acompanhe o blog
nas redes sociais

12.6.18

Nada Escapa a Lady Whistledown [Julia Quinn, Karen Hawkins, Suzanne Enoch, Mia Ryan]

Ed. Arqueiro, 2018 - 320 páginas
- "Em Nada escapa a lady Whistledown , a cronista eternizada por Julia Quinn continua a revelar os acontecimentos mais apimentados da temporada londrina. Suas colunas são o fio condutor das quatro histórias que formam esta encantadora e divertida coletânea.
Há tanto a ser dito sobre o baile oferecido por lady Trowbridge, em Hampstead, que esta autora não teria como contar tudo em só uma coluna...
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1813."

Onde comprar:

Desta vez não foi acometida de nenhuma surpresa, já sabia que se tratava de um livro de contos, interligados através do olhar perspicaz da nossa querida Lady Whistledown, onde nada lhe escapa, e dessa vez, os acontecimentos se entrelaçam no baile do Dia de São Valentim, oferecido por lady Trowbridge.

Como no primeiro livro, os quatro contos se passam no mesmo tempo e lugar comum, onde os personagens se cruzam nas histórias, como se fosse uma só trama, tornando a leitura bem dinâmica e mais divertida, você nem vai perceber que o livro terminou.

Um Amor Verdadeiro de Suzanne Enoch é o primeiro conto do livro, sendo responsável por ambientar o leitor nesta nova história. Lady Anne Bishop é uma bela moça que está prometida em casamento desde os 3 anos de idade, mas em dezenove anos nunca viu nem recebeu nenhuma carta de seu prometido. Imagine sua surpresa quando uma tarde o mordomo anuncia que seu "prometido" está na sala principal, e deseja vê-la, assim, sem mais nem menos, sem nenhum aviso prévio que estaria vindo fazer-lhe a corte.

"Lady Anne ficou parada, as mãos alisando o pesado vestido cor de lavanda.
- Assim, de repente? O senhor aparece depois de dezenove anos e... do nada... vamos nos casar e ir morar no meio do mato?"

Karen Hawkins nos surpreende em Dois Corações com personagens mais maduros, o que não é tão usual em romances de época. Liza Pritchard já está com 31 anos, é uma mulher independente e pragmática, mas decidiu que era hora de se casar e ter filhos. Só então seu melhor amigo e confidente, Royce Pemberley, um solteirão convicto, com 39 anos, percebe o quanto a moça lhe é importante e vai tentar de tudo para dissuadi-la desta ideia. Este foi o conto que mais gostei, principalmente porque me fez dar muitas risadas.

"- Desculpe-me se pareço um pouco nervoso, mas eu... Sir Royce, gostaria de lhe falar sobre a Srta. Pritchard. Ela o considera parte da família. Quase um pai.
Royce engasgou, o champanhe descendo pela garganta e subindo pelo nariz ao mesmo tempo."


Uma Dúzia de Beijos de Mia Ryan é o menor dos contos, a trama se desenrola muito rapidamente, quase não dando muito tempo para saboreá-la (eu percebi que gosto muito do estilo da autora). Lady Caroline Starling e sua mãe foram despejadas de casa pelo novo Marquês de Darington, que herdou a propriedade após a morte de seu pai. Elas tiveram pouquíssimo tempo para desocupar Ivy Park, lar da família por muitas décadas. Caroline vê-se então obrigada a se casar com o Conde de Pellering, mesmo não amando-o. Até que o destino cruza seu caminho o infame Marquês de Darington, responsável por todo o seu sofrimento. E ela descobre que o grosseiro e horrível homem é o "Lord Deslumbrante" pelo qual se encantou noite passada no teatro.

"Mas, é claro, era só porque lord Darington era um grosseirão. Foi exatamente por isso que seu coração palpitou e ela se sentiu zonza."

Enfim, Julia Quinn mais uma vez nos encanta em Trinta e Seis Cartões de Amor. Susannah Ballister de repente viu sua pacata vida mudar quando o honorável Clive Mann-Formsby, irmão do Conde de Renminster caiu de encantos por ela, e durante todo o verão ela se tornou a moça mais badalada de Londres, até que Clive, após uma temporada cortejando-a publicamente, anuncia o noivado, com outra. Susannah foi do céu ao inferno e a sociedade riu pelas suas costas, afinal como ela ousava imaginar que poderia receber uma proposta de casamento do irmão de um conde? Foi quando num baile esbarra com o próprio Conde de Renminster, que sentindo-se um pouco culpado pela tristeza da jovem, tira-a para dançar.

"Ainda não conseguia acreditar que o enfrentara. Clive sempre se referia a ele como "o velho", e diversas vezes o chamara de enfadonho, arrogante, presunçoso e irritante. Susannah tinha pavor do conde. Clive certamente não o fizera parecer muito acessível."

As quatro autoras são bem afinadas, quase não dá para notar as diferenças de estilo, de qualquer forma, a sutil diferença só deixa o livro ainda mais saboroso. É um prato feito para as amantes do gênero. Eu particularmente só li livros solos da Julia Quinn, pois é a mais publicada aqui no Brasil, entretanto já estão sendo lançados livros de Suzanne Enoch e quero muito ler também.

Nada Escapa a Lady Whistledown é, sem dúvida alguma, um ótimo entretenimento.

Clique na capa para ler a resenha do livro anterior:



Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

Cortesia da Editora Arqueiro
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

14 comentários em "Nada Escapa a Lady Whistledown [Julia Quinn, Karen Hawkins, Suzanne Enoch, Mia Ryan]"

  1. Oi, Gi
    Eu confesso que livros com contos não me chamam muito atenção, prefiro ler um conto separado que tem uma história independente, mas como é da Julia que estamos falando, eu quero muito conhecer esses quatro contos, ainda mais desse livro por causa da temática ser patinação no gelo, algo que eu sempre imaginei como seria no séc. XIX.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gisela.

    Cada conto parece ter um toque especial, seja referente aos personagens ou pelo enredo.

    Especialmente em "Dois Corações", onde a autora nos entrega um romance bem mais prático e singelo. E, em "Uma Dúzia de Beijos", onde o inimaginável pode surgir e acontecer.

    Enfim, já quero ler!

    ResponderExcluir
  3. Oi Gisela,
    Como ainda não li todos os livros da série Os Bridgertons ainda não sei a identidade Lady Whistledown, mas adoro a ideia de um livro onde ela vem a ser a narradora dos acontecimentos. Geralmente não me animo muito a ler contos, mas gosto da premissa dos propostos neste livro. De cara o que mais me interessei foi Dois corações, justamente por trazer uma protagonista mais velha, o que difere muito do que, normalmente, nos é apresentado em romance de época.

    ResponderExcluir
  4. Amo de paixão essa série! Julia Quinn virou a minha escritora de romance de época favorita... É impossível não se apaixonar pelos Bridgertons! Daphne e Simon são muito lindos e tem uma química perfeita.

    ResponderExcluir
  5. A afinidade entre elas foi o que chamou a atenção no primeiro livro, ver personagens passeando entre as histórias foi muito bom e só não gostei mais porque quando eu tava bem curtindo a história ela acabava rsr. Contos não me agradam tanto mas quero sim ler mais esse livro com essas autoras maravilhosas <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Gisela,
    Eu não gosto muito de ler livros de contos, acabo me decepcionando com alguns deles, mas fiquei com vontade de ler esse. Gosto muito dos livros da Julia, então fiquei bem empolgada.

    ResponderExcluir
  7. Amo a Julia e amo esse livro, senti tanta falta da Lady Whistledown quando a julia revelou quem ela era e a personagem se aposentou. Pra todo mundo que se sentiu órfão da maior fofoqueira de Londres esse livro foi genial, juntando novas autoras e novas histórias e podendo matar um pouco a saudade das crônicas da lady <3

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada por contos e é tão gostoso ver que o primeiro livro deu tão certo que fizeram um segundo né?
    Essa "mania" gostosa dos romances de época terem voltado com tudo, tem trazido e apresentado grandes autoras. Julia é fabulosa, mas tem outras mulheres também maravilhosas escrevendo e isso é engrandecedor a nós, leitores.
    O livro já está na listinha de desejados e espero ler o quanto antes.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Olá! As histórias que mais chamaram minha atenção foram Uma dúzia de beijos e 36 cartões de amor, é tão bom poder ler esses contos mais leves e divertidos, também quero muito ter a oportunidade de ler um livro dessas outras autoras, por enquanto li apenas da JQ.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Gisela!
    Pelos seus comentários acredito que irei gostar mais do conto Dois Corações da Karen Hawkins, gosto de histórias com personagens mais maduros, e que provocam risadas do leitor, estou tentando imaginar essa cena do champanhe subindo pelo nariz, tenho a impressão que deve ser hilária!
    Enfim, não vejo a hora de ler Nada Escapa a Lady Whistledown! Ótima dica, abraços!

    ResponderExcluir
  11. Gi!
    Não tem como não gostar dos livros da Julia.
    Bom ver que ela trouxe uma personagem de outro livro e contou histórias que ela estava envolvida.
    Claro que quero poder ler.
    “Sou uma só. (...) Sou um ser. E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa. Dói só no começo.” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Gi!!
    Nossa adorei saber um pouco sobre os quatro contos do livro!! Gosto muito de romance de época e estou louca para ler esses livros da Lady Whistledown!! E que capa linda é essa!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi Gi!
    Mais um livro da autora que estou namorando e que anotei na listinha dos desejados, ainda não li nenhuma obra dela, fico cada vez mais curiosa em conhecer a escrita.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nada da Julia Quinn. Acho maravilhoso aproveitar todo seu sucesso para fazer esse livro com contos nos trazendo também a escrita de outras autoras maravilhosas. A ideia é incrível e fiquei curioso para ler esse livro e também o anterior.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir