acompanhe o blog
nas redes sociais

29.11.19

[Bookserie] Engenharia Reversa: Parte XLVIII - A Agulha e a Bomba


Engenharia Reversa

Parte XLVIII - A Agulha e a Bomba

Sentindo os sistemas de sua nova armadura, Bel move-se agilmente por entre os carros espalhados pela rua. Os veículos foram posicionados para retardar os invasores, porém, também são facilmente vencidos pelos robôs de combate, que seguem logo atrás da bio-computador com suas armas em riste e seus sensores antenados, buscando por inimigos em todas as direções.

- Alerta de proximidade - grita o robô com os sensores mais potentes, levando seus companheiros a checarem seus mapas digitais. A tropa vê uma imensa quantidade de pontos vermelhos chegando cada vez mais perto.

O robô mais encorpado, que possui duas cabeças, e que segue a frente dos outros dois, envia um comando para seus companheiros. Imediatamente, barras de metal saem dos corpos dos soldados e fixam-se no chão, seus troncos são flexionados para frente, e canhões surgem em suas costas. Agora, os dois robôs de combate se assemelham a peças de artilharia.

- Configuração de combate ativada - dizem em sincronia.

Os braços do robô de duas cabeças giram, e em cada um deles surgem dois pares de armas laser. Então, ele centraliza sua visão em Bel:

- Agente Yagami, um grande contingente de inimigos está se aproximando pela vanguarda. Você está em nossa linha de tiro, retroceda para nossa retaguarda imediatamente.

Calmamente, Bel fica de pé, vira-se para o comandante, e começa a caminhar em sua direção.

- Eu também os detectei, UCD 357. Mulheres e homens desesperados carregando armas enferrujadas do tempo da revolução. Não são uma ameaça.

O robô de comando ajusta suas quatro lentes oculares, surpreendido.

- Agente Yagami, saia da frente. Você tem dez segundos.

Os canhões dos outros dois robôs começam a emitir um brilho vermelho em seus interiores. UCD 357, irritado, aponta suas armas para Bel, mas ela não se intimida e começa a correr na direção do imenso robô de comando.

- Vera Lúcia Lorentz, é esse o nome da sua esposa, não é

UCD 357 não responde, ao invés, prefere disparar seus quatro canhões laser. Um campo de energia azulado, em forma de círculo, surge na frente de Bel e absorve o impacto de três das quatro rajadas de luz, porém, a quarta penetra o escudo e cruza o ombro direito da armadura de Yagami, dilacerando o metal reforçado e atravessando a carne sintética. O braço direito de Bel atinge o chão, suas veias expostas começam a formar uma poça de sangue azul.

O escudo de energia desaparece no ar, a bio-computador energiza suas pernas, e salta, erguendo-se a três metros de altura e ficando cara-a-cara com UCD 357. Ela flexiona o braço esquerdo, como se fosse desferir um soco, e uma agulha fina e prateada surge de seu punho fechado.

- Prepare-se para encontrar sua esposa, Wilson Luis Lorentz.

Bel desfere um golpe certeiro contra um dos rostos do encorpado robô. Seu punho acerta uma lente, mas é contido pelo metal do rosto, o que faz com que seus tendões do braço se rompam, provocando uma dor terrível, todavia, a agulha prateada atravessa a lente ocular e segue pela cavidade interna, até encontrar uma camada de fibra de carbono. A agulha rompe facilmente a camada e, em milésimos de segundos, atinge o potente cérebro positrônico do robô.

Todos os processadores no corpo sintético de Bel Yagami superaquecem, suas memórias derretem, seu coração artificial para de bater, e uma imensa carga de dados flui através da agulha prateada invadindo a mente cibernética de UCD 357. O robô tenta desesperadamente agarrar Bel, mas subitamente ele para de se mover; suas antenas apontam para o céu, e logo em seguida, os outros dois robôs desfazem a configuração de combate e fazem o mesmo.

Acima deles, a cem metros do solo, três pequenas bombas descem vertiginosas sobre Vila Dourada. Os robôs conseguem vê-las, e dentro de seus corpos, suas consciências humanas entram em desespero, pois não conseguem mais controlar a máquina.

A cinquenta metros, as bombas explodem, produzindo uma descomunal bola de fogo que engole a cidade e a tudo dentro dela. O brilho é tão intenso que chega a ofuscar o Sol por um momento. Quando a explosão se dissipa, uma onda de choque varre toda a região periférica, destruindo fazendas, plantações e as poucas árvores. No lugar da explosão, surge um imenso cogumelo de cinzas, que atinge mais de dois mil metros de altura.

Fora da cidade, o Exército Brasiliano é atingindo pela onda de choque, contudo, suas armaduras reforçadas resistem a ela sem maiores problemas. Centenas de batalhões olham para o cogumelo e, a frente deles, um imenso robô aracnídeo avança na direção da desolação. Ela ativa seus sensores, conecta-se a todos os outros, e inicia um processo de varredura eletrônica. Após muitos minutos, compila uma imensa massa de dados e finalmente recolhe os sensores. Então, tomada de alegria, abre um canal de comunicação criptografado:

- Senhor, ordem executada. Vila Dourada foi reduzida a pó. Bel Yagami está morta. Infelizmente, perdemos três bons soldados. Estou enviando o relatório agora mesmo.

A quilômetros dali, na fronteira da República de São Paulo, o Marechal exibe um largo sorriso.

- Meus parabéns, general Soraya. Sentirei falta de Yagami, ela era, peculiar. Entretanto, precisamos eliminar todos os riscos, como você bem sabe. Agora é só proceder como o planejado. Delta não vai oferecer resistência, são covardes que vendem mentiras, não são guerreiros. Mas, se eles ousarem levantar a voz, mate muitos para mostrar do que somos capazes.

Soraya retrocede, olha para suas tropas, então volta a falar:

- Senhor, se me permite a pergunta...

- Claro! Prossiga, general.

- Por que o capitão Daniel ainda vive?

Do outro lado da linha, o sorriso desaparece dos lábios do Marechal.

Abruptamente, o canal de comunicação é fechado.

https://www.facebook.com/engenhariareversalivro

IR PARA O PRIMEIRO CAPÍTULO

Para navegar entre os capítulos clique sobre os botões "Anterior" e "Próximo" disponíveis logos abaixo.

[Anterior] [Próximo]

comentários pelo facebook:

26 comentários em "[Bookserie] Engenharia Reversa: Parte XLVIII - A Agulha e a Bomba"

  1. Que saudades em estava dessa história!!!! E que capítulo foi esse?!?
    Meu sonho é ver esse livro em formato físico.

    ResponderExcluir
  2. Soraya se mostrando ainda mais!!!! Tive que dar uma espiada no penúltimo capítulo para dar uma refrescada na memória, mas creio que o melhor esteja chegando!
    Os motivos para que Daniel ainda continue vivo serão desvendados e espero mais ação(só um pressentimento)
    Amei!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Angela! Acho que seu pressentimento está certo! Beijo

      Excluir
  3. Olá André!
    Nessa nova parte da booksérie o que não faltou foi ação. Fiquei sem fôlego com as cenas de Bel, e apreensivo também pelo que aparentemente aconteceu com a personagem.
    E o que dizer desse cogumelo gigante que apareceu depois da explosão? Achei exótico, extravagante e estranho hahahaha.
    O último diálogo entre Soraya e o Marechal também foi bastante impactante, e quero só ver o que desfez o sorriso do personagem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      Maneiro que você curtiu, Alison! Fortes emoções vindo por aí! Beijo.

      Excluir
  4. Acho que vem mais reviravoltas por aí hein, agora é aguardar os próximos capítulos para saber o que vai acontecer.

    ResponderExcluir
  5. André!
    Gostei muito da ideia dos robôs com alma humana.
    E bombas, lutas, ação até umas horas, bem dinâmico.
    Como sempre criativo.
    E agora como será?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Rudy. Antes, eles eram parte da população do... Brasil! Muito obrigado! Abraços!

      Excluir
  6. Olá! Acontece sempre tantas coisas no capítulo, que é impossível não ficar curiosa para conferir o próximo, o que será que vai acontecer com o Marechal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguma coisa vai, certeza! Valeu, Elizete! Abraço!

      Excluir
  7. Fico imaginando como será ainda mais empolgante quando essa história estiver completa; é um capítulo melhor do que o outro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, André! ♡ Nossa, a cada capítulo eu fico mais empolgada com a história, estou adorando acompanhar os capítulos ♡ Parabéns pela criatividade, esse livro é maravilhoso ♡
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  9. Olá André!
    Como perdi alguns capítulos estou sem saber se Bel é do bem ou do mal, e algo me diz que ela não está morta. O fato do Marechal ainda deixar Daniel vivo e se recusar a falar sobre isso também me deixou bem curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Aconteceu bastante coisa antes, e agora estamos chegando no final. Em breve você vai descobrir, rs. Beijo

      Excluir
  10. Cheguei a pouco tempo no blog, então não sei o que aconteceu anteriormente no livro.
    Não sou muito adepta de livros desse gênero, mas vou continuar acompanhando aqui no blog e ver se gosto da história.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nossa, faz um bom tempo que não lia um capitulo dessa serie, estou bastante curiosa para saber o que verá a seguir. Amei o capitulo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  12. Oi, André!
    Mas um capitulo interessante e cheio de ação!! Gostei bastante do capitulo!! Espero ansiosa para ver a continuação.
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Oiii ❤ Parabéns por mais um capítulo postado!
    Ainda não consegui ler todos os capítulos que preciso para ficar em dia com a história, mas vou ir lendo aos poucos.
    Estou gostando bastante do livro, cada capítulo deixa aquele quê de curiosidade sobre o próximo.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  14. Olá, André
    E mais uma vez estou super curiosa para o próximo capítulo!
    Nossa que batalha hein, será que vamos descobrir porque Daniel está vivo?
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, André
    Achei esse capítulo bem mais fluído com muita ação/emoção e interessantíssimo, como sempre!
    Adoro sua escrita!
    bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir