acompanhe o blog
nas redes sociais

17.2.16

Um Beijo Inesquecível, Vol. 7 - Série Os Bridgertons [Julia Quinn]

Série Os Bridgertons - Julia Quinn
Ed. Arqueiro, 2016 - 272 páginas:
     Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.  

Veja o preço:

Quem acompanha a série Os Bridgertons de Julia Quinn já deve estar ansioso pela leitura de Um Beijo Inesquecível, pois a caçula dos irmãos Bridgertons sem sombra de dúvida é a mais excêntrica de todos os irmãos. Hyacinth Bridgerton talvez tenha contado um pouco com a indulgência de sua mãe, afinal é a caçula de oito irmãos e ainda estava na barriga de Violet quando seu pai faleceu.

Hyacinth, na teoria, é considerada um bom partido em termos matrimoniais, é bonita, tem um ótimo dote, mas já completou sua terceira temporada em Londres sem uma proposta de casamento aceitável. Na verdade, Hyacinth é uma mulher admirada, mas ao mesmo tempo temida pelos homens, pois adora ter razão e raramente encontra um homem mais espirituoso, articulado ou bom de debate como ela.

"- Nenhum homem gosta de mulheres mais inteligentes que ele - um dos amigos mais sagazes comentara - E Hyacinth Bridgerton não é do tipo que se faça de tola."

Para não ser injusta, nossa heroína recebeu sim alguns pedidos, mas nenhum dos pretendentes a agradou, era melhor permanecer solteira do que mal acompanhada, afinal tudo que Hyacinth queria era um marido com "um pouquinho de inteligência" e isso estava difícil de encontrar. Até se sentar ao lado do belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury, num recital de música.

"- Mãe - interrompeu Hyacinth, pousando a xícara firmemente sobre o pires -, não importa. Eu não ligo de não ser unanimidade. Se eu quisesse que todo mundo gostasse de mim, teria que ser boazinha e encantadora, sem graça e enfadonha o tempo todo, e isso não seria nada divertido, certo?"

Gareth não é rico, apesar de ser o herdeiro do baronato de seu pai, pois seu irmão mais velho morreu tragicamente jovem. Ele teve desde cedo um relacionamento conturbado com seu progenitor, que sempre o tratou com desprezo, afirmando que nunca deveria ter tido um segundo filho, pois Gareth era uma mancha em sua reputação. Toda a sociedade conhecia que os dois tinham uma desavença, mas ninguém sabia o motivo.

Apesar de Gareth estar na idade de se casar, continua um libertino, com uma reputação abominável, nunca foi visto em companhia de uma jovem descente. Mas tudo isso acabava transformando-o numa figura romântica e cobiçável, além de sua admirável beleza, é lógico.

Hyacinth reconheceu em Gareth St. Clair um adversário a sua altura, alguém capaz de conversar com ela de igual a igual e, pasmem, deixa-la algumas vezes sem fala. Ele é engraçado e sarcástico, às vezes arrogante, mas compreendia o que é importante. E um diário perdido da avó materna de Gareth escrito em italiano e contendo um segredo de família acaba unindo estes dois numa aventura para lá de saborosa, transformando o que teria sido uma temporada enfadonha na primavera mais emocionante da vida de Hyacinth e levando Gareth à loucura.

"Gareth estava certo de que seria quase impossível conviver com ela - embora soubesse, de alguma forma, que não seria nem um pouco difícil amá-la."

Julia sabe trabalhar com situações que agradam bastante o leitor, é espirituosa, com diálogos engraçados, compõe personagens de bom carácter e a família Bridgertons mantém sua empatia com as trocas de alfinetadas zombeteiras entre si, mas com muito amor.

E como sempre, todas estas combinações resultaram em mais um livro imperdível da nossa querida Julia Quinn.

Clique sobre a capa para saber mais sobre os volumes anteriores:



 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

18 comentários em "Um Beijo Inesquecível, Vol. 7 - Série Os Bridgertons [Julia Quinn]"

  1. Ultimamente tenho lido muitas resenhas dos livros da Julia, agora essa sua resenha me deixou ainda mais com vontade em ler toda obra. Você me convenceu! Vou caçar esse livro pra comprar, pois o romance de época é um gênero bem gostoso para leitura, creio que Os Bridgertons vão passar "voando" por meus olhos.

    ResponderExcluir
  2. cara Gi, fiquei rindo sozinho pela situação de Hyacinth - ela só quer um homem com "um pouquinho de inteligência" rsrsrsr. isso provavelmente numa época em que a mulher era considerada abaixo de qualquer homem. taí um romance que eu poderia ler sem reservas, gostei demais dos quotes.

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ser encantador, divertido, romântico e com personagens super bem feitos e puros! Fiquei bastante interessado nessa série, apesar de não ser habituado com livros históricos, acho que vou curtir muito! Abraços ^^

    ResponderExcluir
  4. Romance histórico não é meu gênero mais frequente,mas gostei da personalidade da Hyacinth,dá vontade de ler,é bom ter diálogos engraçados,sempre vejo essa característica nas resenhas sobre as obras da Julia Quinn.

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade. A cada novo livro que lança e vejo ótimos comentários sinto que estou perdendo tempo.

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha está muito boa, o primeiro livro que li da Julia Quinn foi O Duque e Eu, e não podia ter feito escolha melhor, foi o livro que me prendeu na leitura do inicio ao fim, além de ter feito eu me interessar por livros do gênero romance de época, mas ainda não li os outros lidos que dão continuidade a série Os Bridgertons, pois não tenho, mas quero ler futuramente, pois fiquei encantada com a forma de escrita da autora e pela história.

    ResponderExcluir
  7. Tema interessante.
    Gostei muito da capa.
    Porém não faz meu gênero literário, daria uma chance, mas já ouvir muitas críticas, sobre esses livro, e apesar de ser uma pessoa pouco influenciável sobre críticas a livros, agora estou dando prioridade a meus desejados, que sabe em um futuro próximo.

    ResponderExcluir
  8. Oii Gi! Não li ainda os livros mas gostaria mto viu...eu adorei as resenhas q li á respeito me chamou bastante atenção! Parabéns pela resenha Gi! Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi Gisela, apaixonada por esta série e triste por saber que ela está terminando. Este livro junto com O Conde Enfeitiçado viraram os meus preferidos da serie.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Estou acompanhado a serie e gostando muito parei no quarto livro mas já deu para ver um pouco da Hyacinth e achei bem legal esse romance espero que podemos ver um pouco dos outros Bridgertons nesse livro pois adoro essa família !!

    ResponderExcluir
  11. Ja vi muitas coisas boas sobre a serie, quase li O duque e eu, uma vez mais acabei dando prioridade a outros. Adorei a Hyacinth, ela e meu tipo de protagonista. O tipo que nao se deixa levar pelas convencoes...
    adorei a resenha..

    ResponderExcluir
  12. Não curto romance de época e não sinto muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  13. Parece que o livro ficou bem legal de conferir, a autora deu o par perfeito pra ela e criou ótimas cenas e diálogos entre os dois. Foi um dos casais que mais amei nessa série, julgando pelas resenhas. Além de criar essa caçada, foi muito gostoso ver como ela desenvolveu o mistério.

    ResponderExcluir
  14. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da autora, mas achei a trama muito legal, só li alguns romances de epoca, espero poder ler logo!

    ResponderExcluir
  15. Do tanto que já ouvi falar sobre a Hyacinth - através de resenhas pois ainda não li essa série - fico imaginando como o Gareth conseguiu deixá-la sem fala algumas vezes, e sem dúvida essas cenas devem ser bastante interessantes.
    Esses diálogos engraçados sempre situados nos livros dessa série é algo que sempre me chamaram a atenção e um dos grandes motivos para colocar a série Os Bridgertons na minha lista de leitura.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. O nome da protagonista é um tanto excêntrico também, adorei.
    Eu achei bem bacana a premissa deste livro, tal como dos anteriores.
    Ainda não li nenhum e fica cada vez mais difícil pra mim começar visto o tamanho da série.
    Adoro romances de época com essas mocinhas nem um pouco convencionais.
    Quero ler, só não sei quando será!

    ResponderExcluir
  17. O nome da protagonista é um tanto excêntrico também, adorei.
    Eu achei bem bacana a premissa deste livro, tal como dos anteriores.
    Ainda não li nenhum e fica cada vez mais difícil pra mim começar visto o tamanho da série.
    Adoro romances de época com essas mocinhas nem um pouco convencionais.
    Quero ler, só não sei quando será!

    ResponderExcluir
  18. Todas as resenhas que li sobre qualquer um dos livros dessa série me deram vontade de ler todos. Claramente é uma série incrível de livros, e eu pretendo ler com certeza. Pelo visto enquanto vou lendo os primeiros vou ficar bem ansiosa por esse sétimo livro, pois a Hyacinth parece ser uma personagem muito interessante.

    Abraços :)

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir