acompanhe o blog
nas redes sociais

16.12.19

Alguém para Amar, Vol. 03 - Série Sequels [Judith McNaught]

Alguém para Amar
Cortesia do Grupo Editorial Record

Não sei se é possível, mas gostei deste livro ainda mais do que dos anteriores desta série. Gosto muito da escrita de Judith McNaught e quando ela cria dois personagens que te cativam, consegue ficar melhor ainda. Também queria agradecer a editora Bertrand Brasil por estar republicando os livros da autora e espero que não pare por aqui.

Alguém para Amar é o terceiro e último volume da série Sequels, tem uma pequena ligação com o segundo volume, mas nada que impeça de ser lido separadamente.

Judith McNaught
Título: Alguém para Amar
Autor: Judith McNaught
Tradutor: Vitória Regina P. Mantovani
Série: Sequels
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Romance de Época
Páginas: 518
Edição:
Ano: 2019
Favorito
Onde comprar: Amazon

Lady Elizabeth Cameron é dona de uma beleza deslumbrante, quando debutou em Londres aos dezessete anos, fez um tremendo sucesso, chegando a receber quinze pedidos de casamento. E era muito importante para Elizabeth se casar com alguém rico, pois depois da morte de seu pai, ela e seu meio-irmão, Robert, ficaram praticamente na pobreza e para manter seu legado, o castelo de Havenhurst, a única solução seria um casamento vantajoso.

Infelizmente, apesar de todo o sucesso que fez na sua primeira temporada, nada deu certo para Elizabeth, ela foi o centro de um escândalo (os motivos vocês vão descobrir lendo o livro) e seu irmão acabou fugindo dos credores e ela ficou sozinha para cuidar da propriedade de sua família, tendo como seus únicos amigos os antigos empregados que conseguiu manter. Agora, com dezenove anos, é uma espécie de pária da sociedade, mas seu odioso tio resolve casa-la de qualquer maneira. Então envia 15 cartas para os seus 15 ex-pretendentes, propondo-lhes a mão da menina. Doze deles enviaram respostas imediatas, declinando a oferta, somente três sentiram-se interessados.

Quando descobre o que seu tio fez, Elizabeth quase morre de vergonha, entretanto resolve encarar o problema, indo visitar seus "pretendentes" para faze-los desistir, convencendo-os que não "combinavam". Elizabeth só não entendeu porque Ian Thornton respondeu ao seu tio, já que este odioso homem nunca desejou casar-se com ela. Na verdade, Ian não respondeu a carta de seu tio, ele mandou seu secretário não responde-la, contudo o desajeitado acabou derrubando todas as cartas no chão, embolando-as, indo parar na mão do tio de Elizabeth uma resposta destinada a outra pessoa.

“Isto aqui - disse Ian, brevemente - foi enviado para mim por engano ou por zombaria. Em todo caso, é de um mau gosto excruciante.”

Judith McNaught me surpreendeu criando um personagem masculino fora dos seus padrões (normalmente ficamos com vontade de soca-los diante de algumas atitudes arrogantes), ela aqui nos apresenta Ian Thornton, não que ele não seja arrogante algumas vezes, contudo quando o faz é por um mecanismo de defesa contra a insuportável aristocracia inglesa, que acredita estar acima dos meros mortais, muitas vezes humilhando aqueles que não fazem parte de seu meio.

Sendo o pai de Ian Thornton filho de um duque, que foi deserdado quando largou tudo para se casar por amor com sua mãe, filha de um aldeão escocês, ele cresceu sabendo que precisava abrir seus próprios caminhos no mundo, e assim ele o fez, teve sucesso e tornou-se um homem com poder e riqueza.

Se tive vontade de socar alguém neste livro foi a Elizabeth, que mesmo sendo uma menina muito inteligente, muitas vezes foi ingênua demais, fazendo com que em alguns momentos, tomasse as piores decisões.

“Disse a si mesma que não se importava com ele, não podia importar-se. Tinha suas obrigações para com Robert e Havenhurst, que sempre viriam em primeiro lugar. Apesar do que Ian achava, não podia unir seu futuro ao de um jogador imprudente, mesmo que fosse o escocês mais atraente que já existira - e talvez o mais gentil.”

Neste livro encontramos novamente Alexandra Lawrence, de Algo Maravilhoso, segundo volume da série, pois ela é amiga de infância de Elizabeth, e a única pessoa que tenta ajuda-la. A autora também menciona Clayton Westmoreland, que na ocasião, ainda estava solteiro.

Os personagens secundários são apaixonantes e trazem o humor para dentro da história, tornando-a perfeita. Enfim, Judith McNaught, em Alguém para Amar faz você rir, chorar, ficar brava, torcer e se apaixonar, tudo em um só romance.

Se você quiser conhecer um pouco sobre os livros anteriores desta série, clique nas capas para ler as resenhas:


comentários pelo facebook:

18 comentários em "Alguém para Amar, Vol. 03 - Série Sequels [Judith McNaught]"

  1. Mesmo conhecendo muito pouco das letras da autora, não vejo a hora de poder iniciar esta série dela. As capas por si só já são lindíssimas e adorei saber que neste terceiro livro, a autora trouxe não somente uma mulher forte e determinada, mas também um homem bem diferente dos brutos rudes de quase todos os livros de romance de época.
    Mudar faz bem!!!Ainda mais quando a mudança é super positiva!
    Quero demais poder conferir todos!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh! Giii!!! Tenho sentimentos contraditórios em relação a Judith. Ao mesmo tempo que quero muito ler, tenho ressalvas em relação aos mocinhos e suas atitudes.
    Ainda não me decidi se darei ou não uma chance a série Sequels, mas a resenha de hoje ms deixou muita vontade de ler

    ResponderExcluir
  3. Tenho muita vontade de ler essa série da Judith, mas acabo sentindo um receio porque as opiniões são bem divididas.
    Há alguns pontos que podem me incomodar, mas sinto que a escrita dela é diferente de tudo o que já li - ainda mais se tratando de romance de época.
    Vou tentar dar uma chance.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gi!
    Fico fascinada quando uma autora de romances consegue trazer algo inovador como ela fez nesse exeplar, trazendo um protagonista fora dos padrões anteriores, já gostei por aí.
    E saber que o livro termina a trilogia em grande estilo, é outro incentivador para poder ler os livros da autora.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Olá Gisela!
    Estou doida pra ler algo da Judith e conhecer sua escrita. Com certeza a atitude de Ian chama a atenção, geralmente os mocinhos são libertinos com L maiúsculo e se orgulham disso. Fiquei muito curiosa para saber o que aconteceu para Elizabeth para sua reputação ter caído tão drasticamente. Outra vantagem é que essa é uma série curta, que pode ser lida rapidamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá! Eita que eu preciso reler esse livro urgentemente, como já disse outras vezes, meu amor pela escrita da Juju é antigo (é dela meu livro favorito da VIDA), não consigo me lembrar bem de todos os detalhes dessa história, mas pela sua resenha não tenho dúvidas que é maravilhosa, pois eu a li em uma madrugada (isso eu lembro), e iam acontecendo tantas coisas que eu não conseguia parar, acho essas capas lindas demais, e também estou na torcida para que a Bertrand publique mais livros dessa diva maravilhosa por aqui.

    ResponderExcluir
  7. Olá Gisela!
    Eu fico deslumbrado com o primor das capas desta trilogia (compraria os livros somente pela beleza, confesso). Mas felizmente o conteúdo é igualmente cativante, de modo que neste terceiro volume quem rouba a cena é Ian Thornton, com sua personalidade determinada.
    Aqui a história parece se construir cheia de momentos inesperados e surpresas que culminam no romance, fazendo com que o leitor devore as páginas. Também gosto desta aparição de personagens de livros anteriores, pois revê-los é satisfatório para quem está lendo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Mais uma autora pra ,minha lista,sempre ouvi muito bem sobre a escrita dela,mas sempre tive um pouco de receio de me aventurar em uma autora diferente das que eu tenho costume,mas vou dar uma chance pra leitura,vou comprar o primeiro volume da série.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Ando acompanhado a suas resenhas dessa serie, sempre fico com vontade de ler e aumentando minhas lista de leitura. Tem uma ótima premissa e espero muito ler essa serie e o livro em si e muito bom. Fico feliz em ver que esse livro foi o que mais gosto do demais.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  10. Essa nova edição dessa série da Judith está maravilhosa, essas capas estão perfeitas, é tão bom ter a oportunidade de reler histórias tão fabulosas, mesmo sendo difícil escolher um favorito, confesso que tenho um carinho especial por esse livro, Elizabeth é uma personagem incrível, e o Ian é daqueles mocinhos que queremos pegar no colo e fazer um carinho!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gi
    Ainda não conheço a escrita da autora, e seus livros divide opiniões. Mas quero muito ler algo dela.
    Esse livro parece ser melhor do que os anteriores com personagens cativantes, que proporciona ao leitor uma mistura de sentimentos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Nossas essas capas são incríveis. Fico encantada quando quando uma autora de romances consegue trazer algo inovador como ela fez nesse livro, trazendo um protagonista fora doa padrões, já amei. Espero poder ler essa trilogia me breve.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Gisela!
    Que confusão sobre as cartas trocadas, hein?! Já me interessei pela história rsrs
    Mas pelos seus comentários provavelmente também não irei gostar da Elizabeth, com suas decisões erradas... Contudo, já gostei do Ian, cansei de personagens masculinos arrogantes... Enfim, valeu pela dica, anotada!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gi!!
    Acho que tive uma péssima experiencia com a Judith McNaught que até hoje não consigo ler nenhum livro dessa autora, a série parece bem interessante mas não sei se tenho coragem de pegar para ler esses livros. Então, infelizmente vou deixar passar a indicação.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Já conheci a escrita da Judith McNaught já tem uns anos através do livro Agora e Sempre, li ele traduzido, bem antes de ser lançado aqui no Brasil.
    Não sabia que o livro tinha continuação, duas ainda por cima. Gostei bastante disso, já que gostei da escrita da autora, e pretendo ler esses dois livros.

    ResponderExcluir
  16. Ivete do céu, que sinopse maravilhosa é essa? Já Estou adicionando os livros na lista de leituras para 2020 e completamente boba pelo ian logo de cara.

    ResponderExcluir
  17. Oiii ❤ Estou muito curiosa para saber como será quando Ian descobrir que a resposta errada foi enviada para a mocinha, já estou imaginando a confusão rsrsrs.
    Ainda não li nada da Judith McNaught, mas tenho vontade e gostaria de conhecer a escrita dela através desse livro, já que é o livro dela que a sinopse mais chamou a minha atenção.
    Estou curiosa também para saber em qual escândalo a mocinha se meteu e pra ver o romance acontecendo entre os personagens.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  18. Olá! ♡ Quero fazer essa leitura para ontem kkk! Sem sombra de dúvidas, essa é a premissa que eu mais gostei dessa série!
    Estou curiosa para ler algo da autora, acho que esse livro é perfeito para eu conhecer a escrita da autora ♡
    Já quero conhecer Elizabeth e Ian e ver o amor ir surgindo entre eles!
    Adorei a resenha! Beijos! ♡

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir