acompanhe o blog
nas redes sociais

27.3.18

O Feitiço Azul, Vol. 3 - Série Bloodlines [Richelle Mead]

Ed. Seguinte, 2014 - 400 páginas
- "A atual missão da alquimista Sydney Sage fez com que ela revisse seus conceitos não só sobre os vampiros, mas também sobre a própria organização à qual pertence, responsável por esconder a existência dessas criaturas do resto da humanidade. Sydney acabou descobrindo um grupo dissidente que tinha muito em comum com os alquimistas, mas objetivos bem mais radicais. Certa de que seus superiores estão guardando segredos sobre essa facção paralela, ela contará com a ajuda do misterioso ex-alquimista Marcus Finch para tentar desvendá-los. Mas isso só será possível se ela conseguir escapar de uma ameaça ainda mais urgente: uma feiticeira cruel que suga a alma de jovens usuárias de magia. Enquanto isso, a garota luta contra os sentimentos cada vez mais fortes pelo rebelde vampiro Adrian Ivashkov. Há tabus e preconceitos milenares arraigados entre as duas raças, que representam um obstáculo enorme para esse relacionamento."

Onde comprar:

Quando Sydney foi obrigada a conviver diariamente com vampiros em uma missão, ela nunca imaginou que poucos meses depois estaria aos beijos com um deles. Quando sua professora de história revelou ser na verdade uma bruxa, ela não sentiu nada além de repúdio à magia, e hoje se via rodeada por feitiços e amuletos para sua proteção.

A série Bloodlines gira em torno de Sydney Sage, que vinha de uma linhagem de alquimistas, grupo que tinha aversão a qualquer moroi, strigou ou dampiro. Apesar de toda a repulsão, a tarefa deles era proteger a raça humana de tais criaturas e preservar o mundo de descobrir que as histórias vampirescas tinham seu cunho de verdade.

A sua atual missão era proteger a todo custo Jill Dragomir, princesa Moroi e a única parenta viva da rainha de toda aquela sociedade secreta que corria um perigo enorme. Sua tarefa em si já era difícil, mas tudo o que veio a seguir nunca teria passado pela cabeça de Sydney. Este é o terceiro livro da série, e, como de costume, apresentou uma evolução clara em questão de enredo e desenvolvimento. O universo de Bloodlines continua bem pensado e escrito, o que não deixa a trama cliché e monótona como costumam ser os livros de vampiros. A escrita de Richelle Mead continua simples, porém ainda inteligente, não deixando a leitura monótona ou arrastada como em alguns livros que, de tão detalhadas e complexas, deixam o leitor entediado.

As principais questões abordadas no livro são a magia e a relação de Sydney com Adrian. Agora fica cada vez mais difícil sua protagonista negar a magia e seu amor por um vampiro, ainda mais quando se privar de tais coisas pode resultar em sua morte, visto que agora ela é ameaçada por uma poderosa bruxa.

Sydney vai contra tudo que lhe foi ensinado, luta contra os pensamentos pregados na sua mente desde a infância e finalmente tenta se desprender dos alquimistas, que já não eram um grupo tão justo e bem motivado assim.

Resumindo, O Feitiço Azul é mais um ótimo livro, superando até mesmo Academia de Vampiros, sua saga de origem. Uma leitura leve, rápida e interessante, que o deixa preso aos pensamentos de sua protagonista e deixa qualquer um ainda mais ansioso para os próximos conflitos de Sydney.

Clique na capa para ler a resenha do livro anterior:



Samuel Teixeira de Almeida
16 anos, capricorniano, apaixonado por livros desde que se possa imaginar. Vive a base de boas sagas, músicas e séries de TV. Viciado em Divergente e da facção da Franqueza. Eventualmente se arrisca em tentar escrever resenhas e as compartilha na internet.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

17 comentários em "O Feitiço Azul, Vol. 3 - Série Bloodlines [Richelle Mead]"

  1. Olá!
    Já li quase todas resenha da serie, e sabe, eu estou muito curiosa por ler. Cada livro tem uma aventura e mas historia por em enrolar. Tenho uma curiosidade em ler, ainda mas que envolve vampiros, ultimamente quero muito livros que tenha vampiros.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  2. Oi, Samuel.

    Bom, juntamente com a mudança de pensamentos em relação aos vampiros, e também à descoberta de sua magia, veio talvez, uma das consequências disso, mesmo que isso não tenha relação com os alquimistas.

    Acredito que a partir daí, ela vai se ver mais envolvida por todo esse universo vampiresco e então, se entregar ao amor por um vampiro.

    ResponderExcluir
  3. Bem, confesso que nunca li nenhum livro da saga Academia, mas claro que já vi e li alguma coisa sobre esse "puxadinho" da série.
    Há tempos não leio nada sobre vampiros, magia e como amo o gênero, adorei o que li acima. Pois parece que todos os livros trazem não só as relações,mas essa convivência nada amistosa entre os seres.
    Vão para a lista de desejados e espero poder conferir.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. A resenha foi muito bem feita,mas não gosto de alquimia nem vampiros e fantasia em livros,ainda não consegui assistir ou ler nada que me fizesse acreditar em vampiros, só sinto nojo imaginando alguém bebendo sangue de rato ou de gente,eca,kkk

    ResponderExcluir
  5. Oi Samuel!
    Sempre ouvi flar mto bem da saga Academia de Vampiros, tenho mta vontade de ler e conhecer a escrita da autora tbm que me flaram ser ótima, esses ainda não conhecia, vou anotar nos desejados e torcer pra que venha uma oportunidade em breve.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Parece que a Sydney vai ficar bem confusa nesse livro, ter que rever tudo aquilo que ela acreditava, agora que ela está apaixonada e com todas essas intrigas e reviravoltas acontecendo.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Samuel!
    A cada resenha sua que leio sobre os livros da série Bloodlines fico mais e mais interessada em acompanhar as aventuras de Sydney, sério, eu não vejo a hora de ler essa série!...
    Não curto escritas detalhadas e complexas, então é bom saber que a escrita da Richelle Mead não é assim, prefiro mil vezes uma escrita simples mas inteligente.
    Enfim, valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Samuel!
    Li alguns livros da Academia dos vampiros, entretanto essa série não li nenhum ainda e gosto demais do tema que envolve vampiros sedutores e outras criaturas fantásticas,
    A autora pelo visto é bem criativa mesmo.
    “Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!” (Desconhecido)
    BOA PÁSCOA!
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  9. Não li nem essa série nem a série de origem, Academia de Vampiros, mas tô bem curiosa, adoro a escrita da Richelle Mead.
    Adoro histórias com vampiros gente, não tem como eu negar esse fato, é minha criatura sobrenatural favorita. Adorei que nessa série essa criatura está presente hahahah e se envolve com a mocinha.

    ResponderExcluir
  10. Oi Samuel.
    Como comentei na resenha anterior, eu li apenas 5 dos 6 livros da série academia de vampiros, por isso não vi muito sentido em embarcar nessa série, mas confesso que estou bem ansiosa para conhecer a trajetória dessa personagem, eu adorei ela na série anterior e tenho certeza que vou gostar aqui também.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li essa série mas fico feliz em saber que o Adrian encontrou alguém que gosta dele sempre torci para que ele fosse feliz, não posso comentar muito sobre a história pois como ainda não li os anteriores não tenho uma opinião concreta formada.

    ResponderExcluir
  12. Li esse livro e gostei, a personagem passa por maus momentos por causa dessa bruxa que aparece, isso deixou a trama mais interessante e com uma certa ação. Gostei também porque foca mais na relação dela com o Adrian, torço muito pelos dois.

    ResponderExcluir
  13. Oi Samuel,
    Curto fantasia e gostaria de ler algo da Richelle Mead.
    Hum, a saga de origem é Academia de Vampiros,não acompanhei por isso acho que ficaria um pouco perdida na Bloodlines, mas achei interessante a linhagem de alquimistas, mesmo sem entender totalmente como essa sociedade é estruturada.

    ResponderExcluir
  14. Oi Samuel fico feliz que você tenha gostado do livro eu tenho altas vontades em começar a ler essa série mas eu não me lembro porque quando eu comecei a ler a primeira vez eu acabei abandonando a leitura mas não foi porque o livro era ruim porque isso não era eu li as poucas as primeiras páginas mas já tinha ficado instigada na leitura e pretendo sim ler ela em breve de novo

    ResponderExcluir
  15. Oi, Samuel!
    Fiquei bem curiosa em relação a essa série Bloodlines!! Adoro livros de vampiros e infelizmente ainda não li nada da Richelle Mead!
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Gostei muito desse livro, com certeza a leitura dele não fica monótona, pois a cada momento a autora vai nos fazendo novas revelações e vai abrindo novas perguntas e quando esse elemento recua um pouco ela utiliza nos personagens e suas interações, gosto muito da escrita da Richelle e como ela consegue falar de um tema tão comum de uma forma diferente !!

    ResponderExcluir
  17. Que bacana que a série só está melhorando e crescendo! Não costumo ler séries, mas quando leio a continuação de alguma trilogia eu fico bem feliz por continuar com aquele gostinho de que está tudo lindo como sempre foi, mas que também está só melhorando. Ficou um pouco confuso, mas é o que eu gosto de sentir. Além de ter esses momentos de ação e tesão na história com a protagonista tentando se desprender de algo que ela vive há um tempo, tentar se livrar dessa bruxa, ainda tem romance, né? E pelo o que parece não existe aquele triangulo amoroso chato. Como eu disse, não costumo ler sobrenatural, mas essa série parece ser boa mesmo.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir