acompanhe o blog
nas redes sociais

27.10.15

Ligeiramente Escandalosos, Vol. 3 - Série Os Bedwyns [Mary Balogh]

Série Bedwyns - Mary Balogh
Ed. Arqueiro, 2015 - 288 páginas:
      Freyja Bedwyn é uma mulher diferente das outras damas da alta sociedade: impetuosa e decidida, ela preza a independência e a liberdade acima de qualquer coisa - até mesmo do amor. Até que o destino lhe apresenta Joshua Moore, o marquês de Hallmare, um homem cheio de charme e mistério, dono de uma beleza estonteante e de uma reputação terrível. Quando ambos se encontram a caminho da pacata cidade de Bath, a química entre os dois é imediata. Entre encontros e desencontros, conflitos e provocações, Joshua faz uma proposta inusitada: pede que Freyja finja ser sua noiva, para evitar que uma artimanha de sua tia o leve a se casar com a própria prima. Para uma dupla que acha graça das convenções sociais, esta parece ser a oportunidade perfeita para se divertir.  

Onde comprar:

Mary Balogh nos brinda novamente com mais um belo e divertido romance histórico, onde a característica marcante é o amor conquistado e não instantâneo. Os casais protagonistas vão se envolvendo aos poucos, conhecendo um ao outro até o reconhecimento do amor. Outro fato interessante é que os irmãos Bedwyns não são descritos como lindos, longe disso, Mary sempre enfatiza alguns de seus defeitos. E mesmo sendo muito ricos, não são inteiramente felizes, conquistando a simpatia do leitor, mesmo sendo eles um pouco esnobes.

Ligeiramente Escandalosos conta a história de Freyja, ainda solteira aos vinte e cinco anos, depois de sofrer uma desilusão amorosa. Pois bem, quatro anos antes, Freyja tinha um casamento arranjado com Jerome, filho mais velho do conde de Redfield, vizinho deles. Mas acontece que ela se apaixonou pelo seu irmão mais novo, Kit, durante um verão em que este estava de licença de seu regimento na Guerra da Península. Kit convidou Freyja a fugir, mas ela, mesmo apaixonada, decidiu honrar seu compromisso com Jerome. Infelizmente este morreu antes que as núpcias acontecessem.

Kit torna-se então o herdeiro do conde e agora um casamento entre ele e Freyja passa a ser possível e desejável. Acontece que quando Kit volta da guerra, ele trás consigo uma noiva. Freyja ainda teve a ousadia de desafiá-lo, acreditando que o noivado era uma farsa para vingar-se dela. No entanto, Kit se causou com Lauren e agora sua mulher está prestes a dar à luz ao primeiro filho do casal.

Freyja não quer de jeito nenhum estar em Lindsey Hall, sua casa, vizinha a de Kit, quando isto acontecer. Por isso, quando foi convidada por uma amiga a passar uma temporada em Bath, ela aceitou prontamente, mesmo sendo Bath um ponto de encontro para idosos, enfermos e pessoas que não tinham lugar melhor para ir.

No caminho, hospedada em um hotel de segunda porque todos os bons já estavam lotados, Freyja tem um encontro inusitado com um jovem belo e impetuoso em seu quarto de dormir.

"- Me dê cobertura, coração - pediu, antes de fechar a porta pelo lado de dentro -, e me salve de um destino pior que a morte."

Joshua Moore, Marques de Hallmere, estava a caminho de Bath para visitar sua avó. E como o destino é traiçoeiro, acabou por cruzar novamente o caminho de Freyja, em circunstancias onde, mas uma vez, levantou a ira da jovem, que já o considerava o Adônis e o diabo em uma só pessoa.

Joshua herdou seu título e propriedade a partir da morte de seu tio, e sua engenhosa tia, visando manter o título na família, estava determinada a casa-lo com uma de suas primas. Para fugir das armadilhas preparadas pela tia, Joshua propõe a Freyja forjar um noivado por apenas um ou dois dias. Os dois iram se divertir com o arranjo naquela monótona cidade e depois cada um iria para seu lado. Levada pelo impulso, Freyja aceita a brincadeira, sem pensar nas consequências.

E a velha fórmula do noivado de mentirinha é só uma base para a trama, não seu foco. Como nos outros livros, Mary criou personagens carismáticos, que escondem seus infortúnios atrás de máscaras, Joshua mostra-se uma homem fútil, que se utiliza de todo seu charme e beleza para seduzir mulheres e Freyja aparenta ser uma dama fria, geniosa e independente. Mas aos poucos eles vão revelando quem realmente são.

Ao meu ver a série está conseguindo atingir seu objetivo, entreter o leitor com histórias românticas e cheias de humor. 

Clique sobre a capa para ler as resenhas anteriores:

 

 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

14 comentários em "Ligeiramente Escandalosos, Vol. 3 - Série Os Bedwyns [Mary Balogh]"

  1. Ligeiramente Escandalosos anda mesmo conquistando o público, estou adorando ler as resenhas e ver como a autora parece estar criando casais apaixonantes.
    Freyja e Joshua não são de longe um casal normal e o tipo que a primeira vista imaginamos que daria certo, mas ver como a autora soube construir aos poucos essa paixão, em meio as diversas confusões que esses dois arranjam por onde passam, apenas confirma a magia que romances históricos parecem possuir.
    Acho que irei rir muito com esse casal, pelas resenhas já simpatizei muito com ele e a família Bedwyn.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Até recentemente não sabia que fazia parte de uma série.
    Parece um romance de época bem engraçado e com personagens carismáticos.A Freyja passa por muita coisa antes de encontrar o Joshua,só pela resenha já deu vontade de conhecer mais deles,acompanhar o desenvolvimento do casal .

    ResponderExcluir
  3. Oi!!
    Tenho muita vontade de ler mais romances de época. Acho muito legal quando o autor consegue quebrar esses paradigmas dos romances comuns e fazer algo divertido e sarcástico. Que bom que está gostando da leitura. Beijos!!
    Quer Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  4. cara Gi, romances de época costumam me chamar a atenção. é uma série chick-lit, então acabo deixando passar em prol de outras sagas ou livros. porém, meu lado romântico me faz voltar os olhos para suas resenhas históricas. adorei.

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito começar a ler a Série Bedwins, simplesmente adoro livros do gênero romance de época e lendo sua resenha acredito que irei adorar os livros da série, pois parecem ser bem envolventes.
    Sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  6. Não costumo ler romance de épocas, mas apos ler muitas resenhas com esse gênero literário a gente acaba ficando com um pouco de curiosidade e vontade de ler, porém tenho um pouco de receio por não conseguir me envolver com a história e com os personagens, entretanto quem sabe resolvo ler.

    ResponderExcluir
  7. Essa é uma das séries que não tenho a mínima vontade de ler. Não faz muito meu estilo. Romances de época não me deixam muito empolgada.

    ResponderExcluir
  8. eu adorei este livro pois nos anteriores ja tinha criado uma empatia com Freyja que só veio a se fortalecer com a história, adorei o jeito dela de não se intimidar!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ai Gisela!
    A série parece mesmo muito boa.
    Gosto dos romances de época e de protagonistas femininas fortes e adiante de seu tempo.
    “Tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Adorei a resenha espero conseguir ler esses livros logo, estou com o primeiro aqui em casa ainda, mas tenho muita curiosidade em conhecer essas histórias que prometem suspiros e gargalhadas.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Adoro este tipo de trama quando o amor não é a primeira vista!!
    A capa é super fofa... a mocinha sugere algo, mas bem sutil.
    Eu gosto do clichê que o livro traz como o casamento de mentira e ainda bem que não é o foco, afinal a protagonista sofreu poucas e boas e merece se divertir.
    Eu ri quando li que o noivo morria, haha. Puxaa... sou má.
    Eu adoro romances de época e este vai pra lista, mas preciso ler os anteriores.

    ResponderExcluir
  12. A Mary Balogh conseguiu me conquistar bastante com a série Os Bedwyn, como você deve saber, uma proposta bem diferente, inovadora e com uma construção impecável de personagens e suas respectivas características. Ligeiramente escandalosos, assim como os outros não poderia deixar de agradar-me.

    ResponderExcluir
  13. Eu li Ligeiramente Casados e gostei, mas confesso que o povo botou pilha demais em cima do livro e não era pra tanto. Pretendo ler toda a série que gostei do estilo da autora e adoro romances históricos.

    ResponderExcluir
  14. Se formos observar direitinho, todas essas tramas são clichês do começo ao fim, mas o que realmente umporta é ver que os prinvipais objetivos sào alcançados: Entreter e divertir. Como gosto de livros assim, certeza que vou querer ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

siga no instagram @lerparadivertir