acompanhe o blog
nas redes sociais

28.9.16

A Garota do Calendário - Junho [Audrey Carlan]

Audrey Carlan
Ed. Verus, 2016 - 138 páginas:
      Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de junho em Washington com Warren, um coroa rico que precisa de uma mulher a seu lado para tratar com políticos e investidores. O acordo entre eles não envolve sexo — já com Aaron, o filho de seu cliente, Mia não pode garantir.

Onde comprar:


A Garota do Calendário - Junho foi até o momento o volume mais interessante da série, isso se deu pelo fato de que a autora conseguiu pela primeira vez me deixar curiosa quanto ao que iria acontecer neste mês. Normalmente os livros são muito previsíveis, percebi que o que me incomoda nesta série é a falta do fator surpresa, aquele friozinho na barriga proporcionado pela expectativa, mesmo que saibamos o que nos espera no final, afinal, o que importa não é o fim, mas como a história foi conduzida até que este fim seja alcançado.

Normalmente os clientes da Mia são jovens, lindos e perfeitos, o que tira o realismo da trama, não podemos acreditar que o trabalho de uma acompanhante de luxo é só glamour. Não sou especialista em homens bilionários, aliás, não conheço nenhum, mas pelo pouco que conheço do mundo, a vida de uma acompanhante de luxo não é tão fácil como a de Mia.


Em Junho, Mia vai para a capital do país, Washington, para ser a namorada-troféu de um coroa rico, com idade para ser seu pai. Warren Shipley está construindo um centro de operações para oferecer serviços médicos a países de terceiro mundo. Ele precisa de uma mulher jovem ao seu lado para ter melhor acesso a pessoas muito importantes do mundo dos negócios e da política, num meio onde a maioria deles desfilam com mulheres que tem idade para serem suas filhas, ou até mesmo netas.

Acontece que Warren tem um filho que é Senador Democrata da Califórnia, chamado Aaron Shipley, que parece ter saído da revista GQ, que provocou faíscas de desejo em Mia num primeiro olhar.

"O tecido cinza escuro emoldurava os ombros largos, a cintura fina e as pernas longas, como se tivesse sido feito sob medida. Provavelmente tinha. Seus olhos estavam escondidos atrás de Ray-Ban pretos. O cabelo loiro-escuro estava penteado de um jeito despojado, como se ele tivesse acabado de sair da cama, conferindo aquela aparência tão na moda atualmente. Nele funcionava, e muito bem. Dava um ar arrumado com um toque de extravagância. Uma combinação letal para uma garota como eu. Bem. para qualquer garota."

E por essas e outros a Mia ainda não me cativou. Ela se entrega muito fácil aos seus clientes, não proporcionado ao leitor o gostinho da conquista, acredito que isso se deva ao fato dos livros terem poucas páginas, tornando a leitura bem dinâmica. Por outro lado, este livro foi o mais próxima da realidade que este tipo de trama poderia nos apresentar e por isso o que mais gostei.

Com esta série será composta por doze livros, uma para cada mês de ano, estou criando resenhas com mais opinião pessoal do que com detalhamentos sobre a história, a fim de não tirar a surpresa do leitor que ainda vai ler os livros.

Clique sobre as capas para ler a resenha dos livros anteriores:

 Cortesia do Grupo Editorial Record
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

14 comentários:

  1. Finalmente um mês que o cliente não é um cara jovem e rico. E mesmo lendo só resenhas, eu também me incomodo que a Mia se entrega tão fácil aos clientes. Não parece que é bem baseado em uma acompanhante de luxo da vida real.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  2. Acho que essa coisa de todos serem jovens e lindos realmente tira o realismo do livro. Mas vamos combinar que ele não parece ser um livro 5 estrelas, e sim algo apenas pra passar o tempo. Pelo que eu venho percebendo, o m~es de junho parece ser o melhor até então, já que há uma tentativa de mudança. Gostei de ver a sua opinião.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii Gi!
    Ansiosa pra ler essa série, e claro, torcendo pra q me surpreenda...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Assim como nas resenha anteriores, essa série não me desperta interesse. Não curto esse gênero literário.

    ResponderExcluir
  5. Eu li até Abril, não gostei apenas de um dos livros, mas tô ficando preocupada com o rumo dessa história. Tô achando Mia facil demais e mt contraditória.
    Vamos ver o q nos restas os proximos livros

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, Gisela! A escolha da autora por um cara mais velho parece ter sido acertada, isso torna a história mais real aos olhos do leitor. Em uma série sem grandes surpresas, qualquer fator que fuja um pouco da mesmice já é algo positivo.

    ResponderExcluir
  7. Gi!
    Vou ser sincera: estou cansada de ler resenhas dessa série, portanto nem me dei ao trabalho de ler essa pois sei que não vou ler nem tão cedo.
    Desculpa!
    “A sabedoria só nos chega quando não precisamos mais dela.” (Che Guevara)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. E Junho conseguiu a façanha de chamar sua atenção em algum ponto,rs.
    Pelo que entendi das resenhas essa entrega rápida realmente é um ponto negativo...todo cara ela se encanta?Critérios,onde estão vcs :P

    ResponderExcluir
  9. Eu ri da tag "Leia se tiver tempo". Li janeiro e fevereiro, não sei se volto a ler, tá um saco de acompanhar, principalmente porque concordo contigo, não consigo me apegar a Mia porque ela se entrega tão facilmente aos clientes que acaba ficando repeteco, se não é o cliente, é filho? Meu Deus, queria só ver se ela tivesse que pegar o velho, aí não daria para ela dizer o de sempre "ai, esse corpo maravilhoso, esse cara gostoso... etc" kkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Como sempre comento, essa é uma série que não me desperta interesse. Mas para quem já acompanha, deve ser uma boa leitura. Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Gisela.
    Já desisti mesmo dessa série. Claramente, é apenas mais do mesmo. Só muda a profissão do cliente, porque o resto...
    Você está corajosa mesmo. Afinal, já conseguiu chegar em junho.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  12. Finalmente um cliente que é mais próximo da realidade, mas o filho ainda é um espetáculo né? Acho lindo uma capa do lado da outra, acho que é uma das poucas qualidades dos livros, as capas.

    ResponderExcluir
  13. huahauahauh um cliente coroa (parecia que a coisa iria entrar nos eixos) e a menina já arrasta as asas para o filho capa de revista. por suas palavras este não parece ser "mais do mesmo", mas ficou bem perto, rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Eu com certeza não irei ler essa série, não tenho nada quanto a acompanhantes mas esses livros é apelação, como você falou Mia se entregá muito fácil e sinceramente chega a fica e feio.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo