora!" Bel entra mais a fundo no algoritmo, encontrando, enfim, a marca registrada da VNR e a assinatura do programa: U-308_v1.45.72_RMC. "Achei! É ele, é um Remote Mind Control!"

"Acabou para você." Ela foca a mente mais uma vez, a dor aumenta, sua pulsação sobe; o código-fonte aparece diante de seus olhos, sente os músculos se contraírem e o coração acelerar, a dor agora é no corpo todo. Começa a alterar uma série de funções do programa, em um piscar de olhos, recompila o código. Agora os três U-308 nos CND's dos mercenários mudam para a versão 1.45.72b. Exausta, ela abre os olhos, dez segundos se passaram.

"Consegui!"

A munição de Maestro acabou. Amanda se levanta, sua armadura está chamuscada, soltando fumaça, mas com apenas algumas ranhuras. Ela mira em Maestro, mas, no momento em que vai puxar o gatilho, um alerta pisca em suas retinas: "Conexão perdida com o RMC!"

"O quê? Não pode ser!" - Amanda se assusta - "Yagami! Ela... Ela ganhou o controle do RMC? Mas como!?"

Desesperada, Amanda começa a enviar uma sequência de comandos para os CND's dos mercenários, ao mesmo tempo, busca o CND de Bel, sem sucesso. Então Maestro dá uma ordem:

"Samuel, cessar fogo!"

Imediatamente as armas do striker param de atirar.

- Bel, acerta a Amanda, rápido! - Grita Maestro. Ainda no chão, Bel faz um novo esforço.

- Que porra é essa? - Grita Rat Bones quando involuntariamente seu corpo se coloca de pé e ele mira em Amanda, olha para os lados e vê Yuri e Jonas fazendo mesmo.

As armas de última geração nas mãos dos contratados disparam certeiras; dois tiros acertam as pernas da Rainha de Fogo, um terceiro alveja o lado direito de seu peito. As balas atravessam a armadura e também a blindagem do Lobo, provocando um curto circuito e assustando Samuel lá dentro da cabine.

Yuri gargalha alto, Jonas olha para ele sem entender nada. Desnorteada, Amanda despenca e grita de dor enquanto o sangue jorra por entre os buracos em sua couraça.

- Chega, Bel! - Sinaliza Maestro, se aproximando da biocomputador.

Imediatamente os mercenários abaixam suas armas. Bel tenta se levantar mas não consegue. Thiago geme alto, Marcela olha para Maestro com extrema preocupação. Bel encara o deletador, sua expressão é feia:

"Está me custando muita energia... controlar os mercenários..."

- Tudo bem, fica deitada. Apenas mantenha o bloqueio, ok? Estamos quase acabando. Faça com que eles me sigam, você consegue?

- Sim. - Responde Bel com dificuldade.

Maestro corre na direção de Amanda, seguido pelos três homens controlados. Ele se aproxima da Rainha de Fogo, que está com a vizeira do capacete levantada, agonizando.

- Amanda, desative o deadlock e você viverá.

- Como esse cara tá controlando a gente? - Inquere Jonas, assustado.

- Não é ele, idiota, é a Bel! - Responde Yuri - A guria é um maldito EBC!

- EBC? Que droga é essa? Não interessa! Eu não disse, caras? Aqueles nojentos eram mesmo robôs, eu sabia! - Rat Bones ri desconcertado. Yuri olha feio para ele.

Marcela gesticula uma negativa para Maestro, que chega mais perto de Amanda.

- Então, o que vai ser? "Bel, aponta as armas para ela".

Os três homens, involuntariamente, miram suas armas na cabeça de ciborgue caída. Ela olha para os canos das armas, então fixa os olhos em Maestro.

- Está... Está feito.

- Agora remova o seu firewall! - Ordena o deletador

- O quê? Não, isso não estava...

- Remova!

Os mercenários entreolham-se, perplexos, então se aproximam de Amanda, encostando os canos das armas na cabeça dela.

- Pronto. - Diz a Rainha de Fogo, vencida.

Maestro sorri. Então ativa um bioprograma preparado por Thiago, localiza facilmente o sinal biodigital de Amanda. Logo está dentro do sistema dela. Lança o bioprograma, que s eperde dentro dos bancos de dados do CND da ciborgue, então envia um sinal de conclusão.

Maestro começa a se afastar. Deixando Amanda cercada pelos controlados.

- Marcela, como ele está ?

- A pulsação está normalizando! Vocês conseguiram!

Então o deletador corre até Davi, que começa a recobrar os sentidos. Samuel desce correndo pela rampa do Lobo e pega Bel com os braços, a carrega para dentro do striker e em seguida volta para ajudar Marcela a levar Thiago.

Maestro ajuda Davi a se levantar, então os dois seguem para o Lobo. Em instantes o grande striker liga seus motores, manobra e começa a se afastar do Fantasma. Dentro do Lobo,Davi vai para a cabine de controle, junto de Samuel. No compartimento dos passageiros, Bel está sentada em sua poltrona, extremamente cansada. Thiago, ao lado dela, continua desacordado mas sob os cuidados de Marcela. Maestro se aproxima de Bel que, ao vê-lo, sorri para ele.

- Yagami, você foi excelente. Pode terminar a conexão. Libere os mercenários. - Em seguida ele ativa p link com a Rainha de Fogo:

"Acabou, Amanda. Não tive tempo de colocar o deadlock no seu sistema, Bel não aguentaria manter o controle dos caçadores por muito, mas instalei um sinalizador em você, então, se por algum motivo sobreviver e tentar nos seguir, vamos saber. Adeus e boa sorte, Rainha de Fogo."

O Lobo do Deserto acelera, rapidamente sumindo na madrugada. Um espasmo ocorre simultaneamente nos três mercenários, que baixam as armas, mas, rapidamente as apontam novamente para Amanda.

- Caraca, estamos livres! - Comemora Rat Bones.

- Isso! Não acredito que aquele bosta do Maestro deixou a gente viver! - Complementa Jonas.

- E ela? O que vamos fazer com ela, chefe? - Diz Rat Bones olhando para o Coveiro.

Yuri produz um largo sorriso. Ele avança sobre Amanda e pisa com um dos pés no peito dela, exatamente em cima do buraco provocado pelo tiro, ela geme, ele faz força, criando uma nova sangradura. Amanda agoniza, os olhos de Yuri brilham.

- Rat, ela vai descobrir o que significa a palavra vingança.

https://www.facebook.com/engenhariareversalivro

IR PARA O PRIMEIRO CAPÍTULO
Para navegar entre os capítulos clique sobre os botões "anterior" e "próximo" disponíveis logos abaixo.

[Anterior] [Próximo]

André Luis Almeida Barreto
Aspirante a escritor, inquieto por natureza, ainda tenho vontade de mudar o mundo ou pelo menos colocar um monte de gente para pensar. Viciado em livros, games, idéias loucas e sempre procurando coisas que desafiem minha imaginação.

11 comentários:

  1. André!
    Fico só imaginando de onde tira tanta criatividade para escrever esse capítulos cheios de ação?!...
    "Estamos grampeados" foi ótimo...kkkkk
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rydy! Dá um trabalhão pensar nesses detalhes, rs, mas é bem legal!
      Muito obrigo e ótimas festas para você e família!

      Excluir
  2. Eita, agora a Rainha de fogo vai se dá mal nas mãos do Yuri, curiosa para saber como ela vai se sair dessa, se é que vai...
    Amei esse capítulo. Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Any. No próximo sai a conclusão dessa situação. Quero saber o que você vai achar...rs
      Abraços!

      Excluir
  3. Lembro-me que eu sempre acompanhava a bookserie, e adorava a história, mas como fiquei um tempão sem acompanhar os blogs, acabei desacompanhando esta bookserie, é bom ler um pouco da história, muito bom este capítulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Mariele. Tá quase no fim!

      Excluir
  4. Acho que já estou me tornando repetitiva, mas... Você tem muito talento! Devia mesmo postar em uma plataforma de leitura, é bem mais fácil de acompanhar. Aliás, os capítulos são mesmo cheios de ação e muito divertidos de acompanhar, é até engraçado ler os personagens falando um monte de palavrão.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Eduarda. Não sei se já falei, mas posto sim mo Wattpad, inclusive, estou te seguindo lá! Meu perfil: https://www.wattpad.com/user/AndreLuis1
      Abraços!

      Excluir
  5. Oi, André!!
    Estou enrolada nas minhas leituras mais tenho que ler essa história!! Espero começar ainda esse ano!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marta, não se preocupe! Poderá ler quando der! Ficará aqui para sempre!
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá....
    Que incrível.... Li apenas alguns trechos dessa booksérie... Mas ainda vou separar um tempo para lê-la na íntegra.... Parabéns pela criatividade!!!
    Abraços...

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo